Qual a diferença entre eficiência e eficácia?

Qual a diferença entre eficiência e eficácia?

No nível gerencial, alguns termos técnicos podem te ajudar a entender melhor estratégias de negócio ou então te confundir ainda mais sobre processos e ideias de execução. Exemplos disso são as palavras eficiência e eficácia. Você tem usado elas na maneira correta? Sabe o que significam? E mais – sabe como estes dois componentes ajudam no crescimento do seu negócio e no sucesso de suas ações? Continue lendo, pois vamos descobrir a seguir.

Eficiência

 
Tecnicamente, o termo eficiência está relacionado a capacidade de “fazer certo as coisas”. No caso, o conceito se expande no universo operacional, onde um colaborador consegue realizar tarefas com mais rapidez, com mais qualidade e menos recursos, tem a capacidade de ser habilidoso, efetivo e proativo.

Um profissional eficiente é aquele que se planeja, se organiza, é quem se compromete com a realização da tarefa, ou seja, em executá-la da melhor forma possível. Afinal, realizar um trabalho da forma correta garante muito mais chances do sucesso do que algo feito sem essa atenção.

Eficácia

 
Já no nível gerencial, o termo eficácia representa muito mais “fazer as coisas certas”. Seria a garantia do resultado invés dos meios e, por isso, depende exclusivamente da visão sistêmica que esse profissional precisa ter.  Aqui, a grande preocupação é conseguir atingir a execução da tarefa de modo certo, a que vai te ajudar mais, a que vai ser mais efetiva e resolver mais problemas. Esse pensamento treinado para identificar onde que está essa “chave” de resolução é que precisa estar presente nesse profissional, a também chamada astúcia.

Exemplos de Eficiência e Eficácia

 
Vejamos o exemplo – você é um atleta em ascensão e quer competir num grande torneio de triatlo. Durante muito tempo antes da data da competição, você investiu em se preparar para o grande dia e treinou muito as três modalidades da prova. Fez muitos quilômetros de ciclismo, correu muitos trechos e aprendeu novas técnicas para realizar melhor a etapa da natação. Isso o torna um atleta eficiente e com mais chances de sucesso, já que você se preocupou com o durante, com o meio de conseguir um resultado específico.

Chegou o grande dia! E você teve muita eficiência em seu treino e está na hora de conquistar o objetivo final: ganhar a prova. Para isso, é necessário eficácia para chegar ao resultado, à vitória. Então, você vai deixar a roupa de transição colocada de forma estratégica ao lado da bicicleta, vai posicionar a sapatilha preparada para que seu pé só entre, vai pegar água no meio do caminho e beber com técnica para não ter indisposição e vai ganhar o título de campeão. Aqui, na hora do resultado, a eficácia foi o ponto- chave para que tudo acontecesse de forma estratégica.

Você conseguiu diferenciar os dois termos na prática?

 
Quando se quer usar o termo eficaz, deve-se prestar atenção na usabilidade do que você quer significar. Se a ideia é falar sobre qual o melhor método de realizar uma tarefa e o quão rápido se terá o objetivo, sim, isso é ser eficaz. Pense também no exemplo de um entregador de pizza. Ele será eficaz se reunir todas as pizzas que vão para o mesmo bairro em sua moto, assim ele faz uma viagem só para tal parte da cidade. Esse é um exemplo de profissional eficaz que planejou sua ação para que na hora realizasse a atividade da melhor maneira possível.

Já quando se fala em eficiência, um profissional pensa em com executar a tarefa de forma mais rentável ou organizada. Outro exemplo que posso te dar aqui é o do carteiro. Esse colaborador precisa fazer entregas em um grande perímetro por muitas horas, então para ele ser eficiente, ele já separa todas as cartas por ordem de numeração antes de ir até o local de entrega. Isso traz eficiência para ele no momento de entregar já que ele terá uma sequência a seguir e não perde tempo procurando o material a ser entregue na porta do morador.

Resolução do problema X atingimento de resultados

 
Para ser um profissional eficiente, o colaborador precisa pensar nas etapas que um processo leva e executar por completo o que lhe é pedido. A eficiência significa resolver problemas de uma forma mais organizada, mais proativa, sem depender de tantos outros colaboradores e conseguir sempre realizar suas tarefas da forma mais otimizada possível.

Já o colaborador eficaz é aquele que quer cumprir um grande volume de resultados. É quem olha o problema de uma forma macro e identifica possíveis gaps que não estão permitindo o sucesso pleno da ideia. Essa característica tem muito mais a ver com produtividade e com entender qual a melhor forma de executar bem as demandas dentro da empresa.

Entender melhor como os processos de sua empresa trabalham e como se poder melhorá-los é tarefa de todos, afinal, existem os que pensam e os que executam. Alinhados com o mesmo objetivo de não perder tempo e nem dinheiro, é possível transformar por completo tarefas que antes precisavam de mais funcionários ou que levavam mais tempo em novos métodos que deixam essas etapas mais ágeis e assertivas. Inspire-se e coloque hoje mesmo em prática estas ideias em sua empresa!