Qual o papel de um Designer de produto?

Qual o papel de um Designer de produto?

Muitas pessoas não sabem, mas o trabalho de um designer de produto está por toda a parte. Desde a embalagem dos alimentos que consumimos, até os celulares, aparelhos de TV, computadores, estamos rodeados por produtos que foram projetados por um designer. No artigo de hoje falarei sobre esse profissional que tem sido cada vez mais requisitado em empresas dos mais diversos setores.
 

O Que Faz um Designer de Produto?

 
O designer de produtos trabalha no projeto de produtos em geral para a indústria, seja a embalagem ou o item propriamente dito. Sua atuação pode tanto ter relação com o desenvolvimento de novos produtos, quanto no melhoramento daqueles já existentes, criando novas versões deles. Seu trabalho envolve diversas vertentes, como:
 
1-  Definição de materiais que serão utilizados na fabricação do item.
 
2-  Como o projeto será executado na linha de produção.
 
3-  Aspectos formais do produto, como: cores, formas, estética, etc.
 

Design de Produto: Cursos e Mercado de Trabalho

 
O mercado de trabalho para design de produto no Brasil está em ascensão, pois cada vez mais empresas estão procurando por profissionais especializados nesse tipo de projeto. Se antes apenas determinados setores tinham uma maior preocupação com a aparência de seus produtos, hoje isso mudou e os designers estão se tornando bastante requisitados.
 
Para se tornar um designer de produto é necessário cursar uma graduação, com duração que pode variar de 2 a 4 anos, dependendo da instituição e do foco do curso. Os bacharelados costumam ser mais abrangentes, enquanto os tecnológicos (que possuem menor duração) são mais focados em determinados produtos, como joias ou moda, por exemplo. Então, é importante saber que área pretende seguir para escolher a melhor opção para o seu caso.
 

Uma Carreira Com Diversas Possibilidades

 
A carreira de designer de produto é bastante ampla e é possível atuar nos mais diversos segmentos da indústria, como de calçados, eletrodomésticos, automóveis, etc. Além de grandes organizações, o profissional poderá trabalhar em pequenos e médios negócios, o que possibilita um grande leque de opções para seguir. Para se ter uma ideia da amplitude da carreira, um designer pode atuar, inclusive, na área da saúde, trabalhando ao lado de médicos, fisioterapeutas e outros profissionais na prototipagem e desenvolvimento de próteses ou outros equipamentos específicos para hospitais.
 
No curso, o aluno irá aprender a trabalhar em diversos tipos de projetos, envolvendo questões éticas, ambientais e o trabalho em equipe, que é algo que faz parte da carreira. Não é possível que um designer trabalhe sozinho, já que ele cria projetos para outras pessoas executarem, por isso é tão importante vivenciar esse contato com outras pessoas desde a faculdade.
 
Após formado, o profissional poderá atuar em empresas públicas ou privadas, como profissional liberal, em atividades de consultoria, supervisão e assessoria, na produção ou implantação de projetos, etc. Há, ainda, a possibilidade de se dedicar à carreira acadêmica, fazendo um mestrado para dar aula em cursos de Design de Produto.
 

Quanto Ganha um Designer de Produto?

 
Como se trata de uma carreira com diversas possibilidades, não há um piso salarial pré-estabelecido para um designer de produto e os ganhos irão depender da área em que cada profissional decidirá atuar. Entretanto, há aquelas áreas que são conhecidas pelas maiores remunerações, que são gerenciamento de criação e design estratégico, com salários que podem a chegar a 10 mil reais.
 
De acordo com a Catho, site de classificados de empregos, a média salarial de um designer no Brasil é de R$ 2.759,34. Ainda de acordo com a página, 22% dos profissionais de Design de Produto no país são pós-graduados, 80% são graduados em Desenho Industrial e 43% têm inglês intermediário.
 

A Importância do Designer de Produto

 
No mercado atual, que está cada vez mais competitivo, os designers estão sendo bastante requisitados, pois eles são capazes de desenvolver características que diferenciam os produtos, fazendo com que se destaquem em meio a concorrência. Esses profissionais conseguem enxergar além da funcionalidade principal de um item e são capacitados para desenvolver formas de torná-los únicos e desejados.
 
Vamos usar como exemplo uma empresa que fabrica escovas de cabelo, que é um produto considerado básico. O que fazer para convencer os consumidores de que as escovas dessa marca em questão são melhores do que as outras? Um designer de produto poderá criar uma ou mais características que tornem o produto especial e o diferencie dos outros.
 
O empresário Norio Ohga, que foi executivo da Sony entre os anos de 1982 e 1995, afirmou que o design é a única característica que promove a diferenciação entre um e outro produto disponíveis no mercado. Ele tem toda a razão e para comprovar isso basta observar os objetos ao seu redor, de geladeiras a celulares, o design é a primeira coisa para o qual olhamos. Por isso, o design de produtos é um segmento que está em expansão, pois as empresas estão se dando conta da sua importância no que se refere ao diferencial competitivo.
 
Você já conhecia a profissão de designer de produtos? Aproveite para compartilhar este artigo em suas redes sociais e passe o conhecimento adiante!