O que significa carreira em Y?

O que significa carreira em Y?

Muitas pessoas têm a visão errada de que o sucesso profissional tem a ver com ocupar cargos de gerência dentro de uma empresa. Porém, não se pode esquecer que nem todos desejam assumir esse tipo de função e preferem seguir por outros caminhos. É aí que entra a carreira em Y, que oferece a escolha entre o gerencial e o técnico. Se você está em dúvida sobre qual é o melhor caminho para você, continue acompanhando o artigo.
 

O Que é Carreira em Y?

 
O termo carreira em Y se refere a uma forma de progressão de carreira que se diferencia da linear, que é aquela em que o profissional vai subindo dentro da hierarquia da empresa, ocupando cargos de gerência cada vez mais elevados. Para entender melhor esse conceito, basta analisar a letra Y e perceber que ela começa de forma linear até chegar no ponto que tem uma bifurcação, com duas opções de caminhos que podem ser seguidos: o gerencial ou especialista em determinada área técnica.
 
Esse modelo de carreira surgiu de dois tipos de necessidades: das empresas, de encontrar profissionais de alto nível técnico; E dos profissionais, de se desenvolverem na carreira sem, necessariamente, ter que ocupar um cargo de gerência. Por isso, hoje, diversas organizações oferecem essa opção aos seus colaboradores, para que tenham a escolha de seguir na gestão de pessoas ou do conhecimento.
 

A Valorização do Potencial de Cada Profissional

 
A carreira em Y permite que uma organização aproveite, de forma mais eficaz, o potencial de cada colaborador, afinal nem todos têm o perfil para gerenciar equipes. Além disso, a necessidade de inovação faz com que as empresas precisem ter profissionais com amplo conhecimento sobre determinadas áreas em seu quadro de funcionários. Dessa forma, eles podem atuar no desenvolvimento de novos produtos e soluções em todos os âmbitos da companhia, para encontrar uma vantagem competitiva que a destaque no mercado.
 
Optar pelo oferecimento da carreira profissional em Y aos colaboradores significa otimizar o que se tem de melhor de cada um. Aqueles que têm o perfil gerencial se sentirão motivados a buscarem esse tipo de cargo, enquanto os que preferem se especializar em determinada área sabem que terão, também, uma boa oportunidade dentro da empresa. Os dois tipos de cargos costumam ter o mesmo nível salarial, o que torna as oportunidades igualmente vantajosas.
 

Especialistas Técnicos e a Necessidade de Colocar a Mão na Massa

 
A expressão “colocar a mão na massa” tem bastante ligação com o modelo de carreira em Y, já que os profissionais de perfil técnico querem atuar de forma mais direta nas atividades da empresa. Por outro lado, aqueles que têm perfil gerencial, preferem participar de forma mais estratégica, planejando o que deverá ser realizado e liderando a equipe. Outras características dos colaboradores de perfil técnico incluem:
 
1-  Gostam de pesquisar para encontrar novas soluções para a empresa.
 
2-  Têm interesse por determinada área e estão sempre em busca de aprender mais sobre ela.
 
3-  Podem ter um perfil de liderança, mas não, necessariamente, relacionada com a gestão de pessoas.
 
4-  Se sentem motivados ao se deparar com um desafio e se empenham para resolvê-lo.
 
Como se pode ver, são características extremamente importantes para se ter em uma organização. Por isso, as empresas que ainda não têm um especialista técnico, devem buscar um, seja recrutando ou investindo no desenvolvimento de um colaborador que mostrar ter esse perfil. Sua contribuição poderá ser extremamente significativa no que se refere à inovação e aquisição de uma vantagem competitiva em relação aos concorrentes.
 

Qual Carreira Devo Seguir?

 
Depois de saber mais sobre as duas opções de carreira oferecida pelo modelo em Y, é hora de pensar no caminho que é mais indicado para você. A resposta para a pergunta acima irá depender, exclusivamente, do seu estilo de conduta e em como prefere atuar. Se você é um profissional mais centrado, que até gosta de trabalhar em equipe, mas não tem preferência por gestão de pessoas, então é sinal de que se dará melhor tornando-se um especialista.
 
O primeiro ponto que deve ser considerado antes de fazer uma escolha por um dos dois caminhos é a sua vocação, pois é ela que irá te guiar e fazer de você um bom profissional. Sentir-se bem com a sua função é uma condição fundamental para o sucesso. Então, não deixe de pensar nisso ao se decidir ou poderá correr o risco de se frustrar optando por um caminho que não está de acordo com o seu perfil.
 
Uma dica que eu daria para aqueles que decidem se tornar especialistas, é que não resuma seu conhecimento exclusivamente sobre uma área. Obviamente, um especialista tem um campo específico de interesse, porém é interessante que se atente, também, às áreas que possam ter alguma ligação e que sejam complementarem. Isso irá te tornar um profissional muito mais completo e pronto para fazer a diferença na organização.
 
Você já conhecia o modelo de carreira em Y? Acredita que tem um perfil mais gerencial ou técnico? Deixe sua opinião nos comentários abaixo!