É permitido o uso de celular no trabalho?

É permitido o uso de celular no trabalho?

Em todos os lugares sempre tem alguém mexendo no celular. Os smartphones contam com tantas funções, que fazer ligações se tornou um mero detalhe. Entretanto, mesmo com tantas vantagens, os aparelhos acabaram roubando a atenção das pessoas em momentos em que isso não deveria acontecer; como no trabalho, por exemplo.
 
No artigo de hoje vou falar sobre o uso do celular durante o expediente, que pode ser motivo para uma demissão por justa causa, e o que um gestor pode fazer em relação a isso.
 

Quando o Uso do Celular Se Torna Prejudicial à Empresa?

 
Hoje em dia é muito difícil encontrar uma pessoa que não tenha um celular. Eles nos ajudam a realizar uma série de tarefas e, além disso, oferecem várias opções de lazer. Entretanto, o uso exagerado pode trazer problemas.
 
Em uma empresa, o uso do aparelho se torna prejudicial quando oferece algum risco ao funcionário, como no caso daqueles que operam máquinas perigosas, ou começa a comprometer a sua produtividade. Por outro lado, em alguns cargos o celular é utilizado na comunicação com clientes e fornecedores.
 
Todos os pontos citados acabam deixando o empregador em dúvida a respeito de proibir ou não o uso do celular por seus funcionários. Para te ajudar nessa decisão importante confira as dicas a seguir.
 

O Celular e a Produtividade

 
É compreensível que os empregadores se preocupem com o impacto do uso do celular na produtividade dos funcionários. A maioria dos gestores considera o aparelho como um escape de rendimento e, em algumas situações, realmente é.
 
Na maioria dos casos, entretanto, parar uns minutos o trabalho para ler e responder uma mensagem equivale ao mesmo do que parar para ir ao banheiro ou beber água. Quando os colaboradores fazem pausas curtas para verificar suas mensagens, não tem como isso não afetar a sua eficiência.
 
Colocar uma placa de Proibido o Uso de Celular na empresa pode ter o efeito exatamente oposto no rendimento de seus profissionais do que se permitisse que eles continuassem fazendo o uso com bom senso. Isso se deve ao fato de que os telefones celulares são uma necessidade no mundo de hoje. Através deles é possível realizar uma série de tarefas em apenas alguns minutos, como marcar uma consulta, saber se está tudo bem com os filhos, conferir a agenda de compromissos, realizar pagamentos e outras transações bancárias, etc.
 
Se você proibir seus empregados de usarem o celular mesmo de forma ocasional, é provável que isso faça com que eles se sintam desmotivados. E a motivação está intimamente ligada à produtividade.
 
Portanto, proibir o uso provavelmente não vai resolver seus problemas de ineficiência, porque os funcionários desconcentrados que desperdiçavam seu tempo com seus telefones celulares provavelmente encontrarão várias outras maneiras para continuar perdendo tempo.
 

Desenvolva Uma Política Para o Uso do Celular

 
Isso não quer dizer, entretanto, que o uso do telefone celular pelos colaboradores deve ser sempre permitido. A política para o uso do aparelho no trabalho dependerá inteiramente do tamanho do seu negócio, da cultura da sua empresa e da sua área de atuação.
 
Se você tem funcionários que são motoristas, por exemplo, os telefones celulares, obviamente, não serão permitidos no horário do expediente; se, por meio deles, eles interagem pessoalmente com clientes, então, mais uma vez, o uso do celular deve ser reduzido. Por outro lado, se a sua equipe passa o dia em silêncio em suas mesas, não há motivos para tirar essa pequena liberdade dela.
 

Quando o Uso do Celular Se Torna um Risco

 
Em fábricas é preciso ter um pouco mais de cuidado com o uso do celular, pois ele pode se tornar um risco. Se um funcionário que opera uma máquina perigosa se distrai vendo suas mensagens ou redes sociais, pode acabar se machucando e gerar uma série de problemas graves.
 
Nesses casos, a organização e o gestor devem impor regras claras para o uso do aparelho e pode, inclusive, proibir que os funcionários mexam no celular na área em que as máquinas estão localizadas. Para isso, conversar com os colaboradores, informá-los sobre a regra e, colocar um aviso de Proibido celular nas áreas em questão, já é o suficiente.
 
Confiscar os aparelhos no início de cada dia e devolvê-los apenas no final do expediente não é indicado. Isso pode acabar causando uma revolta entre no grupo, pois atualmente um smartphone é muito mais do que apenas um instrumento para fazer ligações e enviar mensagens. Hoje ele é utilizado para registrar dados pessoais, acessar contas de banco, ou seja, está repleto de informações pessoais e privadas.
 
O ideal é oferecer armários individuais e com tranca para cada funcionário e sugerir que eles mantenham seus aparelhos guardados, desligados ou no silencioso. E caso esta seja a sua diretriz, libere a que eles possam pegá-los em casos de emergência e também nas pausas para o café e almoço.
 

Seja Flexível

 
Se você decidir implantar uma política do uso do smartphone em sua empresa, compreenda que deve sempre deixar espaço nas regras para exceções. Porém, você resolver permitir que os seus empregados usem os celulares e, descobrir que um deles está abusando do privilégio, deixe claro que atitudes como estas terão consequências e punições.
 
Trate os funcionários que ficam distraídos nos seus telefones da mesma forma que faria com qualquer outro colaborador cuja produtividade está ruim. Evite punir toda a equipe com uma proibição do uso do aparelho, só porque um dos funcionários abusou desta vantagem.
 
No lado oposto deste exemplo, se você escolher, por qualquer motivo, proibir os telefones celulares no trabalho, sempre deixe aberta a possibilidade de os seus contratados manterem seus telefones por perto, em casos de emergência, como, por exemplo, em casos de doença na família.
 
A flexibilidade e compreensão funcionam melhor do que o autoritarismo. Pense nisso antes de decidir proibir o uso dos aparelhos pelos seus funcionários e busque uma solução que atenda as necessidades de todos.
 
Gostou do artigo? E, em sua empresa, como é tratado o uso de celulares durante o expediente? Comente abaixo e aproveite e compartilhe este artigo em suas redes sociais.