Como lidar com a rotatividade de colaboradores

Como lidar com a rotatividade de colaboradores

A rotatividade de funcionários é algo que deve ser motivo de alerta em uma empresa. Não é natural e nem saudável para o negócio que todos os meses alguém peça demissão ou então seja demitido. Dispensar e contratar novos profissionais são ações que geram custos, sem falar na produtividade, que fica prejudicada, pois é necessário esperar um tempo até o novo contratado aprender sua função. Se sua empresa está passando por isso ou você quer evitar que um dia isso aconteça, acompanhe as dicas a seguir.
 

Invista no Desenvolvimento dos Funcionários

 
Organizações que se concentram no desenvolvimento de seus funcionários desfrutam de uma maior satisfação em sua equipe, o que ajuda a reduzir a rotatividade. Se seus colaboradores perceberem que terão oportunidade de crescimento dentro da empresa, dificilmente eles pensarão em procurar um novo emprego.
 

Reconheça o Bom Desempenho

 
Reconhecer quando alguém faz um bom trabalho é uma ótima maneira de motivar seus funcionários. As recompensas, sejam elas em forma de um bônus ou um elogio perante a todos, são uma ótima maneira de mostrar que você está atento aos esforços de todos.
 
Se bem feito, esse reconhecimento irá trazer diversos benefícios para a empresa. No entanto, é importante que seja feito de maneira adequada e contínua. Não adianta eleger o funcionário do mês apenas uma vez e depois não dar continuidade, pois isso pode ter efeito contrário e acabar desmotivando os colaboradores.
 

Construa uma Relação de Confiança

 
Ao construir uma relação de confiança com seus funcionários, os gestores passam muito mais segurança a eles. Isso também faz com que essa confiança se estenda à organização. Quando o profissional se sente seguro e com estabilidade na empresa em que trabalha dificilmente ele encontrará motivos para querer sair dela.
 

Comunique-se Mais

 
Em quase todos os questionários corporativos sobre a satisfação dos empregados, a questão da falta de comunicação é uma das primeiras queixas. Um gestor deve sempre se comunicar com seus funcionários de forma eficaz, deixando claro o que espera de cada um deles, expondo problemas e resultados.
 
Um informativo mensal por e-mail não é o suficiente. A comunicação deve acontecer de diversas formas e ser uma prioridade constante em todos os níveis hierárquicos da empresa. No caso dos pequenos negócios, a comunicação deve ser ainda mais eficiente. Com menos funcionários o gestor pode dar uma atenção maior a cada um deles.
 

Invista em Funcionários Curingas

 
Os funcionários curingas são aqueles diferenciados, com alto potencial, que foram treinados para realizar funções chave e têm um grande valor dentro da empresa. Além de o profissional se sentir mais valorizado e motivado, ele poderá ser a arma secreta da organização em momentos de pressão ou crise, por exemplo. Entretanto, é preciso que haja um retorno, de modo que o colaborador possa dar seu melhor e também receber o reconhecimento por seu trabalho e bom desempenho.
 

Não Exija Demais

 
Durante crises econômicas, as empresas têm uma necessidade de esticar os recursos o máximo que for possível. Muitas organizações excedem o limite, exigindo demais dos seus funcionários. O acúmulo de função pode parecer econômico a curto prazo, mas a longo prazo pode acabar gerando prejuízo.
 
O excesso de atividades pode causar o esgotamento dos seus colaboradores e isso gera problemas de saúde e pedidos de demissão. É importante que haja um cuidado com a gestão de pessoas nesse sentido, par que seja avaliado de forma cuidadosa até que ponto os recursos podem ser esticados.
 

Feedback de Desempenho

 
De nada adianta o gestor estar satisfeito com o andamento da empresa se seus funcionários não souberem disso. É necessário que haja um fluxo constante de informações sobre o desempenho dos funcionários de todas as áreas da organização.
 
Pessoas que não são informadas sobre o seu desempenho sentem-se inseguras em relação à satisfação dos gestores e sua estabilidade na organização. Quando um profissional sabe exatamente os resultados de seu trabalho, ele se sente mais seguro, e, consequentemente, não tem motivos para procurar outro emprego.
 

Treine Seus Líderes

 
Não se dar bem com o chefe é um dos principais motivos que levam um funcionário pedir demissão. Claro que desentendimentos são normais no relacionamento humano, entretanto, é importante que o profissional que irá gerenciar toda a equipe ou algum setor dele esteja preparado para ser um bom líder.
 
Todos os níveis de gerência precisam ser treinados para serem verdadeiros líderes para os funcionários. Um gestor deve proporcionar um ambiente positivo e de confiança para os seus colaboradores, para que eles se sintam motivados, inspirados, valorizados e confiantes com seu trabalho e a empresa.
 

Pague Salários Justos

 
Não podemos deixar de falar a respeito do salário, que é o que, em um primeiro momento, leva um profissional a procurar um emprego. Se você não quer que sua empresa seja vista como um “quebra galho até conseguir algo melhor”, ofereça uma remuneração adequada aos seus funcionários, de acordo com sua capacitação e a vaga em questão.
 
Pagar salários abaixo do mercado é subestimar o valor do profissional que está saindo de casa todos os dias para trabalhar para você. Além disso, por mais qualificado que ele seja, dificilmente conseguirá se manter motivado se não for bem remunerado.
 

Ofereça Benefícios

 
Além de um salário adequado, oferecer benefícios aos funcionários é uma boa maneira de ajudar a reduzir a rotatividade de profissionais. Esses benefícios podem vir em forma de bônus ao alcançar metas, cesta básica, vale-alimentação, plano de saúde e odontológico, etc. Há várias opções, basta encontrar uma que esteja dentro das possibilidades da sua empresa.
 

Seja um Bom Empregador

 
Não existe uma fórmula mágica para acabar com a rotatividade de funcionários na empresa, mas quando o empreendedor se esforça para ser um bom empregador, a permanência dos colaboradores é algo que acontece naturalmente. Na prática, isso ajuda sua empresa de diferentes formas, tanto eliminando custos com novas demissões e contratações, como alimentando um clima organizacional positivo, onde a equipe se sente satisfeita com a empresa, motivada e deseja sempre dar o seu melhor na construção de grandes resultados.
 
E você empreendedor, tem sofrido com a rotatividade em seu negócio? Aproveite minhas dicas, aplique-as em sua organização, busque melhorar os aspectos apontados como críticos e veja este cenário mudar!