Termos como capital de giro, ponto de equilíbrio e fluxo de caixa soa como outro idioma para você? Saber como realizar a administração de dinheiro de uma empresa é crucial para que ela tenha chances de prosperar e se manter no mercado por um longo período. Pesquisas focadas nos motivos mais comuns de falência de companhias de diferentes tamanhos detectaram que a gestão dos recursos financeiros é um dos principais desafios, particularmente para os iniciantes.

Administração de Dinheiro: Dicas Para Superar Esse Desafio

O sucesso de uma organização é o reflexo de uma boa gestão financeira, somente tomando as medidas mais assertivas é possível colocar a empresa nos trilhos. Pensando nisso, listei algumas dicas importantes para os empreendedores que têm dificuldade quando o assunto é administrar o capital.

– Cuide bem das suas finanças pessoais

Um dos melhores conselhos que posso dar em relação a finanças empresariais é nunca misturá-las com a gestão dos seus recursos pessoais. No entanto, é essencial que você tenha uma vida financeira pessoal saudável, em princípio para que não fique tentado a fazer retiradas do negócio para cobrir eventuais dívidas. Além disso, boas atitudes que tomamos no âmbito pessoal tendem a se multiplicar em nossa vida empresarial.

– Tenha pró-labore definido

Os empreendedores que optam pelo sistema de pró-labore, para remunerar sócios gerentes, devem ficar atentos para a determinação de um valor fixo assim como o controle para que retiradas extras não sejam realizadas. O valor do pró-labore deve atender as suas necessidades cotidianas assim como não pesar para a folha de pagamento da companhia. Como já mencionei não há nada mais desastroso do que misturar finanças pessoais e empreendedoras.

– Acompanhe de perto os demonstrativos de resultados

A melhor forma de entender quais são seus gastos pessoais é tirar um extrato da conta bancária, não é mesmo? Podemos dizer que esse conceito também é aplicável as organizações. Tenha como rotina administrativa contar com esses demonstrativos de maneira que seja possível planejar os próximos passos sem afetar as contas do seu empreendimento.

– Estude a linguagem financeira

Para que a gestão financeira da sua companhia possa ser feita com mais assertividade é importante ter o conhecimento de alguns termos da linguagem financeira dentre os quais se destacam: despesas, lucro, faturamento e investimento. Entende-se por faturamento o montante que a companhia arrecadou num espaço de tempo predeterminado. Já lucro é o saldo positivo que seu negócio possui depois que todos os gastos são devidamente descontados.

Os gastos que têm relação capacidade da sua empresa de se manter operacional são entendidos como despesas, dentre eles estão salários dos funcionários, aquisição de matéria-prima, gastos com o escritório entre outros. Por fim investimento é o capital utilizado para potencializar o alcance da sua empresa.

– Atenção para os termos técnicos do dia a dia da gestão

Os principais termos técnicos que você deve conhecer são: capital de giro e ponto de equilíbrio, cruciais para a determinação do sucesso financeiro. O capital de giro nada mais é do que o montante necessário para que a sua organização se mantenha operando no mercado. O ponto de equilíbrio se dá quando a sua companhia consegue ter receitas equivalentes ao valor das suas despesas, isto é, passa a ser sustentável financeiramente.

– Cálculo dos riscos

Para muitas pessoas empreender é assumir riscos, de certa maneira até é, porém, esses riscos devem ser devidamente calculados para evitar problemas impossíveis de solucionar a frente. Para que os riscos não sejam demasiados recomendamos que os empreendedores façam uma análise da situação do mercado encontrando as brechas para chegar ao sucesso.

– Administração das dívidas

Dívida é uma das palavras que mais despertam medo nos empreendedores pelo fato de que podem se tornar uma bola de neve que impede o negócio de se manter no mercado a longo prazo. Nossa dica é que o gestor tenha ciência de todas as dívidas que a organização possui criando uma lista de prioridades de maneira a conseguir pensar em alternativas para resolver essa situação. O conhecimento do problema contribui para se tenha um panorama mais completo para chegar a uma solução.

– Cuide bem do orçamento

Sabe qual é a principal característica das dívidas? Uma sempre leva a outra tornando cada vez mais difícil retornar para o caminho da sobriedade financeira. Meu conselho é que o empresário tenha um cuidado zeloso do seu orçamento com a previsão assertiva das entradas e saídas. Sempre que possível busque pela renegociação das dívidas que foram acumuladas.

– Pense bem antes de comprar

Comprar deve ser uma atitude realizada com muita clareza para evitar a aquisição de bens desnecessários ou que não trarão quaisquer tipos de ganhos para o seu empreendimento. Pese os prós e os contras de cada compra antes de concretizá-la.

Gostou dessas dicas de como fazer com que a administração de dinheiro da sua empresa deixe de ser um grande desafio? Então compartilhe em suas redes sociais!

Créditos da Imagem: Por JETACOM AUTOFOCUS – ID da foto stock livre de direitos: 548812507