Você sabe o que significa empreendedorismo social?

Você sabe o que significa empreendedorismo social?

Segundo o significado geral da palavra empreender, essa ação visa colocar algo em prática. Entretanto, no universo do empreendedorismo se sabe que muitas vezes o lucro é o foco principal e constante dentro de uma empresa. Mas antes de tudo, empreender significa mudar uma realidade, seja ela da própria organização ou de quem faz parte dela. Portanto, é possível sim unir causas sociais às práticas de uma empresa e fazer o que chamamos de – empreendedorismo social.
 

Qual a diferença entre empreendedorismo e empreendedorismo social?

 
A diferença entre os dois modos de empreender um negócio está dentro da forma de gestão de cada empreendedor. Quem visa somente ter um faturamento positivo ao final do mês e tem foco exclusivo em seu negócio, pode passar por cima de causas mais abrangentes. Já o empreendedorismo social gera ações que vão além da empresa em si, e que focam na melhoria de todo um ambiente social.
 
Dentro do empreendedorismo social, sabe-se que a empresa está ganhando quando ela consegue, com seu trabalho, fazer a diferença dentro de uma sociedade, bairro, comunidade e ainda ter retornos positivos em todos os sentidos. Se ela, ao adotar práticas sustentáveis e, muitas vezes tecnológicas, consegue chegar a esse nível na produção dos seus produtos como também no dia a dia dos seus colaboradores, isso colabora diretamente para o crescimento de ambos. A consciência principal desse tipo de organização é que o meio ambiente não pode ser destruído em prol de um consumo, que as pessoas não podem ser prejudicadas por suas ações, portanto, é necessário transformar seu progresso em medidas sustentáveis.
 

Como ser um Empreendedor Social?

 
É sim, mas depende muito da mudança de perspectiva do empreendedor. Para isso, você precisa entender que sua empresa gera muito mais do que produtos, serviços e vendas e sim, um impacto muito grande na vida de toda uma comunidade que fica em volta da sua sede ou de todos os colaboradores que fazem parte daquilo. Logo, a conservação do meio ambiente, a utilização assertiva de recursos naturais, o fomento à distribuição de renda, promoção de educação, diminuição das desigualdades sociais, tudo isso são exemplos de práticas que transformam uma empresa em empreendedora social.
 
E não é necessário que essas práticas tenham a ver somente com o meio ambiente, pois se considera um negócio social tudo que envolve a melhoria das condições de vida dos envolvidos. Então, não promover a segregação de times, gerar oportunidades iguais para todos, oferecer benefícios que vão além do salário, tudo isso ajuda a criar mais responsabilidade social no ambiente de trabalho.
 

E como implementar essas práticas em minha empresa?

 
• Consciência: Comece a observar se dentro da sua empresa tudo que é usado é reposto, renovado. As folhas impressas são só jogadas fora ou reutilizadas como rascunho? Um computador antigo que ninguém usa está ali parado ou se transformou em fonte de peças de reposição? A quantidade de folhas de papel para secar as mãos no banheiro tem como ser diminuída? O que é necessário para isso? A luz da sala não utilizada está sempre ligada? Esses são apenas alguns exemplos clássicos que podem acontecer na sua própria empresa. Incentive seus colaboradores a ajudarem a melhorar o ambiente de trabalho com muita conscientização e metas a serem cumpridas. Já pensou que legal se o seu negócio conseguisse reduzir a conta de luz da empresa somente com a ajuda dos funcionários?
 
• Colabore: sua empresa está localizada num ambiente industrial? Existem moradores nas redondezas? Que tal reunir doações dos colaboradores e suas e ajudar essas pessoas em situação inferior a sua? Ou então, por que não plantar mais árvores no pátio do seu empreendimento para ajudar na arborização e limpeza do ar do bairro? Fazer a manutenção da pracinha do bairro. Proponha um refeitório mais ecológico onde cada um lava o seu prato invés do uso de pratos de plástico. Veja como estes são exemplos de soluções muito práticas e fáceis de serem executadas. Porém, elas devem começar de cima, da presidência, pois você deve ser um bom exemplo para que influencie mais pessoas a seguirem seu bom exemplo e para que estas atitudes façam a diferença na vida de muitas pessoas.
 
• Pense em seus colaboradores: resolver só o problema de quem está de fora da empresa também não é a solução, pois é sempre importante que as ações sejam, antes de tudo, implantadas internamente. Por isso, busque alimentar em sua equipe a sede de fazer parte de algo maior e de tanto dentro como fora da empresa buscar fazer diferente. Ajudar e proporcionar melhores condições de vida para seus colaboradores também muda a vida de alguém. Ter uma creche disponível para as funcionárias deixarem seus filhos seguros durante o expediente, doar cestas básicas para os colaboradores, trazer eles para mais próximo da sua empresa ajuda e transforma o ambiente, traz um sentimento de coletividade, uma consciência maior e tornam as ações mais assertivas.
 
• Esteja aberto a mudanças: você pode mudar a sua empresa quando sentir esta necessidade de transformar seu perfil e melhorá-lo. Para isso esteja aberto a mudanças, pois é possível pensar em como resolver problemas sociais próximos e como aperfeiçoar processos dentro dela para que um ambiente mais positivo seja proposto a todos que fazem parte. Crie modelos de negócios mais compatíveis com suas ideias de promoção social. E não deixe um projeto social de lado só porque ele não “traz dinheiro” para a empresa. Diferente disso pense o quanto isso pode gerar valor e mudanças positivas dentro da sua organização.
 
• Tenha parceiros: junte-se a quem precisa de ajuda para entender onde a sua empresa pode entrar. Nunca subestime um problema que você não conhece. Por isso, se deseja ajudar, ceda espaço, lugar e oportunidade para quem precisa. Entenda o lado da outra pessoa e principalmente use muito da empatia no momento que você quiser ajudar uma comunidade a resolver um problema.
 
Como podemos perceber, existem muitas ações sociais que estão ao alcance do empreendedor e que podem mudar completa e positivamente o perfil de sua empresa. Reflita, então, como você pode colaborar mais para a sociedade ou mesmo para melhorar a vida dos seus colaboradores. Esta consciência coletiva e social é importante em todos os sentidos, pois mostra responsabilidade, compromisso e seu desejo de fazer a diferença no mundo por meio do seu negócio.