Aprenda a organizar sua empresa de maneira eficaz

Aprenda a organizar sua empresa de maneira eficaz

Organização é a palavra chave para um bom desempenho e funcionamento. Abordando a administração de empresas, uma boa estrutura organizacional faz toda a diferença na eficiência e produtividade, podendo ser determinante.

Essa estrutura organizacional trata-se da maneira como é gerenciado a forma de locação das pessoas e departamentos dentro de uma organização, como a divisão de cargos, divisão de setores e tarefas, em diferentes níveis hierárquicos. Compreendendo então o controle da empresa, níveis de demandas, plano de carreira e até a decisão de quando contratar ou demitir pessoas. Por isso é muitíssimo importante saber escolher a melhor maneira de organizar a empresa, levando em consideração as responsabilidades de cada pessoa na estrutura. E para auxiliar nessa tarefa, separei algumas dicas para você, que seguem abaixo.

5 dicas para que você construa a sua estrutura organizacional

 

Estude a dimensão administrativa do seu negócio

Esse primeiro passo pode parecer complicado, mas não é. Trata-se apenas de verificar qual será a hierarquia dos cargos em sua empresa. E para isso, depende de em qual ramo de negócio você está inserido, podendo utilizar uma estrutura organizacional horizontal ou vertical.

A estrutura de hierarquia horizontal é mais comum em empresas que lidam com a criatividade. Geralmente trata-se de um ambiente mais colaborativo, onde existe a participação pró-ativa e espontânea dos funcionários é bem-vinda.

A estrutura vertical é mais engessada, com a diretoria lá em cima, distante e com poder centralizado. Nesse tipo de empresa os funcionários são treinados, cumprido uma rotina sem muitas mudanças com trabalhos previsíveis e contando também com regras e procedimentos que devem ser respeitados.

É importante se lembrar de escolher a estrutura que melhor se encaixa no seu ramo.

Escolha o modelo que melhor se adapta ao seu negócio

Os dois modelos mais comuns são o projetista e o funcional. Tratando de um organograma funcional, a empresa possui uma divisão de setores como financeiro, comercial, RH, vendas etc. Na maioria são empresas especializadas com planos de carreira pré-determinado.

No modelo projetista se identifica empresas formadas por núcleos interdependentes, como, por exemplo, escritórios de arquitetura, advocacia ou consultorias. Possuem projetos periódicos e planos de carreira mais flexíveis.

Na prática é comum as empresas mesclarem os dois modelos e isso é saudável, aproveitando o melhor de cada um.

Elabore uma comunicação eficiente

Uma empresa com grande número de gerentes e subordinados dificulta um pouco a troca de informações, por isso se recomenda que não exista mais de 3 níveis hierárquicos entre o CEO e a linha de frente. Tanto o gestor quanto os funcionários precisam ter uma boa comunicação para o melhor funcionamento da empresa. São trocas de informações e feedbacks que podem ser determinantes em decisões.

Planeje a demanda de trabalho e saiba o momento certo de demitir e contratar

A grande vantagem de se ter uma boa estrutura organizacional é o reflexo obtido na sua produtividade. Se uma empresa faz uma previsão de demanda errada de vendas então provavelmente terá prejuízos e o mesmo vale para os recursos humanos. Análise de dados, gerenciamento de desempenho e controle de estoque são alguns exemplos das informações necessárias na área de logística e contratação. Pra isso é necessário ter um bom organograma.

Monte um organograma desde os primeiros passos da empresa

Ter uma estrutura organizacional desde o início da empresa é fundamental para ter uma visão mais clara e objetiva da cultura organizacional que você pretende implementar. Lembre-se sempre de que o organograma é o arranjo das pessoas dentro de cada lugar, cada um terá pleno conhecimento de suas funções e noção de até onde podem chegar ao nível hierárquico.

Espero que essas dicas tenham sido úteis. Tenha sempre em mente os princípios de gestão: responsabilidade, disciplina, espírito empresarial, remuneração justa e fazer os interesses do grupo prevalecerem sobre o interesse pessoal.