Conheça o programa de Marcus Lemonis denominado O Sócio

Conheça o programa de Marcus Lemonis denominado O Sócio

Você teria como sócio um empresário visionário, que impulsiona qualquer negócio em que ele se envolve? E se ainda, sua empresa estivesse passando por algum tipo de crise e você recebesse de um dos melhores especialistas em negócios do mundo uma oferta de sociedade para reerguê-la, você aceitaria? Pois este tem sido o trabalho do empresário bilionário Marcus Lemonis em seu programa O Sócio. Sua visão empreendedora consegue fazer uma análise sistemática de pequenas e médias empresas que estão prestes a sucumbirem diante dos mais diversos problemas.
 
O programa traz tantos aprendizados na área de empreendedorismo, que ele tem sido usado, inclusive, como ferramenta de ensino em salas de aula em cursos como administração e MBA’s. O universo apresentado em O Sócio pode ser uma verdadeira lição para quem quer tomar as decisões mais acertadas em busca do sucesso, ou ainda como uma ideia de orientação do que deve ser feito em tempos de crise.
 

Primeiro passo – diagnóstico

 
Quando algo vai mal nos negócios, uma das primeiras ações a serem tomadas é fazer um diagnóstico da atual realidade da empresa: quais são os problemas e onde estão os gargalos que travam a produção. Parece algo simples, tão simples como Marcus Lemonis faz ao conhecer uma empresa e já entender quase que instantaneamente o que deve ser trabalhado no lugar em questão para que a margem de lucro aumente, as dívidas diminuam e o negócio comece a prosperar novamente.
 
Entretanto, essa facilidade de aprender a lidar com as pessoas, os processos e os produtos não é uma característica exclusiva e única do empreendedor bilionário. Qualquer um pode se tornar um especialista em seu próprio ramo, pode conseguir enxergar o que poucos veem, conseguir perceber as demandas do seu negócio e administrar com êxito sua própria empresa, intervindo e propondo mudanças quando necessário. Neste sentido, como retrata um pouco o universo de O Sócio, trocar os sonhos por objetivos e estabelecer metas já é um grande ponto de partida.
 

Planejamento e Organização – A alma do negócio

 
É raro algum episódio de O Sócio em que Marcus Lemonis não tenha que reorganizar algum processo ou até mesmo algum espaço físico na maioria das empresas. Organizar é otimizar tempo, e poupar tempo na rotina empresarial é ganhar dinheiro. Com a devida organização e planejamento, é possível identificar com mais eficácia as forças e fraquezas, as ameaças e oportunidades que circundam o negócio em questão.
 

A questão dos relacionamentos interpessoais

 
Às vezes, a maioria dos problemas se resume a relacionamentos interpessoais. É perceptível, por exemplo, que cada história do programa possui algum tipo de drama familiar ou afetivo que muitas vezes se torna uma das principais barreiras a serem superadas para fazer prosperar o empreendimento.
 
Sabe-se que hoje, de acordo como Sebrae, 85% das empresas brasileiras são de base familiar e se este universo for restringido para as micro e pequenas empresas, esse número aumenta para quase 100%. Ainda nesse âmbito de estatística, o instituto Datafolha fez um levantamento, a pedido de uma organização sem fins lucrativos, com quase mil empreendedores brasileiros de diferentes perfis e regiões, que apontou que a gestão de pessoas é um dos maiores desafios a ser superado dentro das empresas.
 
É real, portanto, que a existência de conflitos e um clima organizacional ruim possa interferir no bom funcionamento dos negócios. É necessário, então, que haja um plano de contingenciamento desse tipo de problema. Lidar com o mundo empresarial requer bom senso e ponderação, pois a rotina de trabalho não engloba somente números, o capital humano de uma empresa é parte sensível e essencial neste processo, e que, tendo a devida atenção, é um fator que pode impulsionar significativamente os negócios.
 

Simplificar o processo – O Princípio dos 3 P’s

 
Por mais complexo que seja o produto com o qual se trabalhe, o comportamento diante dos negócios deve ser simples, claro e objetivo. Simplificar uma gestão empresarial no princípio dos 3 P’s de Marcus Lemonis (Pessoas, Processos e Produtos) dará uma abordagem mais ampla e prática para a tomada de decisões, para a obtenção e acompanhamento dos resultados.
 

Pessoas

 
Marcos Lemonis destaca, praticamente em todos os episódios, a importância de gerir bem o capital humano de uma empresa. É crucial que se tenha as pessoas certas trabalhando nos lugares certos.
 

Processos

 
Todos os processos devem estar funcionamento com consistência, formando assim o sistema orgânico empresarial. Ter o controle de cada etapa e acompanhá-las faz parte do planejamento estratégico e é essencial para a receita do sucesso.
 

Produtos

 
Um dos itens que Lemonis mais analisa com cuidado em cada empresa que conhece é o que ela vende. O produto deve estar adequado ao que a sociedade quer ou precisa e consegue comprar. Se o produto não for bem-sucedido é imprescindível repensá-lo para que ele se alinhe com o mercado.
 

Acreditar na mudança

 
A maioria das pessoas é resistente às transformações. Mas existe um ditado que diz que insanidade é continuar fazendo a mesma coisa e esperar resultados diferentes. Então se um negócio não está se saindo como o planejado, talvez seja hora de aceitar algumas reformulações, e acreditar no êxito delas. Em uma entrevista a jornalistas, ao ser perguntado sobre qual fórmula deveria ser aplicada para ajudar uma empresa que está mal, Marcus Lemonis respondeu:
 
“A primeira coisa que eu gostaria de fazer é pedir aos donos que se olhem no espelho e se perguntem se eles são a razão para a empresa estar fracassando. Eles têm que ser conscientes e fazê-lo na intimidade, mas têm que ser honestos com eles mesmos.”
 

Persistir é avançar

 
Em muitas histórias de sucesso, o fracasso também bateu à porta. A diferença entre esses dois destinos foi a persistência. Nomes como Walt Disney, Steve Jobs e Bill Gates são mundialmente conhecidos pela influência que tiveram e têm, mas engana-se quem acha que não existiram muitas pedras pelos caminhos que eles trilharam. O grande final feliz só aconteceu porque eles nunca desistiram. Outro grande exemplo é do fundador dos chocolates Hershey’s, Milton Hershey, que teve três fábricas de doces que fracassaram antes que ele conseguisse prosperar e fazer sua marca conhecida no mundo inteiro.
 
Muitos podem assistir O Sócio por entretenimento, curiosidade ou diversão. Mas quem está realmente envolvido com o mundo dos negócios, quem tem sede de sucesso, de aprendizado, sempre o assistirá com outros olhos. E, ao final de cada episódio, ao final de cada história peculiar em que Marcus Lemonis transforma o quase fracasso em um sucesso em potencial, fica subentendido que, dentro do universo do empreendedorismo é possível virar o jogo e dar a volta por cima, sempre com dedicação, disciplina, planejamento, foco e perseverança.