Parcelamento MEI para débitos em atraso - Como funciona?

Parcelamento MEI para débitos em atraso - Como funciona?

O parcelamento MEI pode ser uma excelente alternativa para quem tem débitos em atraso e quer regularizar a sua situação. O MEI pode realizar o pagamento das suas dívidas em até 175 meses com valor mínimo de R$ 50,00 por prestação. Organizar a sua vida financeira pode se tornar realidade, o mais importante é fazer um bom planejamento e manter suas prestações pagas em dia.

Parcelamento MEI: O que é?

Podem solicitar o parcelamento de dívida os MEI (Microempreendedor Individual) que estão com alguns boletos mensais em aberto. É uma alternativa para quitar a sua dívida sem necessariamente precisar pagar o montante de uma única vez. A obtenção desse parcelamento se dá por meio do Portal do Empreendedor, o Portal do MEI. Nesse site os interessados podem solicitar a sua adesão ao PERT-MEI (Programa Especial de Regularização Tributária).

Tendo aderido a esse programa o MEI poderá consultar os seus pedidos, emitir os DAS das parcelas que ainda não estão atrasadas e aquelas que já estão em aberto. Nesse portal também é possível desistir da adesão ao parcelamento. Também se mostra possível incluir os débitos que foram apurados no Simei com as devidas reduções de juros e multa.

Condições para conseguir o parcelamento MEI

Dentre as condições para conseguir esse parcelamento estão efetuar o pagamento de entrada de pelo menos 5% da dívida e parcelar em até 175 parcelas com valor mínimo de R$ 50,00. No Portal do Empreendedor você pode conferir as decisões a respeito de condições adicionais e de datas limite de adesão. Leia o Manual do PERT para ter acesso aos dados relativos ao parcelamento solicitado.

Serviços do parcelamento MEI

Quem é MEI e está precisando solicitar o parcelamento da sua dívida vai gostar de conferir abaixo quais são os serviços disponíveis nessa modalidade:

1 – Solicitação de empréstimo

Trata-se do serviço em que o MEI pode solicitar o parcelamento dos débitos na Receita Federal. Basicamente o contribuinte poderá conferir quais são os débitos que possui e que estão listados nos sistemas de cobrança da Receita.

2 – Emissão de parcela

Serviços que permite ao contribuinte fazer a emissão da DAS do parcelamento tanto da parcela corrente como das parcelas que estão em atraso.

3 – Consultas

Essa função permite que o contribuinte consulte os pedidos que foram realizados, qual a sua situação atual bem como os detalhes.

4 – Desistência do parcelamento MEI

Esse serviço permite que o contribuinte desista do parcelamento que foi solicitado. Se você tiver como efetuar o pagamento do montante restante de uma única vez pode desistir do parcelamento e liquidar a dívida, não ficar preso num parcelamento sem fim é sempre positivo.

5 – Débito automático

Essa é a função que permite incluir, alterar, desativar e consultar o débito automático para efetuar o pagamento do parcelamento. Adotar o sistema de débito automático é positivo para quem tem preocupação de perder o dia do pagamento da parcela.

Como proceder ao acumular débitos MEI?

O MEI que tem débitos pendentes deve acessar o Portal do Empreendedor e acessar o menu de parcelamentos para verificar quais são as possibilidades disponíveis para aquele momento. Em seguida deve aderir a um programa de parcelamento e colocar seus débitos em dia. É importante não deixar que o montante de dívidas se acumule ainda mais, o planejamento financeiro numa situação de crise é crucial para colocar tudo em dia.

Mantenha o pagamento das parcelas em dia

Como já foi mencionado é possível emitir as DAS para pagamento do parcelamento por meio do Portal do Empreendedor. Fique atento para não atrasar a quitação dessas parcelas, pois senão você poderá acabar perdendo as condições especiais reservadas para o MEI. Os débitos em atraso podem trazer consequências muito sérias para a sua organização então não deixe de manter em dia o pagamento do parcelamento.

Organize a vida financeira da sua empresa

Para chegar ao ponto de estar com dívidas em aberto provavelmente a sua companhia está passando por um verdadeiro desgoverno financeiro. Muitos empreendedores não têm conhecimento de gestão financeira quando se aventuram a frente de um negócio. Essa falta de experiência pode acarretar na falta de controle das entradas e saídas do caixa assim como pode abrir brechas para erros em relação ao pagamento de tributos.

Independente de qual seja a situação que motivou os problemas financeiros da sua companhia é necessário aprender a resolvê-los e organizar as suas finanças de maneira a ter resultados mais positivos a médio e longo prazo. Registros financeiros são cruciais para o controle do capital investido. Somente sabendo detalhadamente onde está cada centavo que entra e sai da empresa é possível torná-la rentável e sólida.

Gostou dessas dicas de como aproveitar o parcelamento MEI? Então compartilhe em suas redes sociais e deixe seus comentários abaixo! 

Copyright:1357119908 – https://www.shutterstock.com/pt/g/ilixe48