Boas dicas para quem trabalha ou pensa em trabalhar com delivery

Boas dicas para quem trabalha ou pensa em trabalhar com delivery

O setor de delivery cresceu muito nos últimos anos, especialmente pelo ritmo de vida das pessoas que está tão acelerado e que parece faltar tempo até para preparar suas refeições. Contudo, esse é um segmento que traz uma série de desafios para os empresários que enfrentam uma luta diária para vencer a concorrência. Saber como trabalhar assertivamente nesse nicho é o que diferencia as companhias que expandem sua atuação daquelas que ficam pelo caminho.

Dicas Práticas e Valiosas Para Trabalhar Melhor no Nicho de Delivery

A seguir listei algumas dicas que vão ajudar a tornar a sua empresa de delivery mais assertiva na prestação desse serviço de entrega.

Padrão de qualidade

Muitas companhias têm oferecido o sistema de delivery como um diferencial, isto é, uma atividade extra e não a sua principal fonte de rendimentos. Nesses casos, é ainda mais relevante atentar para o padrão de qualidade do atendimento. Ao decidir abrir o leque de possibilidades do seu negócio, o empresário assume o compromisso de realizar mais uma tarefa com respeito às necessidades do consumidor. O delivery não pode ser visto como uma atividade menor e que pode ter menos atenção no cotidiano.

Compromisso de horário

O tempo assumiu uma importância enorme para as pessoas, de maneira que muita gente perde a paciência por ter que esperar além do que foi previamente combinado com a organização. Se o sistema de delivery prevê entrega em menos de 40 minutos precisa cumprir, pois tenha a certeza de que o cliente está de olho no relógio.

Clientes insatisfeitos são clientes com potencial para reclamar nas redes sociais e, assim, manchar a imagem do seu negócio. De maneira geral, os atrasos se dão por falta de organização, tanto no preparo dos alimentos que serão enviados, quanto por parte dos motoboys que realizam as entregas em domicílio. Numa situação assim, é válido fazer uma reavaliação buscando soluções.

Terceirização ou equipe própria

Ainda no que diz respeito propriamente à entrega, é necessário destacar que o empresário do ramo de delivery pode ter uma equipe própria de entregadores ou terceirizar esse serviço. Não existe uma escolha certa ou errada, apenas a que se encaixa melhor em cada modelo de negócio. Com o passar do tempo, o empresário começará a ter uma percepção mais apurada para determinar o que vale mais a pena, mas é claro sempre tende em mente que atrasos não são aceitáveis.

Treinamento dos entregadores

Aqueles que optarem por ter os seus próprios entregadores precisam ficar atentos ao fato de que eles são a ponta de contato real dos consumidores com a sua marca. Quando faz o seu pedido por ligação telefônica ou pela internet, o consumidor não tem uma experiência real com a empresa. Porém, quando o entregador bate na porta isso muda e é fundamental que essa pessoa esteja preparada para ser simpática e eficaz. O treinamento dos entregadores pode ser o que determinará a fidelização dos clientes.

Produto íntegro na entrega

Transportar alimentos em motos é uma tarefa bastante complexa, pois, dependendo da consistência e das embalagens, é possível que o cliente receba uma mistura de ingredientes que em algum momento foi um prato bonito. Para evitar que os alimentos fiquem bagunçados, recomendo que o empresário faça testes verificando disposições dos ingredientes que permitam mais segurança ou, até mesmo, o uso de mais de uma embalagem.

Comida quente

Quem pede comida num delivery está na expectativa de receber um alimento saboroso, com textura agradável, boa aparência e quente. Se fosse para comer algo frio, a pessoa economizava e pegava algo de sua própria geladeira. Contudo, essa é uma questão que traz grande dor de cabeça para os donos de companhias de entregas rápidas. A principal dica é fazer testes com diferentes embalagens para encontrar aquela que preserva o calor dos alimentos por mais tempo.

É possível efetuar as entregas em embalagens de plástico, alumínio ou isopor. A embalagem do alimento pode ainda ser acondicionada dentro de outra embalagem de papelão para que possa ser transportada com mais segurança.

Cadastro

O desenvolvimento de um banco de dados em que o cliente só precise fornecer dados como nome e endereço na primeira compra são fundamentais. Ninguém gosta de ter que preencher várias informações sempre que faz um pedido. Mesmo que o seu sistema delivery seja à moda antiga, por ligação, é necessário ter os dados do cliente armazenados no computador. Poder ligar e só dizer seu nome e o pedido é uma comodidade que faz diferença.

Alcance do delivery

Essa dica é válida especialmente para pequenos negócios, observe qual é a região que a sua empresa consegue atender sem repassar um custo elevado para todos os consumidores. É mais válido entregar em menos bairros, mas com custo baixo ou zero para o cliente do que ter que cobrar um valor considerado abusivo pelo delivery. Faça um estudo de viabilidade antes de começar a fazer entregas.

O ramo de delivery tem grande potencial, mas é necessário estar preparado para entrar nele e atender os clientes com o máximo de qualidade.

Copyright: 554010487 – https://www.shutterstock.com/pt/g/avniunsal