Empresas de Conserto de Eletrodomésticos

Empresas de Conserto de Eletrodomésticos

A dificuldade financeira resultante da crise econômica que assolou o Brasil nos últimos anos alavancou o setor de empresas de conserto de eletrodomésticos, pois para boa parte dos brasileiros comprar itens novos para casa deixou de ser uma possibilidade dentro do orçamento. Houve uma percepção acentuada de que consertar alguns equipamentos além de economicamente viável é também uma solução de qualidade.

Conserto de eletrodomésticos: mudança de viés do consumidor

Nas últimas décadas observamos a intensificação do processo de substituição de produtos que davam algum pequeno defeito. Havia a crença difundida de que com o preço do conserto é mais válido comprar um eletrodoméstico novo. Porém, quando a crise apertou os cintos ficou evidente que não é bem assim, a opção por consertos se mostra mais econômica e mais sustentável também.

Para se ter uma ideia do quanto essa mudança de paradigma é real menciono que a busca por serviços de consertos de eletrodomésticos aumentou cerca de 30% no ano de 2017, um dos mais complicados da crise. Os consumidores estão mais atentos a qualidade do que compram e questionam mais a respeito da garantia para saber se poderão contar com reparos.

Ascensão e mão-de-obra especializada

O mercado de conserto de eletrodomésticos apresenta crescimento invejável diante de outros setores, contudo, também enfrenta uma dificuldade, a falta de mão-de-obra especializada. O crescimento da demanda fez com que se percebesse o quanto os recursos humanos do setor não foram se renovando. A verdade é que antes da crise esse setor apresentava queda acentuada de procura o que desmotivou novos profissionais a se especializar.

Uma solução encontrada por empresas de consertos foi desenvolver cursos de qualificação focados em formar a mão-de-obra que faz falta. O número de pessoas que deseja trabalhar e não encontra uma colocação é realmente significativo de maneira que um curso para atuar num ramo aquecido do mercado é praticamente um presente.

Fornecedores

Embora seja indiscutível o crescimento da busca por serviços de manutenção de eletrodomésticos é importante ressaltar que nem sempre isso se reflete em margens de lucro acentuadas. Muitas companhias desse segmento não observaram um aumento tão significativo de suas receitas devido ao aumento de preço das peças necessárias para os consertos.

Para repassar ao consumidor um preço competitivo que seja atraente em comparação a compra de um item novo pode ser necessário diminuir o quanto se irá lucrar. A ideia é fidelizar clientes que antes não pensariam duas vezes em trocar o eletrodoméstico por um novo. Assim quando o pior momento da crise estiver num passado remoto será mais fácil que esse indivíduo se mantenha consertando ao invés de comprar.

Propaganda é a alma do negócio

Em tempos de redes sociais a propaganda se tornou mais democrática estando disponível para diferentes setores e companhias de todos os portes. O tópico mais importante de ser abordado na comunicação de uma empresa focada no conserto de eletrodomésticos é a competitividade dos seus preços em comparação a aquisição de novas peças.

Faça uma pesquisa para saber quanto custa cada tipo de eletrodoméstico que você conserta e divulgue para os potenciais interessados a economia que podem fazer. Muitas vezes o valor de uma parcela de um produto novo já custeia o conserto de um item que nem tem tanto tempo de uso. As pessoas perderam o hábito de apostar em consertos não percebendo que nem sempre se trata de algo grave que não pode ser revertido.

Setor para investimento

Quem está pensando em empreender pode considerar utilizar o seu conhecimento para consertar eletrodomésticos. Como mencionei ao longo do artigo é um ramo de atuação que vem crescendo em procura e pode se tornar mais lucrativo nos próximos anos. De maneira geral o empreendedor irá precisar de um balcão de atendimento e espaço para realizar os consertos. Dentre os materiais destacam-se as ferramentas.

Se você ainda não tem o capital necessário para montar uma empresa pode se dedicar a ser um profissional autônomo. O mais relevante é divulgar os seus serviços e destacar junto ao seu público-alvo o quanto se pode economizar consertando eletrodomésticos ao invés de comprar novos. O conhecimento para realizar consertos pode ser adquirido através de cursos profissionalizantes.

O futuro

Os próximos anos apesar de parecerem melhores economicamente para o Brasil ainda guardam incertezas ligadas ao desconhecimento das respostas que o país dará aos incentivos de crescimento. Porém, a tendência é ter uma melhora sendo compreensível o temor de alguns empresários do segmento de conserto de eletrodomésticos a respeito da manutenção da procura por seus serviços.

Ressalto que mesmo com a recuperação de parte do poder de compra o consumidor aprendeu algumas lições significativas nesses anos de infortúnios sendo uma delas que sempre que se pode se deve economizar. Talvez o ritmo de busca pelo setor diminua, mas não tende a perder o fôlego sendo uma boa aposta para investir.

O que você acha sobre o setor de empresas de conserto de eletrodomésticos? Comente abaixo!