Conheça soluções importantes para o Bloqueio Criativo

Conheça soluções importantes para o Bloqueio Criativo

Quando as metas estipuladas pela sua empresa não são alcançadas, você credita o insucesso a que fator? Independente da sua resposta, saiba que o bloqueio criativo pode ser um dos grandes vilões por trás da baixa produtividade e pode ser o motivo pelo qual o investimento em contratações de profissionais de alto rendimento não vem oferecendo resultados palpáveis.

O Que é Bloqueio Criativo?

A questão do bloqueio criativo é tão pertinente que já motivou a realização de inúmeros estudos a seu respeito. De maneira geral, esse bloqueio é normalmente associado com a chamada falta de inspiração, aquele momento em que parece que todas as ideias – boas ou ruins – desaparecem da sua rede neural. Em inglês, esse bloqueio recebeu o nome de writer’s block, pelo fato de ser geralmente ligado com a atividade de escritores.

Nos anos 1940, o psiquiatra Edgard Bergler foi responsável pelo início dos estudos desse mal que acometia os escritores que, de um momento para o outro, simplesmente sofriam um apagão criativo. O objetivo do estudioso era entender o que motivava o bloqueio da criatividade e como reverter à situação. Uma das principais descobertas foi a de que não existe um limite para a criatividade.

Outra descoberta significativa foi a de que a dificuldade para escrever não estava ligada a questões externas, como pagamento pelo trabalho, por exemplo, e sim a questões internas e de fundo emocional, como ter uma autocrítica demasiada severa, estar ansioso ou depressivo, entre outras. A falta de motivação pessoal era o x da questão e, provavelmente, é o que tem prejudicado a sua companhia também.

Profissionais no Automático

Durante o estudo mencionado acima, Bergler propôs que os escritores que sofriam de bloqueio criativo dedicassem algum tempo a observar imagens desconexas e criar algum tipo de produção a respeito das mesmas. A ideia básica dessa atividade era fazer com que os indivíduos conseguissem restabelecer a sua capacidade de sonhar acordados, isto é, produzir ideias a partir de imagens e dados fragmentados e sem relação entre si.

O resultado desse experimento permitiu compreender que não são só as questões emocionais que induzem ao bloqueio das ideias, pois, ao realizar um tipo de processo criativo, os escritores conseguiram voltar a produzir. O cérebro precisa se sentir criativo para que possa acessar e usar a sua criatividade. Sendo assim, se sua organização trabalha com foco em processos automatizados e que não exigem o mínimo de coordenação de pensamento dos indivíduos, pode ter um grande problema nas mãos.

Talvez seus colaboradores não consigam oferecer ideias com horizontes mais amplos porque não são estimulados a pensar encadeando a sua criatividade. Ao detectar a baixa produtividade, é essencial fazer uma análise de como os departamentos têm realizado seus projetos e guiado o seu trabalho. Adotar uma estratégia que seja um pouco menos convencional e que estimule a criatividade pode ser a solução para os seus problemas de produtividade.

Não Esqueça da Questão Emocional

Embora tenha sido provado que o bloqueio criativo não resulta apenas de questões emocionais, não podemos deixá-las de lado quando o assunto é melhorar o ritmo produtivo de uma empresa. Uma companhia em que os funcionários não se sentem felizes e valorizados geralmente têm um ciclo infinito de baixa produtividade. Os colaboradores deixam de ser criativos porque o ambiente tolhe essa característica devido as formalidades e, com o passar do tempo, o peso emocional desse clima acarreta na sensação de infelicidade, que aumenta o bloqueio.

Cada vez mais está claro que a felicidade e o bem-estar dentro do ambiente de trabalho são fundamentais para alcançar resultados verdadeiramente positivos. Uma empresa que não reconhece as necessidades dos seus colaboradores está caminhando lentamente rumo a um caminho sem volta de um bloqueio criativo permanente.

Soluções Para o Bloqueio Criativo

Particularmente, cada indivíduo tem a sua própria maneira de lidar com seu bloqueio criativo, no entanto, a organização pode se dedicar a algumas questões pertinentes na busca por solucionar esse problema. Estabelecer que haverá um momento para conversar a respeito, seja por meio de reuniões curtas de setor ou através da realização de palestras, é um excelente começo.

Os gestores podem, ainda, pensar de que maneira podem tornar a rotina de trabalho de seus departamentos menos estressante e com menos foco no automático. Pode ser interessante deixar pelo menos 10 minutos do expediente para que os colaboradores busquem referências online ou simplesmente leiam notícias de seu interesse. Mesmo as redes sociais, que são vistas como vilãs por dispersar a atenção dos indivíduos durante o trabalho, podem ter um papel determinante no cultivo de uma postura criativa.

O bloqueio criativo nada mais é do que a manifestação do seu cérebro a questões de fundo emocional ou de algum tipo de estresse que pode ser a própria falta de esforço criativo. Para fugir desse momento sem ideias é importante se dedicar a tornar-se criativo!

O que pode estar estagnando sua empresa? Saiba o que fazer para acabar com isso. Inscreva-se no meu canal. Inscreva-se agora!