Entenda mais sobre o Custo de Oportunidade

Entenda mais sobre o Custo de Oportunidade

O conceito de custo de oportunidade é bastante válido para gestores que desejam ter mais assertividade na sua tomada de decisões. Fazer uma comparação direta entre aquilo a que se está renunciando e o que irá ser ganho ao tomar uma determinada decisão permite fazer uma administração mais segura de recursos da sua companhia. Trata-se de um tópico que faz toda a diferença para o sucesso de uma empresa.

Entendendo o conceito de custo de oportunidade

As pessoas precisam fazer escolhas a todo momento, como usar um tênis ou um sapato formal para sair, almoçar uma salada ou um sanduíche, usar esse ou aquele software entre tantas outras. Geralmente quando um indivíduo está tentando escolher o é melhor faz uma ponderação considerando o que vai ganhar e o que vai perder. É basicamente isso que o custo de oportunidade faz, cria uma reflexão a respeito do valor que se ganha e que se perde.

Para que fique mais claro vou dar um exemplo, a empresa X possui um capital de R$ 20 mil e o gestor responsável por esse recurso está considerando investir esse montante em ações de risco. Nessa situação o custo de oportunidade irá avaliar se as chances de ganhos com as ações é bastante superior ao que se ganharia mantendo os R$ 20 mil rendendo com um investimento de longo prazo. Em suma o custo de oportunidade avalia o que está sendo perdido para ter o que está sendo ganho.

Tipos de custo de oportunidade

A avaliação de riscos e potenciais ganhos é essencial para que a sua empresa se mantenha num caminho focado no sucesso. A seguir vou apresentar os quatro tipos de custo de oportunidade que podem ser considerados para aplicação prática em organizações de diferentes setores e portes.

Custo de Oportunidade Escondido

Refere-se a situações em que não há como saber claramente o que está sendo perdido ao tomar uma determinada decisão. Nesse caso se trabalha com dados imensuráveis, alguns investimentos, por exemplo, podem ter valores embutidos que são acrescentados automaticamente sem que ao menos se tenha conhecimento a respeito deles.

Custo de Oportunidade Aberto

É o oposto do que foi apresentado acima, o seu valor não é embutido automaticamente nas operações de maneira que se mostra palpável.

Custo de Oportunidade Ambiental

Consiste basicamente na determinação de qual é o valor máximo que se pode conseguir através da exploração de um recurso de origem natural. Uma maneira de entender é pensar no petróleo como exemplo, quando esse recurso não-renovável é queimado para dar origem a combustível se torna inviável para o fabrico de copos plásticos. Ao aproveitar a oportunidade para a indústria de combustíveis se está aniquilando a oportunidade da indústria de produtos plásticos.

Custo de Oportunidade Contábil

Considera o quanto uma companhia investiu num determinado recurso para produzir algo, se faz uma comparação entre o investimento e o lucro que foi obtido com esse viés produtivo.

Custo de oportunidade: A arte de fazer boas escolhas

Não há definição melhor para o bom uso do custo de oportunidade na gestão de uma organização do que fazer boas escolhas. A ideia é conseguir ter uma visão ampla do cenário que está adiante de si de maneira a ter a compreensão de qual é a melhor opção para garantir que os recursos disponíveis sejam empregados com assertividade. Gestores de negócios de todos os tamanhos estão sempre fazendo escolhas.

Por exemplo, se a companhia X decide comprar uma máquina de embalagens deve considerar se o equipamento será usado numa proporção adequada para o retorno do que foi investido num espaço curto de tempo. Adquirir a máquina para usá-la em somente metade do tempo previamente pensado é uma forma de jogar parte do valor investido fora. Se o bem tiver sido comprado usando uma linha de crédito de financiamento pode até mesmo gerar prejuízos haja vista que os juros continuam sendo cobrados e a máquina não produz tanto quanto imaginado.

Cálculo subjetivo

Algumas pessoas devem estar se perguntando se existe alguma fórmula para o cálculo de custo de oportunidade, a resposta é não exatamente, pois este é um tipo de análise mais subjetiva. No entanto, é possível usar como base indicadores econômicos confiáveis com destaque para duas métricas que são o CDI e a taxa SELIC.

Uma dica é conhecer a ferramenta de correção de valores de acordo com essas duas métricas do Banco Central. Utilizando esse sistema é possível saber se o investimento oferecerá retorno mais elevado do que os dois parâmetros. Quem for utilizar o CDI deve atentar para o fato de que precisará ainda acrescentar a porcentagem que funciona como parâmetro de cálculo. Assim é mais fácil saber se a decisão de fazer um determinado investimento é verdadeiramente segura.

Gostou de saber mais sobre o que é custo de oportunidade? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe em suas redes sociais! 

Copyright:418646125 – https://www.shutterstock.com/pt/g/prince_apple