Saiba como Calcular o Custo Fixo da empresa

Saiba como Calcular o Custo Fixo da empresa

O cálculo assertivo do custo fixo é bastante importante para que os gestores possam delinear estratégias para consolidar os empreendimentos no seu segmento de mercado. Somente com o conhecimento desse dado é possível estipular as receitas e as despesas conhecendo a realidade da saúde financeira da companhia. Só observar a entrada e a saída de dinheiro não é o suficiente para entender se a gestão está funcionando como deveria.

O que é custo fixo?

O conceito de custo fixo é bastante simples, trata-se dos custos que não apresentam variação (ou variam muito pouco) de acordo com o aumento ou redução da produção pela empresa. Como se trata de um custo que se mantém permanente e se repete mensalmente é interessante conhece-lo para poder incluí-lo no planejamento orçamentário da empresa. A projeção desses custos pode ser feita por trimestre, semestre ou por ano.

Uma gestão eficaz é aquela que conhece o valor dos custos fixos de maneira a planejar como cobri-los sem arriscar a saúde financeira da organização. Dentre os principais custos fixos que fazem parte do cotidiano de uma companhia cito contas de água, luz, aluguel, telefone, limpeza, pagamento de funcionários entre outros. Ressalto que pode acontecer de ter variação nos custos fixos eventualmente como num mês em que se gasta mais luz ou ocorre aumento do valor do aluguel, mas essencialmente os custos permanecem nivelados.

O que é custo variável?

Para que fique mais claro do que se trata os custos fixos é interessante explicar também o conceito de custos variáveis. Basicamente nessa categoria estão os custos que apresentam variação de acordo com o aumento ou redução da produção. Imagine uma fábrica de bolsas de couro que de um mês para o outro aumenta a sua produção em 200%, certamente isso impactará no quanto ela adquire de matéria-prima aumentando esse custo.

O custo de matéria-prima nesse exemplo é um custo variável porque depende do volume de produção. Dependendo do que você produz é possível que custos como de água e luz se tornem variáveis. Num caso em que é necessário usar uma quantidade significativa de água a mais para o aumento da produção de um mês para outro se tem um custo que varia.

Como calcular o custo fixo?

Cada empresa tem seus próprios custos fixos de maneira que não existe uma fórmula de cálculo desses custos. O que pode ser feito pelo gestor que deseja ter maior controle sobre as finanças da organização é analisar todos os custos existentes verificando quais são os custos fixos e quais são os variáveis. Para manter o processo mais didático e assertivo recomendo que sejam usadas planilhas ou ainda softwares que te ajudem nesse trabalho.

Para quem vai começar esse trabalho de identificação de custos fixos do zero é interessante estipular um período de análise que pode ser de três, seis meses ou até um ano. Como se está começando nessa verificação indico usar um prazo menor, o de três meses. Dentro dessa janela de tempo mantenha uma anotação de todos os custos e comparando os meses entre si determine quais se mantêm no mesmo patamar e quais variam.

Por fim some os valores que permanecem constantes para saber qual é o valor final de custo fixo que a sua empresa possui. O gestor pode e deve manter seu próprio processo de controle de financeiro da companhia, mas isso não tira a importância de ter um profissional da contabilidade para te ajudar, assim você terá mais segurança de estar trabalhando com os números certos e sem ter problemas com as regras concernentes a tributação.

Por que é importante conhecer o custo fixo da empresa?

Não tem como manter a saúde financeira da sua companhia em dia se não houver um controle rigoroso dos custos fixos. O conhecimento de quanto se gasta para produzir os produtos ou prestar serviços contribui para realizar um trabalho de precificação mais coerente. Muitas companhias acabam fechando as portas prematuramente porque não conseguem ter uma margem de lucro adequada, algo que facilmente seria resolvido com o conhecimento dos custos fixos.

Pode parecer durante certo tempo que a sua empresa está faturando bem, mas quando se olha para o quadro mais de perto se detecta que na verdade a receita não é o suficiente para manter a capacidade operacional desse empreendimento. A partir do conhecimento do quanto se gasta para se manter no jogo produtivo fica mais simples determinar quanto é necessário faturar para que a companhia possa manter as suas atividades.

Algo interessante de observar é se a sua companhia tem mais custos fixos ou mais custos variáveis. No primeiro cenário é possível potencializar os seus ganhos quando se tem alta no mercado com a cobertura efetiva dos custos aumentando a margem de lucro. No entanto, se os custos variáveis são os que predominam é importante ficar atento a dificuldade de manter políticas de descontos ou de diminuição de preços.

Gostou de saber mais sobre custo fixo? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe em suas redes sociais!

 Copyright:328436297 – https://www.shutterstock.com/pt/g/napa