A inadimplência pode partir de clientes, fornecedores ou até mesmo na própria empresa

A inadimplência pode partir de clientes, fornecedores ou até mesmo na própria empresa

A inadimplência é uma das principais barreiras que impedem empresas com grande potencial de expandir sua atuação. E, para quem pensa que os problemas relativos a esse tema se concentram em clientes que não efetuam os pagamentos em dia, devemos descortinar outros dois cenários, como contas a receber de fornecedores e dificuldades da própria companhia em manter os pagamentos em dia tornando-se uma devedora.

Os Diferentes Âmbitos da Inadimplência

Ser inadimplente é tão ruim quanto se relacionar com clientes e fornecedores que não efetuam os pagamentos corretamente. Em muitos casos, a primeira situação é decorrente da segunda, pois uma organização depende do correto ciclo de circulação de capital, isto é, investe uma parte para produzir e, então, poder vender para seus clientes. A partir das vendas se tem de volta o que foi investido e mais uma parte de lucro.

Quando esse ciclo não transcorre como deveria, a companhia em questão pode se ver em dificuldades de quitar as suas dívidas, entrando para o grupo dos inadimplentes. Mas, como lidar com a inadimplência nesses diferentes âmbitos para que eles deixem de criar um ciclo de dificuldades financeiras?

Clientes Inadimplentes

Começarei falando sobre como lidar corretamente com os clientes inadimplentes, pois, em grande parte dos casos, eles dão início à crise de atrasos de pagamentos de uma empresa.

Prevenir é melhor do que remediar

A escolha de não pagar corretamente é do cliente inadimplente, no entanto, o empresário tem sua parcela de culpa quando oferece condições de pagamento que permitem tal comportamento. Procure por meios mais seguros de receber os pagamentos dos seus clientes. Por exemplo, parcelamentos no cartão de crédito garantem o seu dinheiro mesmo quando o cliente não efetua o pagamento da fatura do mesmo. Além disso, evite trabalhar com sistemas em que o produto ou serviço sejam entregues antes do pagamento.

Analise o histórico do cliente

No momento em que estiver considerando vender a prazo para um cliente, é essencial fazer uma análise do seu histórico de bom pagador com ferramentas como SPC e Serasa. Se o indivíduo se encontra negativado, é bem provável que falhe nos compromissos com a sua companhia também.

Tenha um sistema de cobrança eficiente

Infelizmente, mesmo os empresários mais cuidadosos podem se ver as voltas com clientes que não são bons pagadores. Nesses casos, é importante que o sistema de cobrança, seja por e-mail ou ligação telefônica, não adote um tom agressivo afastando ainda mais o indivíduo do desejo de pagar a sua dívida.

Uma estratégia que costuma ser bem sucedida é a de oferecer bons descontos para que o devedor se sinta motivado a quitar seus débitos. Essa abordagem tem ainda mais chances de dar certo quando feita antes da negativação. Melhor receber menos do que não receber nada!

Inadimplência de Fornecedores

No mercado, é bastante comum, tanto para o atacado quanto para o varejo, estabelecer acordos comerciais com os fornecedores, objetivando ter uma margem de lucros maior e aumentar as vendas. No entanto, esse tipo de acordo gera o que se chama de contas a receber de fornecedores que, se não for bem gerenciado, pode acarretar em sérios problemas de inadimplência no futuro.

Tenha um setor separado do de compras

Organizações que realizam negociações de grande volume com seus fornecedores costumam ter um setor de compras. Contudo, observando o tipo de acordo que citei acima, é essencial ter um setor à parte dedicado somente a organizar as finanças. Cabe a esse setor as tarefas de estabelecer indicadores de inadimplência, além de prazo médio para que os recebimentos sejam feitos.

Mantenha registros dos acordos estabelecidos

É de grande importância que sejam estabelecidos contratos especificando os acordos com os fornecedores, bem como que os mesmos sejam arquivados. Imagine que se um funcionário do setor de compras sair da companhia é necessário ter conhecimento do que foi negociado por ele.

Negocie com os fornecedores

Para evitar que a sua organização passe por problemas financeiros, é necessário ter poder de negociação. Isso significa saber analisar quando se deve solicitar o pagamento de um acordo antes do gasto efetivo, bem como conseguir evitar que eventuais atrasos por parte da sua empresa se tornem uma bola de neve.

Quando Sua Empresa Está Inadimplente

Ao longo do artigo, mencionei que em muitos casos a inadimplência de uma companhia se deve ao fato de estar com problemas com os fornecedores e clientes. Porém, até mesmo essas situações que são consideradas como imprevistas podem ser evitadas em algum grau quando se trabalha com boa organização.

Faça projeções

A sua companhia deve trabalhar com projeções financeiras observando riscos de não receber de alguns clientes e ter outras dificuldades. Reservar uma parcela de capital para essas situações torna mais fácil não se tornar inadimplente.

Procure capital para quitar as dívidas

Se não teve jeito de evitar a inadimplência na sua empresa, busque soluções para ter capital suficiente para acertar esses compromissos. Pode ser através da solicitação de um empréstimo bancário, por exemplo. O que não dá é para ficar devendo manchando o nome da organização e vendo os juros crescerem.

A inadimplência é terrível de qualquer viés, mas pode ser combatida com bom senso e organização das finanças.

Copyright: 618253610 – https://www.shutterstock.com/pt/g/joy9940