Saiba o que faz um investidor anjo

Saiba o que faz um investidor anjo

A figura do investidor anjo é uma das mais relevantes para o movimento de consolidação de startups que vem acontecendo nos últimos anos. Mais do que investir financeiramente num empreendimento com potencial de sucesso esse indivíduo atua aconselhando o empresário. A transmissão de sua experiência e de técnicas é em grande parte dos casos muito mais relevante que o aporte financeiro.

O que é investidor anjo?

Se você está pensando em abrir uma empresa provavelmente já ouviu falar a respeito do investidor anjo, porém, ainda não sabe exatamente o que é e como funciona. O primeiro ponto relevante é que esse investidor é pessoa física, geralmente se trata de empresários que estão saindo do mercado ou querendo ampliar seu leque de investimentos. Essas pessoas querem mais do que somente investir seu dinheiro, desejam incentivar o empreendedorismo de startups.

Ao decidir investir numa companhia esse indivíduo dispõe além do seu capital parte do seu tempo para atuar como mentor e conselheiro. Um dos sistema mais utilizados é aquele em que o investidor anjo se torna sócio da startup durante o seu período de acompanhamento. Quando esse período chega ao fim é normal que o investidor revenda a sua parte para os sócios fundadores do negócio. A ideia é que durante a mentoria a companhia cresça e expanda as suas atividades.

Seleção de empreendimentos

Devido à combinação de aporte financeiro e mentoria de alguém com experiência de mercado é fácil entender porque o investimento anjo se tornou um dos mais requisitados. Com esse amplo volume de interessados é importante que os investidores que estão aptos para entrar numa sociedade tenham critérios para selecionar os negócios mais relevantes.

Deixo claro que o investimento anjo não é uma ação filantrópica, trata-se de uma ação comercial em que o investidor irá privilegiar uma startup com potencial de crescimento. A sua ideia além de ser boa precisa apresentar bom potencial lucrativo para se tornar de interesse de um anjo. A nomenclatura ‘anjo’ se deve ao fato de que esse investidor faz mais do que simplesmente injetar capital no seu negócio, ele oferece parte do seu conhecimento e do seu tempo.

Os interessados em receber esse tipo de investimento devem ter um projeto bem delineado, afinal os investidores precisam ser convencidos de que a sua companhia é uma das que possui maior potencial de retorno. Para esses empresários o objetivo é fazer com que seu dinheiro renda e se multiplique. Não basta que a sua ideia seja boa, ela precisa ser executável e ter potencial de escalabilidade.

Mais de um investidor anjo

Uma característica importante de destacar a respeito de investimento anjo é o fato de que geralmente o aporte é feito por um grupo de investidores de 2 a 5 empresários. O grupo permite que haja uma diluição de um eventual prejuízo, assim cada indivíduo tem um impacto menor, e contribui para que haja uma mentoria mais assertiva com pessoas se dedicando a cuidar dos rumos do novo negócio. Para que o processo de investimento se torne mais ágil são definidos 1 ou 2 investidores líderes que cuidam para que tudo se concretize.

Valor de aporte

Os investidores anjo não costumam ser indivíduos donos de grandes fortunas e sim empresários que estão encerrando a carreira e desejam aplicar o dinheiro economizado numa ideia com potencial de crescimento. O aporte de capital numa startup nessa categoria anjo costuma ficar na casa de R$ 200 mil a R$ 500 mil. Contudo, em alguns casos pode chegar a R$ 1 milhão. Geralmente os grupos de investidores investem em mais de um projeto por vez para ter mais chances de retorno.

Outras possibilidades para conseguir investimento para a sua companhia

Os investidores anjo representam um tipo de investimento mais simples de se obter porque se tratam de pessoas físicas. Aceleradoras e incubadoras, por exemplo, podem se mostrar alternativas mais complexas porque são pessoas jurídicas. Ainda seguindo a linha de financiamentos por pessoas físicas, cito o crowdfunding (financiamento coletivo) que tem como característica mais marcante ser completamente operado pela web.

Consiste na combinação de pequenas doações ou contribuições feitas pelos interessados em comprar um produto ou viabilizar uma ideia. Há uma meta de doações estabelecida inicialmente que deve ser conquistada num prazo de tempo predeterminado. Caso a meta não seja atingida o dinheiro investido pelos interessados é devolvido. A diferença básica entre o crowdfunding e o investimento anjo é que no primeiro são várias pessoas físicas que fazem aporte financeiro enquanto que na última são poucas.

Cada país possui sua própria legislação e regras acerca de investimento em empresas de maneira que podem trabalhar de maneiras distintas nesse sentido. De qualquer forma é crucial se dedicar a elaborar um bom projeto para que a sua ideia possa ser compreendida e avaliada pelos interessados.

Gostou de saber mais sobre o que é investidor anjo? Compartilhe em suas redes sociais! 

Copyright: Google – www.startse.com