Payback é cálculo que prevê o tempo necessário para que o investimento inicial seja recuperado

Payback é cálculo que prevê o tempo necessário para que o investimento inicial seja recuperado

Você já ouviu falar em Payback no âmbito empresarial? Esse termo tem se tornado cada vez mais difundido por oferecer a possibilidade de estimar o tempo de retorno de um investimento. Dar início a um projeto com uma estimativa de retorno é sempre mais animador do que caminhar no escuro. Porém, é necessário compreender a fundo do que se trata Payback e como fazer esse cálculo assertivamente.

Saiba mais sobre estratégias para pequenas e médias empresas! Inscreva-se no meu canal. Inscreva-se agora!

O Que é Payback?

A tradução da palavra inglesa Payback é ‘retorno’ e, dentro do universo dos negócios, designa um cálculo que prevê o tempo necessário para que o investimento inicial seja recuperado. O foco está em determinar o momento em que os ganhos do projeto cobrirão o que foi previamente investido. O tempo pode ser medido em meses ou anos nesse cálculo.

Como Calcular Payback na Sua Empresa?

A seguir vou explicar esse cálculo por meio de um exemplo ilustrativo, assim você conseguirá entender a lógica para aplicar ao seu negócio. Imagine que a montadora de motocicletas X deseja reduzir o custo de fabricação de uma peça do motor do veículo e descobriu que pode ter a mesma eficiência e segurança para a produção da peça com um custo 10% mais baixo a partir da aquisição de um maquinário mais moderno.

O cálculo do Payback nessa situação tem como objetivo saber a partir de que momento o custo desse maquinário terá sido pago pela produção e venda de motocicletas com essa peça mais em conta. O custo unitário dessa peça é R$ 300,00 e a montadora fabrica 20 mil unidades por mês. O investimento no novo maquinário é de R$ 2,5 milhões.

Calculando:

Custo unitário da peça – R$ 300,00

A partir da redução de 10% por peça devido à máquina nova, temos R$ 270,00 como valor unitário (300 – 10%). A economia nesse caso é de R$ 30,00 para cada unidade produzida.

Custo da máquina: R$ 2.500.000,00.

Produção de peças por mês: 20.000 unidades

Produção de peças por ano: 240.000 unidades

Payback = 2.5000.000 (investimento na máquina) / 30 (economia em cada unidade) = 83.333 peças

Esse primeiro cálculo nos diz que será necessário fabricar 83.333 peças para ter o retorno do investimento. Podemos estimar quanto é isso em tempo usando os dados de produção mensal e anual.

Payback em meses = 83.333 / 20.000 (quantidade produzida mensalmente) = 4,16 meses.

Payback em ano = 83.333 / 240.000 (quantidade produzida anualmente) = 0,347 que é o mesmo que 4,16 meses.

Esse cálculo torna possível para os gestores tomar decisões mais assertivas em relação a investimentos de grande porte, como a aquisição de maquinário e tecnologia.

Pontos Fortes do Cálculo Payback

Confira abaixo uma análise a respeito dos pontos fortes de utilizar esse cálculo no dia a dia das organizações como auxiliar na tomada de decisões.

Cálculo simples: alguns gestores não utilizam com muita frequência cálculos como indicadores para a tomada de decisão devido à complexidade de certos tipos de raciocínios envolvendo números, contudo, o Payback é muito prático e simples.

Contribui para conhecer melhor os riscos: enquanto não se tem uma visão numérica de uma situação, pode ser difícil saber o quanto ela é arriscada. O Payback estima o tempo que irá levar para um investimento ser diluído, de maneira que o empreendedor tem mais certeza sobre a validade ou não da sua ideia.

Permite traçar metas: ao conhecer o resultado da previsão do retorno de investimento, é possível traçar algumas metas, pode ser um bom momento para acelerar a sua companhia no mercado. Se o investimento provavelmente será recuperado em quatro meses, não seria possível conseguir isso em três? São questões que devem permear o pensamento do gestor.

Indicado para projetos de rápida execução: algumas organizações não dão muita atenção para fazer estimativas relacionadas a projetos de curta duração, mas deveriam e o cálculo do Payback é facilmente aplicável nesse contexto.

Pontos Fracos do Cálculo Payback

Não considera o fluxo de caixa: uma das desvantagens de usar o Payback para fazer estimativas é o fato de que esse cálculo não leva em consideração o fluxo de caixa, isto é, o dinheiro que entra e sai da companhia não sendo interessante para projetos longos.

Alguns números podem mudar: algo que deve estar claro para os gestores é que os números envolvidos no cálculo Payback podem mudar ao longo do período. Voltando ao exemplo da montadora X, vamos supor que haja uma dura queda na venda de motocicletas devido ao início de uma greve ou por causa de uma crise financeira, mesmo que a companhia continue produzindo 20.000 peças por mês, não terá o retorno em vendas das mesmas. Pensar que critérios de mercado podem mudar é essencial para não ser pego de surpresa.

Gostou de conhecer melhor o conceito de Payback? Deixe seu comentário!

Tudo para alavancar seu negócio você confere acessando o meu canal.Inscreva-se agora!