Saiba para que serve uma impressora fiscal.

Saiba para que serve uma impressora fiscal.

A impressora fiscal ou Emissor de Cupom Fiscal (ECF) é um equipamento bastante relevante, atualmente, para a emissão de documentos fiscais. Quem é empreendedor e tem seu próprio negócio precisa conhecer em mais detalhes esse equipamento, saber o que é e para que serve. Trata-se de um item fundamental para as empresas se manterem em dia com suas responsabilidades.

O que é uma impressora fiscal?

Com o nome oficial de Emissor de Cupom Fiscal (ECF), a impressora fiscal, nada mais é do que o equipamento utilizado para realizar a emissão de documentos fiscais cuja origem seja de transações comerciais, serviços ou mercadorias. Para que possa realizar a sua função é necessário que esse equipamento esteja devidamente integrado a um computador que tenha instalado o Programa Aplicativo Fiscal (PAF), sistema que faz o trabalho de transmissão e coleta de dados.

Impressora fiscal: Como funciona?

O funcionamento do equipamento ECF é bastante simples e não é necessário conexão com a internet para que ele realize o armazenamento de dados da transação comercial. Já o envio dos dados para a SEFAZ é feita pelo programa PAF ou usando uma conexão com o software de gestão da companhia que deve ser fornecido pelo Sintegra/Sped.

Conheça os tipos de impressora fiscal

Você sabia que existem dois tipos de impressora fiscal? A seguir vou explicar mais sobre esses equipamentos e para que servem.

– Emissor de Cupom Fiscal – Impressora Fiscal (IF)

O ECF-IF é a impressora fiscal mais comum e bastante encontrada em lojas de varejo. Seu funcionamento depende de sua integração a um computador que possua o Programa Aplicativo Fiscal Instalado.

– Emissor de Cupom Fiscal – Máquina Registradora (MR)

Esse equipamento se diferencia pelo fato de não precisar ser conectado a um computador porque possui um manuseio mais simples. De maneira geral é indicado para estabelecimentos que em que não se demanda controles tão complexos como numa lanchonete, por exemplo.

A emissão dos cupons fiscais é feito por meio de um processamento interno. No entanto, é válido ressaltar que esse equipamento somente pode ser usado no ponto de venda. O equipamento não demanda integração, porém, ainda assim o empreendedor deverá ter pelo menos um computador em seu escritório para que possa utilizar para gerar as suas obrigações acessórias.

Por que a impressora fiscal é importante?

A grande relevância do uso desse equipamento está no fato de que ele permite prestar contas junto a órgãos fiscalizadores como o SEFAZ, por exemplo, por fazer o registro de vendas de produtos e prestação de serviços. Porém, mais do que emitir documentos fiscais e ajudar na prestação de contas é um equipamento que permite gerar dados para relatórios gerenciais de controle das finanças da companhia.

Quando chega o momento de efetuar o pagamento dos impostos é possível usar os dados armazenados pelo ECF para te auxiliar a identificar as movimentações do seu empreendimento. Além disso, esse é um equipamento que contribui para coibir práticas de sonegação de impostos sem o conhecimento do varejista, algo que era bastante recorrente sem o devido controle das emissões fiscais.

Todas as vendas realizadas pela empresa acontecem de acordo com as determinações do SEFAZ e isso reduz as chances de autuação e pagamento de multa. A impressora fiscal ainda oferece a vantagem de realizar o controle por meio do próprio equipamento bem como trazer mais segurança para os usuários.

Impressora fiscal e impressão não fiscal: Quais as diferenças?

Essa é uma questão relevante, pois existem alguns elementos nesse equipamento que são responsáveis por realizar a conexão com a SEFAZ e armazenar dados, algo que não há em impressoras não fiscais. Para que o ECF possa realizar suas funções precisa ter uma fita detalhe e de memória fiscal, elementos essenciais para o seu devido funcionamento e segurança.

O papel da fita detalhe (MFD) é o de armazenar o histórico de cupons de vendas realizadas pelo empreendimento. Para a segurança os dados devem conter um lacre. Por sua vez a memória fiscal (MF) é responsável por realizar o arquivamento de todas as vendas realizadas diariamente.

Por que devo saber exatamente o que é impressora fiscal?

Os empreendedores precisam saber o que é impressora fiscal para evitar quaisquer problemas com o Fisco. É natural que sejam realizadas algumas mudanças eventuais na maneira como os dados são transmitidos para o Fisco. Saber como emitir o cupom fiscal é essencial para evitar que haja a criação de qualquer tipo de pendência futura.

A impressora fiscal existe para facilitar o seu dia a dia de gestor de empresa e funciona como uma segurança de que será possível realizar a comprovação dos seus dados de venda. Sendo assim o primeiro passo para se manter em dia com a regularidade você já deu que é ler a respeito.

Gostou de saber o que é a impressora fiscal e para que ela serve? Compartilhe em suas redes sociais! 

Copyright: 623169131 – https://www.shutterstock.com/pt/g/bossnid