Como pode ser feita a renegociação de dívidas de sua empresa

Como pode ser feita a renegociação de dívidas de sua empresa

Você sabia que empresas também ficam com o “nome sujo” quando se tornam inadimplentes? A renegociação de dívida se mostra fundamental tanto para a saúde financeira da companhia como para manter a imagem positiva no mercado. Momentos de instabilidade e dificuldade financeira fazem parte da história de muitos negócios, a diferença para o sucesso está em saber administrar essas situações.

A Importância da Renegociação de Dívida Antes da Inadimplência

Os últimos anos, foram marcados por uma crise financeira que atingiu em cheio muitas empresas que, além de não estarem preparadas para a dificuldade, também não tinham um bom planejamento. Independente do motivo que levou a companhia a essa situação extrema, é fundamental atentar para a necessidade de manter o pagamento das dívidas em dia.

Ao perceber que não há capital suficiente para cumprir todos os compromissos, o gestor deve começar a pensar em potenciais soluções. A dica para garantir a saúde financeira da sua organização pós-crise é tentar uma renegociação antes que o compromisso se torne uma dívida não-paga. Procure os credores – sejam eles instituições financeiras ou fornecedores – e estabeleça um plano de pagamento que satisfaça ambas as partes.

Dicas Para Evitar Que Sua Empresa Fique Com o “Nome Sujo”

O empresário não pode se deixar levar pelo caos instaurado no departamento financeiro de sua companhia. Pensando nisso, listei algumas dicas relevantes para que a empresa evite entrar na lista da inadimplência. Agir preventivamente é a melhor solução para ter bons resultados de recuperação.

1 – Faça uma análise das dívidas

O primeiro passo para recuperar a sua organização de uma crise financeira é organizar e analisar todas as dívidas. Estabeleça níveis de prioridade em que 1 significa dívidas que precisam ser quitadas com urgência para a continuidade do negócio, 2 se refere às dívidas que não têm impacto direto no dia a dia da companhia, mas geram juros e 3 são dívidas de menor porte, mas que podem levar a sua empresa para a lista das má-pagadoras.

2 – Faça as contas

Confira as finanças e estabeleça quanto de capital se tem disponível para pagar as dívidas e manter a empresa funcionando. Considere, ainda, ganhos futuros que poderão ser somados aos cofres da companhia, contribuindo para quitar mais dívidas.

3 – Negocie com os credores

Tendo todos os detalhes observados, chega o momento de partir para a negociação com os credores. Marque reuniões com todos e explique a situação, dando preferência para aqueles de prioridade 1. Se for possível, estabeleça parcelamentos que permitam quitar essas dívidas no decorrer de alguns meses e pagar, também, parte das outras pendências de nível 2 e 3.

4 – Reavalie os gastos

O empresário que está numa situação complicada em termos financeiros, deve ficar atento ainda à questão dos gastos. Faça uma avaliação profunda em que se determine quais gastos podem ser cortados ou, pelo menos, reduzidos para se manter a saúde financeira da companhia a longo prazo.

Como Agir Quando Já Se Tem Dívidas Atrasadas

Acima dei dicas de como agir no caso das empresas que ainda não têm dívidas atrasadas. A seguir vou falar sobre quais medidas tomar quando o cenário de endividamento já se tornou uma realidade.

1 – Renegociação de dívida

A partir do momento em que uma empresa tem pendências financeiras, precisa tomar medidas que contribuam para que esses valores possam ser renegociados. Para isso, acesse o Portal Serasa Recupera para poder dar início a uma negociação com os credores. Tenha em mãos informações de identificação da sua companhia como o CNPJ.

Faça a conferência se a sua companhia tem dívidas e, em caso positivo, verifique se os credores fazem parte do programa Serasa Recupera PJ, que permite renegociar com condições boas para os dois lados.

2 – Informe-se sobre descontos

Em alguns casos, os credores oferecem bons descontos para incentivar que os endividados quitem suas dívidas. Se você tem alguma dúvida sobre como se informar dos descontos ou outra questão pertinente a renegociação pode ligar para os telefones 11-3003-6300/3003-7372.

3 – Tenha um plano de pagamento sólido

Antes de fechar os acordos através desse portal, é fundamental que o empresário coloque tudo na ponta do lápis para que possa cumprir os compromissos. Faça uma lista de todas as dívidas pendentes e quais são as condições possíveis para efetuar o pagamento das mesmas. Não feche acordos que você não tenha certeza que pode cumprir.

4 – Acordo fechado é acordo cumprido

Tenha em mente que, ao fechar um acordo de renegociação de dívidas, é fundamental que a sua companhia cumpra o que foi combinado. Ao não efetuar os pagamentos corretamente a sua empresa volta a se tornar inadimplente e o credor pode não querer uma nova negociação amigável. Estabeleça um cronograma de pagamento das suas dívidas para que todas estejam devidamente quitadas no prazo estabelecido.

A renegociação de dívida é uma forma de garantir que a sua companhia mantenha a saúde financeira no presente e no futuro. Quem está preso por dívidas não pode avançar!

Copyright: 618253610 – https://www.shutterstock.com/pt/g/joy9940