Riscos Ocupacionais - Conheça a Classificação

Riscos Ocupacionais - Conheça a Classificação

Os riscos ocupacionais devem ser identificados e classificados dentro de todo e qualquer ambiente laboral para que possam ser prevenidos. Quando se tem uma preocupação real com essas questões é mais fácil evitar situações extremas e com algum viés trágico inclusive. Diferentes ambientes de trabalho podem apresentar uma grande variedade de riscos desde escritórios, onde o foco está na ergonomia, até um laboratório em que se pode ter contato com agentes químicos.

O que são riscos ocupacionais?

Entende-se por riscos ocupacionais aqueles riscos de acidentes a que os colaboradores do ambiente estão expostos. É interessante esclarecer que os riscos nesse caso não se referem somente a questões práticas como equipamentos, excesso de calor ou agentes químicos, mas também a ruídos, vapores, vibrações, produção de gases e até mesmo iluminação ruim.

Para ser classificada como risco ocupacional basta que a situação exponha o colaborador a alguma situação em que ele possa ser submetido a um dano a sua saúde. Talvez por isso que casos mais evidentes como o contato direto com máquinas se destaquem, porém, existem casos menores que podem ser um tanto discretos no dia a dia, mas que têm grande impacto na saúde em longo prazo como falta de ergonomia.

Classificação dos tipos de riscos ocupacionais

De acordo com o Ministério do Trabalho os riscos ocupacionais podem ser divididos em cinco categorias conforme os motivos que os causam:

– Riscos químicos;

– Riscos biológicos;

– Riscos físicos;

– Riscos ergonômicos;

– Riscos acidentais.

Ainda é possível fazer uma divisão mais prática sob um ponto de vista mais amplo em que os riscos passam a ser: operacionais, ambientais (referentes a condições de insalubridade) e comportamentais. Devido a gravidade dos chamados riscos ambientais há uma portaria somente para eles, a portaria nº 25 de 29/12/1994 que faz a regulamentação da NR 9.

Mapa dos riscos ocupacionais

Objetivando tornar a prevenção de eventuais riscos ocupacionais mais simples foi criado um Mapa de Riscos Ocupacionais em que os tipos são definidos pelo uso de diferentes cores. Vou explicar quais são as cores que compõem esse mapa e a que categoria de riscos cada uma corresponde.

Verde – Riscos físicos

Nessa categoria estão os riscos ligados a questões físicas atuantes no ambiente como vibrações, ruídos, temperaturas muito elevadas, temperaturas muito baixas, excesso ou falta de umidade, radiações ionizantes.

Vermelho – Riscos químicos

Enquadra-se em riscos químicos aqueles que são decorrentes do contato com gases, vapores, agentes químicos de uma maneira geral que possam prejudicar a saúde de algum modo.

Marrom – Riscos biológicos

São considerados riscos biológicos aqueles que são decorrentes de vírus, bactérias, parasitas e fungos.

Risco amarelo – Riscos ergonômicos

Podem se referir a ambientes de trabalho que não oferecem as condições adequadas para a manutenção da ergonomia como também a atividades profissionais que demandem um grande esforço físico como levantamento de peso. Também se encaixa nessa categoria jornadas de trabalho noturnas ou jornadas de trabalho demasiadamente longas.

Azul – Riscos de acidentes

O trabalho realizado junto a máquinas sem o devido equipamento de proteção está dentro da categoria de risco azul. Também são considerados ambientes que oferecem riscos de explosão, choques, incêndio, problemas de iluminação entre outros.

Usando o mapa de risco

Essa é uma das ferramentas mais eficientes quando se trata de prevenir riscos ocupacionais porque permite indicar com as devidas cores em que parte da companhia está cada um dos riscos apresentados acima. Dessa forma os funcionários compreendem que tipo de proteção precisa em cada ambiente e quais são os riscos a que estão expostos.

A representação gráfica é mais didática para discriminar os riscos, porém, além de contar com o mapa é crucial considerar também o trabalho de conscientização dos funcionários quanto aos cuidados que devem ter em cada setor da organização. Em muitos casos acidentes e outros tipos de exposição a riscos ocupacionais acontecem simplesmente porque não foi realizado um trabalho de explicação para os colaboradores. Ninguém se preveni daquilo que não conhece, não é mesmo?

Por que a prevenção de riscos ocupacionais é tão relevante?

Você sabia que o Brasil é um dos países que apresenta um dos maiores índices de acidentes de trabalho no mundo? Evitar que a sua companhia se torne um fator componente da estatística é essencial para preservar a saúde dos seus funcionários e também para ter um ambiente de trabalho mais salubre de um modo geral.

É interessante que a sua empresa invista num processo de análise e investigação para determinar onde estão os riscos e como torna-los menos recorrentes no cotidiano corporativo. Somente assim você construirá uma companhia mais séria e sólida em médio e longo prazo. Considere a importância que os riscos ocupacionais têm para os seus colaboradores.

Gostou de saber mais sobre o que são os riscos ocupacionais e como preveni-los? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe em suas redes sociais!

Copyright:  284039237 – https://www.shutterstock.com/pt/g/Rawpixel