Saiba mais sobre a Soberba

Saiba mais sobre a Soberba

Quantas vezes você se pegou pensando que é muito melhor do que aquele colega que trabalha ao seu lado no escritório? Se respondeu muitas vezes considere que a soberba pode fazer parte do seu arcabouço de características profissionais, algo que não é saudável e nem compatível com um bom clima organizacional. O soberbo acredita que não precisa se dedicar a aprender coisas novas e que é superior aos demais, algo que vai matando o bom rendimento.

O que é soberba e como ela afeta o ambiente profissional?

A soberba pode ser entendida como um orgulho desmedido e nem sempre justificável a respeito de alguma característica. O indivíduo soberbo tende a se ver como superior aos demais agindo com extrema arrogância em muitas situações. Profissionalmente essa característica pode acarretar em estagnação uma vez que o indivíduo não acredita que precisa se manter em constante evolução e aprendizado.

Além disso, pessoas que têm a soberba como traço marcante de suas personalidades dificilmente estabelecem bons relacionamentos com os colegas. Em longo prazo essa deterioração acarreta em falta de entrosamento que pode frear boas ideias e projetos com potencial. O soberbo desagrega o ambiente e reduz o valor da equipe como um todo.

Como identificar os profissionais soberbos?

Para quem tem dúvidas a respeito de sua conduta ou de algum colega vou apresentar os principais sinais de soberba profissional.

1 – O profissional não deseja se aprimorar

A partir do momento em que o profissional acredita ser superior aos colegas passa a acreditar que não precisa aprender mais nada. Sendo assim é natural que esse indivíduo não busque por treinamentos ou qualificações. Pessoas soberbas costumam reclamar quando têm que assistir a palestras ou treinamentos alegando em boa parte dos casos que sabem mais do que o ministrante.

Esse comportamento além de ser um péssimo exemplo também se torna desagradável e desagregador no decorrer do tempo. Alguns colegas podem copiar os maus feitos e outros se irritarem com a convivência com o soberbo.

2 – Puxadas de tapete

Os soberbos acreditam que merecem os melhores cargos e benefícios, dessa forma não têm escrúpulos para simplesmente puxar o tapete dos colegas. Algumas falas negativas sobre os demais funcionários para o chefe e até mesmo ações práticas que prejudicam o desempenho dos demais podem estar em seu leque de atividades cotidianas de um soberbo. Claro que isso destrói o relacionamento profissional no ambiente empresarial e cria uma série de picuinhas desnecessárias.

3 – Diminuição dos colegas

A soberba pode ser comparada a um monstro interno que se alimenta da diminuição dos colegas para que seja possível se sentir superior. Dessa forma o soberbo muitas vezes vai se aproveitar de sua posição ou de um contexto desfavorável para fazer duras críticas aos colegas, quanto mais às outras pessoas se sentirem por baixo mais ele se sentirá bem. Trata-se de uma forma de agir muito nociva que pode ter resultados bastante graves para pessoas que não têm um bom preparo emocional.

4 – Não aceita críticas

Quem acredita ser superior aos demais acaba não aceitando críticas e com isso diminui as suas chances de se aprimorar. Esse indivíduo não ouve o que os outros têm a dizer e geralmente declaram que os demais têm inveja de sua posição e conhecimento. A soberba cria um pedestal em que esses indivíduos se mantêm a salvo da opinião alheia, o resultado é um forte esnobismo.

Como deixar de ser soberbo?

O profissional soberbo precisa mudar de atitude se quiser se manter no mercado em longo prazo. Não há mais espaço para quem não está disposto a aprender e ouvir com boa vontade as críticas. A seguir vou dar dicas de como deixar de ser soberbo.

1 – Ninguém é superior a ninguém

Esse deve ser o mantra para que deseja deixar de ser soberbo, pois esse péssimo hábito se baseia exatamente na crença de que os demais são piores. Num contexto corporativo é crucial conseguir estabelecer um trabalho de equipe em que todas as partes se respeitem e ofereçam algo relevante para o resultado final.

2 – Coloque-se em constante aprendizado

Manter-se estudando e descobrindo novidades em sua área de atuação além de ser positivo do ponto de vista de qualificação também favorece o sentimento de que não se sabe tudo e nem se tem todas as respostas. As tecnologias atuais criaram uma velocidade de mudança bastante rápida e quem não acompanha acaba ficando para trás. Não deixe que a soberba diminua suas chances de ser um bom profissional.

3 – Seja menos vaidoso

Sabe quem é a irmã da soberba? A vaidade, o prazer de ser aplaudido e reconhecido não pode ser maior do que o bom senso de que há outros profissionais tão ou mais qualificados que você a disposição da companhia. Não tem como ser um bom profissional se a única preocupação for em ser devidamente reconhecido até nos menores feitos.

Gostou de saber mais sobre como a soberba se tornou uma doença que vem matando bons profissionais? Compartilhe em suas redes sociais! 

Copyright:  1427484881 – https://www.shutterstock.com/pt/g/khosro