Saiba o que é uma Cadeia de Valor

Saiba o que é uma Cadeia de Valor

Quem é empresário sabe o quanto é importante atender aos anseios e demandas dos consumidores, uma ferramenta que ajuda nesse processo é a cadeia de valor em que estão envolvidas atividades e ações gerenciais que objetivam satisfazer as exigências do público da empresa. Entender o conceito é o primeiro passo para colocá-lo em prática com assertividade e obter assim os resultados desejados.

Entenda o que é cadeia de valor

Conceitualmente, cadeia de valor, consiste num grupo de ações que se relacionam entre si e que são colocadas em prática pela companhia objetivando atender aos desejos dos consumidores. Ressalto que são diversos elos que compõem essa cadeia incluindo desde uma negociação mais eficiente com os fornecedores até a distribuição dos itens no mercado passando pelos ciclos produtivos.

Em outras palavras trata-se de um método em que se cria valor em diferentes pontos de uma mesma cadeia de ações. A companhia busca ter mais valor em cada pequena ação gerencial que irá desencadear no alcance do consumidor final. Usando esse modelo o gestor consegue identificar quais são os processos que são mais relevantes para ter um trabalho realizado com excelência.

Michael Porter: Criador da cadeia de valor

O criador do conceito de cadeia de valor é Michael Porter que se consagrou como um dos mais relevantes autores de livros focados em estratégias que visam aumento da competitividade. Formado na Universidade de Princeton é licenciado em Engenharia Mecânica e Aeroespacial.

Com um olhar mais focado na excelência da produtividade, Porter, compreendeu que era possível alcançar o sucesso numa corporação através de um gerenciamento de atividades criando produtos ou serviços com maior valor agregado para os consumidores.

Geração de valor

Para entender a estrutura de funcionamento da cadeia de valor é necessário compreender o que significa gerar valor. Do ponto de vista de Porter trata-se de uma forma de identificar como transformar as entradas (inputs) em saídas (outputs) oferecendo valor para os consumidores. Basicamente adicionar valor quer dizer repensar os processos de tal maneira que a saúde econômica da companhia possa ser melhorada e potencializada.

De uma forma mais direta podemos dizer que consiste basicamente em pensar em valor como a margem de lucro da empresa, fazer com que os processos sejam realizados de maneira mais enxuta e com resultados mais palpáveis.

Como identificar as atividades que geram valor?

Agora que você já conhece o conceito de cadeia de valor deve estar se questionando como saber quais são as atividades em que se deve concentrar a criação de valor. Uma maneira relativamente simples de pensar a esse respeito é ter em mente que quanto mais áreas e burocracia de aprovação uma atividade possui mais ela está propensa a conter trabalhos que não lhe agregam valor.

Geralmente esse quadro de muitos passos que não agregam valor é mais visto na área administrativa. É mais difícil que isso aconteça em processos de fabrico de produtos ou prestação de serviços, no entanto, não se deve descartar essa possibilidade. Em resumo quanto mais tempo um processo demora para ser concluído mais chances ele tem de conter etapas que não lhe agregam valor.

Conheça os elementos que formam a cadeia de valor

A seguir vou explicar com mais detalhamento quais são os elementos componentes dessa cadeia.

Atividades primárias

Indústrias de todos os segmentos contam com pelo menos cinco atividades primárias básicas que são: logística interna, logística externa, marketing, vendas e operações.

Atividades de apoio

Estão divididas em inúmeras atividades, porém, para facilitar o entendimento são agrupadas em algumas categorias amplas como: recursos humanos, aquisição, infraestrutura e desenvolvimento de tecnologia.

A importância dos elos da cadeia de valor

Mencionei acima as áreas em que são divididas as atividades geradoras de valor e embora a identificação de tais atividades seja relevante também é crucial considerar os elos que fazem a conexão entre elas de maneira que se tornam interdependentes. Os elos que se tornam mais facilmente identificáveis são aqueles que existem entre atividades primárias e atividades de apoio. Isso refere-se a maneira como se realiza uma atividade de valor e o desempenhou ou custo que gera sobre outra.

Diferencial competitivo

O ponto essencial que torna o bom gerenciamento da cadeia de valor relevante para uma empresa é o que permite reduzir significativamente o custo de processos eliminando assim etapas que não agregam valor. O resultado mais direto disso é que se cria um diferencial competitivo para a organização que se reflete em melhor rentabilidade. Uma das formas mais assertivas de pensar no setor de produção de uma companhia com certeza é por meio da avaliação da sua cadeia de valor em que sejam consideradas todas as etapas.

Gostou de saber mais sobre o modelo de cadeia de valor? Acredita que pode aplicá-lo a sua empresa? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe em suas redes sociais!

Copyright:615998927 – https://www.shutterstock.com/pt/g/tumsasedgars