Plano de Ação em meio a crise

Plano de Ação em meio a crise

A atual situação causada pelo coronavírus (COVID-19) em que o país e o mundo se encontram traz uma certa insegurança para a estabilidade de empreendimentos e, de fato, a instabilidade nesta conjuntura é praticamente inevitável.

Por tanto encontrar soluções para a circunstância vigente e programar a recuperação dos negócios para quando a pandemia tiver seu fim são ações de notáveis importâncias. Por isso, Marcus Marques, mentor referência em gestão para pequenas e médias empresas, reforça que toda essa situação é uma fase transitória e os empreendedores devem se preparar para uma recuperação do mercado.

Dessa forma, o mentor os auxilia a passar por essa fase, a fim de que os mesmos sejam capazes de traçarem seus planos de ação em relação às vendas e aos custos para os próximos meses fazendo os seguintes questionamento:

– O que pode ser feito para que as vendas da empresa não sofram tanto impacto?

– É possível adaptar o dia a dia da empresa para o ambiente online?

– Quais novos serviços ou produtos podem ser criados para a otimização do desempenho da empresa no atual momento de crise?

– É possível reduzir os gastos?

– Como excluir, de imediato, itens não essenciais fazendo uma reavaliação dos orçamentos?

– Reduzir salários, temporariamente, é uma opção para a otimização do orçamento?

– Quais são os produtos que mais oferecem estabilidade para a empresa e que podem ser o foco estratégico dos negócios na atual situação? Quais os serviços que mais representam o retorno financeiro?

– Os colaboradores estão preparados para essa situação? Além da reflexão e ideias que os questionamentos trazem para o empreendedor direcionando-o a um plano de ação, é importante, para o rendimento da empresa e dos colaboradores, a segurança de todos.

Por isso em situações como essa é significativo considerar a possibilidade do home office, o que requer o total comprometimento dos envolvidos no processo. Mas, caso seja essencial a presença dos colaboradores para que os negócios funcionam, como empresas de varejo e fábricas, é relevante desenvolver uma escala, um plantão, ou até mesmo antecipar férias individuais ou coletivas.

Para que o empreendedor alcance, nesse momento, um bom rendimento de seus colaboradores e a maior otimização dos seus recursos empresariais, é necessário que ele tenha o plano de ação bem estruturado a partir de perguntas como essas listadas acima, faça parte da execução do negócio no dia a dia e monitore as ocorrências.

Também é necessário que ele seja o grande exemplo para todos os funcionários mantendo a calma e sendo transparente nas suas tomadas de decisões, raciocinando novas estratégias, revendo projetos, processos e investimentos. Mas, entre todas as dicas e questionamentos que ajudam o empresário a se planejar para manter seus negócios ativos nesse momento de crise, a de maior importância é não se desesperar.

Segundo Marques, situações como essa são excelentes para inovar e repensar novas estratégias empresariais.

Copyright:  https://pixabay.com/