Você sabe o que significa o termo Adhocracia?

Você sabe o que significa o termo Adhocracia?

A palavra burocracia é bastante utilizada e representa um modelo de gestão com muitas regras. Geralmente, as pessoas se referem a algo burocrático de forma negativa, por conter muito detalhes vistos como desnecessários. Na contramão da burocracia está a adhocracia, um termo criado por Alvin Tofler que se tornou mais conhecido através do livro “Adhocracia – O Poder Para Mudar”, do autor Robert Waterman. Continue acompanhando e saiba mais a respeito do assunto.
 

O Que é Adhocracia?

 
Diferente da burocracia, a adhocracia é um modelo de gestão mais flexível e abrangente, que não faz referência aos princípios clássicos da administração. Dessa forma, os processos acontecem de uma forma mais natural e com maior liberdade. Além disso, as equipes são multidisciplinares e formadas para trabalhar em cada projeto temporariamente.
 
É um modelo inspirado nas equipes que atuavam em guerras, chamadas de força-tarefa, em que todos se reuniam em prol de um determinado objetivo. Nele, todos trabalham mantendo o foco em encontrar soluções para situações urgentes, por isso tudo é mais prático e não há rigidez nos processos, como acontece na burocracia.
 
Posso citar como exemplo a empresa PricewaterhouseCoopers, que é conhecida mundialmente por seus serviços de auditoria. Como conta com profissionais altamente capacitados e seus produtos passam por mudanças constantes, a adhocracia é o modelo de gestão adotado pela organização para conseguir acompanhar esse movimento e se manter competitiva no mercado.
 

Características da Adhocracia

 
• Ajustamento mútuo de inovação e criação das soluções dos problemas dos clientes.
 
• Concentração em um único esforço, ou seja, todos os especialistas podem ser reunir para trabalhar em um mesmo objetivo.
 
• Há uma descentralização do poder, já que o gestor não é o único a tomar decisões.
 
• Os profissionais têm maior liberdade para agir.
 
• Pode não ser um modelo de gestão eficiente para atividades comuns e que precisam de processos bem definidos.
 
• Tem um alto custo para ser colocada em prática.
 
• Dificuldade de manter a comunicação e definir funções dentro da empresa.
 
• A cultura é baseada no trabalho não burocrático.
 
• Os papéis não são claramente definidos.
 
A adhocracia oferece uma estrutura bastante interessante para a realidade em que estamos vivendo atualmente, em que as mudanças ocorrem a todo o momento. Com maior flexibilidade e autonomia, os funcionários conseguem se adaptar conforme as necessidades e, assim, a empresa se mantêm competitiva no mercado.
 

A Adhocracia e a Agilidade na Solução de Problemas

 
A adhocracia surgiu da necessidade que as organizações formais tinham de reconhecer, entender e resolver problemas de alta complexidade em ambientes turbulentos. O conceito foi criado para definir um sistema adequado a um mundo de rápidos avanços tecnológicos e de uma insatisfação da sociedade com a estrutura de autoridade em várias camadas, chamada de hierarquia.
 
Esse modelo de gestão tende a ser muito menos hierárquico do que outras estruturas formais por duas razões. Primeiro, porque o propósito da adhocracia é resolver problemas específicos, muitas vezes urgentes, que outros tipos de estrutura não conseguiram resolver. Uma organização que segue essa abordagem deve contar com especialistas técnicos altamente treinados, para que consigam trazer soluções rápidas e verdadeiramente eficazes. Em segundo lugar, os grupos de trabalho dentro de uma adhocracia não são fixos e são formados de acordo com as necessidades de cada situação.
 

Exemplos de Adhocracia

 
Exemplos de adhocracia incluem a maioria das organizações que trabalham por projeto. Entre as empresas do setor privado, as de tecnologia, em especial, enfrentam uma grande concorrência e, por isso, costumam ser organizadas como adhocracias. A sobrevivência dessas companhias depende do sucesso dos tomadores de decisão para prever quais mudanças nas condições de mercado realmente importam e que tecnologias e estratégias precisam ser desenvolvidas para responder de forma rápida e eficaz.
 
Ocasionalmente, entre as grandes organizações multidivisionais, uma ou mais unidades podem ser constituídas como adhocracias, enquanto as outras, que realizam tarefas mais rotineiras, permanecem seguindo um padrão hierárquico. Dessa forma, cada unidade pode trabalhar seguindo a abordagem que melhor se encaixa com a sua forma de atividade.
 
A adhocracia não é um modelo comum no setor público, que é uma área bastante conhecida por ser altamente burocrática. Um bom exemplo disso é o procedimento necessário para abrir uma empresa no Brasil, que é cercado de documentos e processos que precisam ser realizados. A seguir falarei um pouco sobre a burocracia e suas principais características.
 

Burocracia: O Oposto de Adhocracia

 
Para finalizar, é importante conhecer melhor o conceito de burocracia, a fim de entender melhor a oposição em relação à adhocracia. Trata-se de uma forma de organizar administrativamente um grande número de pessoas que precisam trabalhar juntas. Organizações do setor público e privado, incluindo universidades e governos, dependem de burocracias para funcionar.
 
O termo burocracia significa, literalmente, regra de mesas ou escritórios, uma definição que destaca o caráter, muitas vezes, impessoal das burocracias. Mesmo que essa abordagem, por vezes, pareça ineficiente, ela ajuda a garantir que diversas pessoas trabalhem em conjunto de maneira compatível com a definição de cada papel dentro de uma hierarquia.
 
Não há como dizer qual é o melhor modelo de gestão, pois cada um funciona de forma mais eficaz para um tipo de empresa. Aproveite e deixe seu comentário contando qual é o método adotado pelo seu negócio.