Conheça o conceito denominado Design Thinking

Conheça o conceito denominado Design Thinking

Perante todas as mudanças de comportamento do consumidor, de crises econômicas e da necessidade de criação de oportunidades em meio ao caos, às vezes, algumas empresas ficam sem uma perspectiva clara de como melhorar as coisas. Por isso, uma boa ideia é desenvolver o Design Thinking dentro do seu negócio: que é uma forma inovadora de executar suas funções no mercado.
 

Mas o que é o Design Thinking?

 
No dia a dia de todo empresário, aprender a fazer mais e melhor, em menos tempo, é realmente necessário e também um grande desafio. A ideia errada de que uma empresa deve evitar riscos transforma toda e qualquer forma de evoluir extremamente limitada, afinal, a ousadia está no DNA do empreendedor e, é importante que tome decisões assertivas no que tange suas finanças, inovações, gestão e administração. A consequência direta do engessamento empresarial é a queda do desempenho, da qualidade e o aumento do “fazer por fazer”. Os pensamentos se limitam a uma sequência que “dá certo” e a inovação sempre fica em segundo plano.
 
Já quando a abordagem do Design Thinking é implementada, a empresa tem a possibilidade de sair do lugar comum, mudar a forma de atuação, testar coisas novas e agir de forma mais criativa para resolver seus problemas atuais. Basicamente, o conceito sugere que soluções devem ser criadas de maneira colaborativa e que devem ter participação de todos. Na prática, deve-se pensar em todas as etapas e, em todos que estão envolvidos de forma a visualizar esses colaboradores como instrumentos importantes e essenciais nos processos, ao invés de somente considerar o cliente final como o impulsionador do sucesso do negócio.
 
Essa ideia mostra que cada problema tem uma forma de ser resolvido e, que isso vai depender do modo como cada empresa atua; do seu segmento e também do perfil dos profissionais que fazem parte do negócio. Portanto, a premissa é usar o conhecimento que cada uma dessas pessoas tem para criar soluções mais assertivas para os desafios apresentados. Tudo nesse conceito depende do fator humano, pois o Design Thinking busca transformar a organização por meio do que seu capital humano tem a oferecer.
 

Passo a passo para começar a implementar o Design Thinking

 
Agora que você entendeu do que se consiste essa ideia, é hora de colocá-la em prática. Para isso, alguns passos são bem importantes para que nenhuma variável passe de vista e que todo o problema tenha completo entendimento antes de se partir para a resolução:
 
● Visualizar as possíveis oportunidades: para chegar a esse ponto, a empresa deve ser muito segura do que ela preza e quer no mercado. Sabendo bem que ela tem a oferecer, o negócio pode identificar onde pode mudar e se tornar cada vez melhor;
 
● Prezar pela inovação: a ideia é nunca retroceder, mas sim, sempre seguir em frente em busca do que pode ser inovado, melhorado, da mudança de comportamento e do desengessamento dos processos.
 
● Desenvolvendo a solução: não somente no formato físico, mas aqui se vislumbra como a solução criada vai performar dentro de cada ambiente.
 
● Testagem: depois de desenvolver tudo que diz respeito a sua ideia, é hora de testar o que foi planejado e colocar esta solução em prática.
 

O desenho como fonte de inspiração

 
Assim como o nome orienta, essa é uma tática de resolução de problemas muito criativa e que é aplicável na construção de novos produtos também sendo o desenho o grande aliado dessa etapa. Quando se quer sair da zona de conforto do pensamento, o Design Thinking ajuda a expandir a capacidade de resolver um obstáculo, clareando as ideias.
 
Pensando nisso, é possível dividir, também, esse conceito em práticas passíveis de aplicação no momento da construção deste produto:
 
● Com insights, é possível refletir e analisar um comportamento e o que limita ele. Junto de uma boa dose de empatia, onde colaboradores podem ajudar a resolver o problema usando o ponto de vista deles, a perspectiva sobre a questão pode atingir outros níveis e ajudar a trazer soluções muito inspiradoras;
 
● Prototipando se consegue pegar, tocar, virar, testar observar e entender melhor a forma que o produto pode vir a ter e como ele vai funcionar;
 

Design Thinking como um exercício de análise

 
Muitas equipes e times podem usar o Design Thinking para ajudá-los a desenvolver análises e observações mais pontuais de seus problemas. Por exemplo, um núcleo estratégico da empresa pode usar o conceito para identificar padrões e erros passados para que não sejam repetidos no futuro. Já em relação ao grupo de vendas, por meio deste método fica mais fácil se colocar no lugar do consumidor na hora da venda e do pós-venda. Sem falar nas técnicas de brainstorm que podem ser mais bem desenvolvidas com perguntas que elevem a troca de ideias e resultem em inovações.
 

Solucionando problemas de forma positiva

 
Ao aplicar as técnicas do Design Thinking em seu negócio tem a possibilidade de expandir sua atuação e também de aumentar ainda mais a participação da equipe na construção dos resultados. Os objetivos tendem a ficar mais claros e as metas se tornam mais, melhorando seu processo de execução. Com um pensamento sistêmico, treinado para identificar onde se pode atuar de forma mais produtiva e melhor, seus profissionais também poderão usar este exercício para transformar suas relações de trabalho e impulsionar os resultados.
 
Interessante este método Design Thinking, não é mesmo? Comente e compartilhe este conteúdo em suas redes sociais com seus amigos empreendedores e acompanhe também meu canal no Youtube.