Dicas para montar uma loja de Móveis usados

Dicas para montar uma loja de Móveis usados

Investir na abertura de uma loja de móveis usados pode ser uma excelente estratégia para quem deseja empreender. A busca por produtos de segunda mão cresceu mais de 200% nos últimos cinco anos devido ao movimento que promove a sustentabilidade, isto é, o reuso como uma forma de reduzir o impacto da superprodução. Além disso, o preço mais em conta de móveis também é muito bem-vindo num momento em que a economia está saindo de uma crise.

7 Dicas de como montar uma loja de móveis usados e se dar bem no mercado

Para quem gosta da ideia de contribuir para a sustentabilidade e ainda ter em mãos um negócio com grandes chances de prosperidade listei dicas de como montar uma loja de móveis usados, continue lendo.

1 – Defina seu público-alvo

Certamente esse é o primeiro passo para dar início a qualquer tipo de empreendimento, é fundamental saber para quem se deseja vender. Uma loja de móveis usados pode ser voltada para diferentes perfis, por exemplo, pode ter produtos que não prezam tanto pelo visual, mas têm preço mais competitivo para quem está indo morar sozinho e não tem tanto orçamento.

Também é possível ter uma loja que valoriza uma garimpagem mais rigorosa dos artigos oferecendo móveis que mesmo usados têm grande valor decorativo. É mais ou menos como acontece com os brechós, alguns têm peças mais baratas enquanto outros prezam por uma seleção vintage, que tem maior valor agregado, mas ainda mais barato que nas lojas de produtos novos.

2 – Escolha o ponto comercial com atenção

Comece pensando em que região da sua cidade é mais comum encontrar lojas de móveis usados, geralmente há um ponto em que estão concentradas lojas de artigos de reuso incluindo brechós. Não significa que é necessário abrir a sua loja nessa região, porém, é interessante encontrar um local que seja parte do caminho ou de fácil acesso para o seu público-alvo.

3 – Transporte dos móveis

Ao abrir uma loja de móveis usados é necessário que o empreendedor tenha decidido se irá oferecer um serviço de entrega ou se ficará a cargo dos clientes retirarem o item da loja. Dependendo do tipo de móveis com que se trabalha pode ser conveniente oferecer a logística de entrega ou a indicação de um parceiro para fazer o transporte em segurança e com comodidade. Se optar pela retirada da peça pelo cliente precisará oferecer um preço mais em conta e ter um estacionamento em que as pessoas possam parar.

4 – Estrutura necessária para a sua loja

De maneira geral o recomendado para uma loja de móveis usados é ter pelo menos 100 metros quadrados. A área pode ser dividida em salão de exposição dos móveis, escritório para atendimento dos clientes assim como uma sala em que sejam realizados reparos das peças que eventualmente tenham defeitos. Embora a sua loja ofereça itens usados é essencial que tenha cuidado com a aparência e bem-estar dos móveis. Seus clientes esperam e merecem levar para casa peças em perfeitas condições.

5 – Seleção dos produtos

Geralmente as lojas de móveis usados recebem interessados em vender ou trocar peças que têm em casa. É importante estipular que algum membro da equipe, que pode ser o próprio empreendedor, ficará com a responsabilidade de selecionar o que será aceito e o que não. As peças precisam passar por um rigoroso sistema de avaliação para que seja mantido um padrão de qualidade.

Também é fundamental ter bons fornecedores, intermediários que tornem mais fácil encontrar as peças mais procuradas na loja. A sua loja pode ainda oferecer linhas de produtos para consertos de móveis usados como tintas específicas, vernizes e ferramentas. Se contar com um profissional especializado nesse tipo de serviço pode até oferecer como um extra para aumentar o lucro da loja.

6 – Equipe bem treinada

O segredo do sucesso das vendas de uma loja, independente do segmento em que atua, é ter bons e apaixonados vendedores. Os profissionais devem estar preparados para oferecer um atendimento qualificado para os clientes. Algumas pessoas chegam a uma loja de móveis pensando em levar uma mesinha de centro e acabam percebendo que também precisam de uma mesa de jantar e até de um armário para a louça. A arte de conversar e apresentar as peças considerando o seu histórico e o processo de reparo pelo qual passaram é fundamental para fechar vendas.

7 – Orçamento para investimento

Se você está considerando seriamente realizar esse investimento fica a dica de ter um bom capital para o início das operações da sua loja. Os especialistas argumentam que o investimento inicial para uma loja de porte médio é de R$ 30 mil sendo que desse valor cerca de R$ 20 mil se refere a formação de estoque. Faça um bom estudo de mercado e analise as possibilidades para entrar com o pé direito.

Gostou dessas 7 dicas de como montar uma loja de móveis usados e alcançar o sucesso? Compartilhe em suas redes sociais! 

Copyright:1126668716 – https://www.shutterstock.com/pt/g/jackf