Veja como organizar as vitrines para vender mais

Veja como organizar as vitrines para vender mais

As vitrines são uma forma bastante antiga de atrair clientes para um comércio. Elas foram criadas na Roma antiga pelos comerciantes que colocavam suas mercadorias nas janelas como uma forma de chamar a atenção dos compradores. O desafio, tanto naquela época quanto atualmente, é apresentar os produtos de forma que as pessoas que passem pelo local se sintam atraídas e resolvam entrar.
 
Não são apenas as lojas que podem ter vitrines, empresas que oferecem serviços também podem contar com uma parte da fachada para expor algo relacionado ao seu trabalho e, assim, chamar a atenção de quem passar por elas. Uma cafeteria, por exemplo, pode expor em sua vitrine os cafés especiais que são servidos, réplicas de tortas e bolos, etc.
 
A seguir, darei cinco dicas para que você monte vitrines atrativas para vender muito mais.
 

1 – Pense no Público Que Pretende Atingir

 
Uma vitrine deve ser muito bem pensada, pois, em ruas em que as pessoas passam a pé, ela tem cerca de 2,5 segundos para chamar a atenção. Por isso, se ela for desinteressante dificilmente irá atrair algum interessado. Muitos proprietários de lojas não dão toda a importância que a vitrine tem e acabam perdendo a oportunidade de se destacar e vender mais.
 
Se você tem o costume de apenas dispor algumas peças para serem exibidas, comece a repensar essa atitude. Pesquise sobre o seu público-alvo, suas preferências e também as tendências atuais do mercado. Depois de pronta, saia para o lado de fora e analise o resultado como se fosse um consumidor. Você sente vontade de entrar? Se a resposta for sim, então é sinal de que fez um ótimo trabalho.
 

2 – Renove a Vitrine Regularmente

 
Não é porque criou uma vitrine atraente que poderá deixá-la intacta por um longo período de tempo. É fundamental que ela seja renovada regularmente porque logo perderá seu efeito, já que as pessoas irão olhar algo que já viram e o que não é novidade não chama a atenção.
 
Especialistas em visual merchandising afirmam que uma mesma vitrine deve permanecer apenas por cerca de duas semanas. Mesmo nos casos de períodos que antecedem datas comemorativas, como dia das mães e natal, é importante manter o tema, mas renovar a forma como ele é representado.
 

3 – Crie um Ponto Focal Para a Vitrine

 
Por mais que a vitrine tenha um contexto, e é importante que tenha e conte uma história visual para as pessoas, sempre há algum produto que será o centro das atenções. É necessário que ele tenha destaque e fique localizado na altura dos olhos dos clientes que passarem pela rua. Outra forma de destacar ainda mais o ponto desejado é utilizando técnicas de iluminação.
 
Essa é uma forma interessante de promover aquele que é o carro-chefe do estabelecimento, um lançamento especial ou, até mesmo, uma promoção. Utilize esse recurso para atrair a atenção dos clientes para algo que você queira vender mais.
 

4 – Vitrines Temáticas

 
As vitrines com um tema específico são um recurso muito utilizado, principalmente em datas comemorativas, e é algo bastante válido. Entretanto, existem alguns cuidados que devem ser tomados, como evitar que os adereços acabem chamando mais a atenção do que os produtos propriamente ditos.
 
Usar acessórios para envolver o cliente no tema da vitrine é muito interessante, mas desde que eles sejam itens coadjuvantes e que o que você quer vender tenha sempre destaque. A menos que você tenha uma loja de decoração, prefira os enfeites menores, que passem a ideia do tema, mas sem dominar o espaço.
 
No caso das vitrines com temas de datas comemorativas, é muito importante estar atento ao calendário. O ideal é criar um planejamento de temas a cada 3 ou 6 meses para não perder nenhuma data e ter tempo hábil para planejar todos os detalhes.
 

5 – Crie uma Relação Entre os Produtos Expostos

 
Dispor peças sem relacioná-las dificilmente fará com que a sua vitrine chame a atenção dos consumidores. Independente do seu segmento, é possível criar um contexto para expor os produtos. Uma loja de roupas, por exemplo, pode montar combinações, assim como as que vendem móveis podem criar ambientes. Isso faz com que o cliente visualize melhor cada produto e, talvez, até se interesse por mais de um deles.
 
Criar uma relação utilizando várias peças da sua loja faz com que os produtos sejam mais valorizados. Muitas vezes, uma peça sozinha não é capaz de chamar a atenção, mas, quando combinada com outra, ela ganha destaque e se torna muito mais atrativa.
 

Vitrine: Uma Parte Importante de Um Comércio

 
Como se pode ver, a vitrine é muito mais do que apenas uma parte qualquer de um comércio, é também uma forma de divulgar e atrair pessoas para o seu negócio. Sua importância é tão grande que já existem cursos para aprender a montar vitrines mais eficazes, além de agências que oferecem esse tipo de serviço.
 
Sempre que for montar uma vitrine, tenha em mente três conceitos básicos, que são harmonia, criatividade e equilíbrio. Crie exposições com cores e elementos que combinem entre si, sem exageros e de uma forma inovadora, que prenda a atenção do cliente e faça com que ele sinta vontade de entrar para conhecer melhor aquele local.
 
Que técnicas você utiliza para criar as vitrines da sua loja? Compartilhe comigo nos comentários.