Produção enxuta - Aprenda realizar em sua empresa

Produção enxuta - Aprenda realizar em sua empresa

Empresas que estão em busca de produção sem desperdício inevitavelmente esbarram no conceito de produção enxuta, que consiste em não exceder a demanda gerada pelo mercado. Esse sistema de gestão da produção com inteligência e eficiência pode ser conhecido por alguns nomes específicos como Lean Manufacturing, TPS (Toyota Production System – Sistema Toyota de Produção), HP (Produção com Inventário Zero), entre outros.
 

O Que é Produção Enxuta?

 
Dentro da área de gestão de produção, a produção enxuta se caracteriza, basicamente, como uma forma de evitar desperdícios e acumulo de itens em estoque. Também é um conceito que sugere a busca incessante pela melhoria contínua. O conceito que se tornou famoso através da Toyota diz que a empresa deve entregar o que o cliente quer, na quantidade que ele quer e no tempo previsto por ele.
 
Para se chegar a esse nível de assertividade é essencial que a empresa realize um trabalho de conhecimento tanto do seu público-alvo como da sua linha de produção. Somente a maturidade de saber o que se está produzindo para quem se está produzindo é que permite ter os melhores resultados.
 

Dicas Para Introduzir a Produção Enxuta na Sua Empresa

 

1 – Flexibilidade

 
O grande segredo da produção enxuta está em adaptar a linha de produção para que seja possível aumentar ou reduzir a quantidade de itens fabricados sem que isso altere demasiadamente os custos da empresa. Foi isso o que a Toyota, empresa que deu origem ao conceito, fez a partir da década de 1950, quando se viu tendo que competir com as gigantes norte-americanas mesmo estando no Japão arrasado pela Segunda Guerra Mundial.
 
Essa flexibilidade é possível através do que se conhece na gestão da produção como “produção puxada”, que se caracteriza por produzir sem levar em consideração os planejamentos de venda. Os operadores de produção determinam que está na hora de produzir uma determinada peça quando a quantidade da mesma atinge um volume crítico de maneira que não se tem estoque encalhado.
 

2 – Kaizen (Melhoria Contínua)

 
Uma linha de produção que se propõe a ser puxada não pode recair sempre nos mesmos problemas. Dessa forma, um conceito fundamental de aplicar é o de Kaizen, que significa melhoria contínua. Combina com a posição tomada pelo Japão diante do desafio de se reerguer depois de ser arrasado pelas bombas lançadas pelos Estados Unidos em 1945, se é para fazer, então é melhor fazer bem feito.
 
Todos os problemas que se apresentam na linha de produção devem ser resolvidos completamente sem jamais apostar em medidas paliativas. Um problema resolvido por hora não é um problema resolvido de verdade. Investir em processos que tornem o trabalho constantemente mais inteligente e ágil é o diferencial para se ter uma produção enxuta.
 

3 – Padronização

 
A rapidez que o sistema de produção enxuta exige da empresa somente é possível por meio de um trabalho sério e dedicado de padronização dos processos. Isso significa estudar e estabelecer as melhores maneiras de realizar todas as tarefas que implicam os resultados necessários. A partir do momento em que existe um padrão a ser seguido, todos os funcionários, desde os líderes até a equipe de produção, sabem como e quando agir. Este sistema de gestão da produção não é para amadores.
 

4 – Investir na Qualificação dos Funcionários

 
Para que qualquer sistema de gestão da produção funcione efetivamente é essencial contar com profissionais preparados para assumir a frente sempre que necessário. Dessa forma, a empresa deve investir em treinar os funcionários para que eles saibam tomar decisões rápidas que não desviem o foco da produção puxada e nem prejudiquem a qualidade.
 
A produção enxuta diz respeito a produzir na quantidade certa e com a qualidade que irá fidelizar o consumidor. O reconhecimento do esforço dos colaboradores para chegar ao padrão de qualidade exigido é fundamental. A empresa deve manter uma política de avaliação e recompensa pelos melhores resultados, bem como pela evolução. Lembre-se de que o capital humano é o mais importante de uma empresa.
 

5 – Avaliação Contínua do Trabalho

 
A criadora do método de produto enxuta, a Toyota, está sempre em busca de entender melhor esse processo. Se até a empresa desenvolvedora do método reconhece que não sabe tudo sobre ele, as demais empresas que seguem o modelo precisam se dedicar a mensurar os resultados obtidos visando encontrar em que ponto poderão melhorar os seus processos.
 
Lembra que eu disse que a produção enxuta exige a melhoria contínua? Isso vai muito além de investir na introdução da política dos 5S na empresa. Trata-se de estabelecer métodos de avaliação quantitativos e qualitativos que exponham o quanto se está ganhando ou perdendo com a produção. Com o passar do tempo a empresa começará a antecipar soluções e evitar os problemas.
 
Gostou de conhecer mais sobre o conceito de produção enxuta? Acredita que é possível adaptá-la a sua empresa? Deixe seu comentário abaixo!