Saiba do que se trata o problema antes de tomar a decisão

Saiba do que se trata o problema antes de tomar a decisão

Os empreendedores não devem subestimar o poder que uma decisão, por menor que seja, pode ter a longo prazo e por isso estar por dentro do problema é fundamental, somente assim se tem uma dimensão real do que se está enfrentando. Ao olhar para todos os pontos que formam a questão é possível inclusive pensar em soluções mais criativas e completas.

Dicas de como estar por dentro do problema antes de tomar decisões

Por mais lógico que pareça nem todo mundo pensa sobre a relevância de estar a par de todas as pequenas questões que formam uma problemática para seu empreendimento. Quando sabemos exatamente com o que estamos lidando pode ser mais complicado desenhar um plano de ação que seja eficaz na resolução. Pensando nisso listei dicas de como é possível estar a par das questões que se mostram difíceis de solucionar no dia a dia do seu negócio.

– Tenha uma boa comunicação com seus colaboradores

Quem melhor do que as pessoas que estão vivenciando o problema cotidianamente para te dar um feedback? Os gestores devem criar ao seu redor um ambiente em que os membros de equipes se sintam a vontade para debater as questões com que sentem mais dificuldade no dia a dia do trabalho. Se o ambiente se torna muito rígido pode passar a ideia de que os erros serão punidos intimidando essa conversa que pode ser muito reveladora.

– Tenha acesso a dados atualizados

Além de contar com o feedback dos colaboradores é necessário ter em mãos dados completos com as informações que fazem com que o empreendimento se mantenha operacional. Conhecer cada pequeno detalhe numérico e qualitativo da sua organização contribui para que se tenha uma base mais ampla de conhecimentos para tomar decisões. Saber é a melhor ferramenta para escolher o caminho mais assertivo.

– Tenha um tempo de ponderação

Tomar decisões em momentos intempestivos pode significar seguir por caminhos que não são muito positivos para a sua companhia. Por isso é essencial estabelecer um tempo de ponderação em que você irá refletir sobre as variáveis que tem em mãos e as possíveis decisões. Faça uma projeção em que cada eventual cenário seja considerado de maneira a determinar qual a melhor escolha para a sua empresa a curto, médio e longo prazo.

– Análise decisões passadas

As escolhas que você já fez podem se tornar guias para as suas novas decisões, isso porque é possível avaliar o que deu certo e o que não deu. Faça uma análise considerando as decisões semelhantes pensando no que deu certo e no que deu errado. Isso te dará um tipo de validação que permitirá que as suas decisões sejam ratificadas e tenham mais possibilidades de ser validadas.

– Saiba reconhecer eventuais erros

Todo e qualquer empreendedor já errou ou vai errar em alguma instância, estar ciente disso é o primeiro passo para trabalhar com mais tranquilidade. O segredo para que até mesmo os erros se tornem algo positivo é usá-los como aprendizado. Valorize o que você aprendeu com seus erros e não deixe que as situações se repitam. Quem erra aprende o que não deve fazer, o mais importante é não deixar que isso te abale.

Após tomar as decisões

Decisões que são tomadas por empreendedores que estão por dentro do problema têm muito mais chances de sucesso, porém, é importante que se adote uma postura que transita segurança para os seus colaboradores, afinal são eles que irão executar as ações planejadas. Continue lendo e confira as dicas que listei a seguir.

– Comunique as decisões com assertividade

A comunicação é um dos grandes problemas para muitas empresas, os gestores precisam ter um diálogo mais claro e completo com seus colaboradores. Os membros das equipes devem estar cientes e a par de tudo que foi decidido pela alta administração. Mais do que dizer quais são as ações que devem ser realizadas é essencial comunicar quais são os objetivos de maneira a envolver os funcionários na busca por essa meta.

– Faça a mensuração das decisões

Para que você possa realizar aquele passo que citei anteriormente de considerar as decisões semelhantes que já foram tomadas é importante fazer uma mensuração das ações realizadas identificando o que está dando certo e o que não. Essa avaliação tem seu papel também para entender o que funciona com a sua equipe e o que não. Cada empresa é diferente e tem suas próprias peculiaridades.

– Tenha um plano B

Ter um plano B não significa que você não confia no seu plano A somente que está preparado para as viradas que o mercado pode dar e tem como resolver se algo sair do controle. O seu segundo plano deve ser fácil de adaptar a partir do primeiro e não demandar grande esforço de execução para que possa ser acionado a qualquer instante.

Gostou de saber mais sobre como tomar boas decisões? Compartilhe em suas redes sociais!

 

Copyright: 729629248 – https://www.shutterstock.com/pt/g/ra2studio