Preço de venda - Saiba como definir

Preço de venda - Saiba como definir

Quando iniciei o meu próprio negócio, em sociedade com meu pai, nosso principal desejo e objetivo era compartilhar conhecimento, fazer com que as pessoas se conhecessem melhor, encontrassem suas potencialidades e os mecanismos necessários para realizarem seus sonhos. Assim, criamos o Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, a maior e melhor escola de Coaching do país.
 
Hoje, tendo ainda tudo isso como missão, alcançamos números extraordinários e continuamos seguindo em frente, conquistando cada vez mais seguidores em nossa trajetória. Mas no início nem tudo foi tão simples e fácil assim, principalmente quando chegamos no momento de definir qual seriam os valores que cobraríamos pelos produtos e serviços que escolhemos oferecer em nossa empresa.
 
Foram muitas horas de conversa, discussão e pesquisa, para que pudéssemos chegar a um valor que fosse, de fato, satisfatório, tanto para nós, enquanto empreendedores, quanto para nossos futuros clientes. Confesso que não foi uma das tarefas mais fáceis de serem executadas, entretanto ela é essencial, principalmente para quem está começando agora no meio empresarial.
 
Pensando nisso, hoje decidi compartilhar com você um pouco desta minha experiência e lhe dar dicas sobre como você vai trabalhar na formação de preço de seus produtos e serviços, para que eles sejam verdadeiramente estratégicos e atraiam ainda mais clientes para os seus negócios. Confira.
 

Etapas da formação de preços

 
Para iniciar este processo de precificação, é necessário analisar o cenário atual da empresa, no que se refere aos produtos e serviços que ela oferece. Assim, será possível chegar a valores que estejam de acordo com o mercado de atuação da organização, bem como com a realidade dos público a ser atingido.
 
Assim, se faz necessário cumprir algumas etapas, fundamentais para a formação de preço de venda. Veja quais são elas, a seguir:
 

Analisando o mercado

 
Não se engane, antes de colocar o preço que acha ser o mais justo pelos produtos e serviços que a sua empresa oferece, levando em consideração apenas o desejo de obter lucro com as vendas, é necessário fazer uma análise mercadológica, com o objetivo de entender de que forma a concorrência tem atuado, no que tange a questão de definição de preços.
 
Neste sentido, os valores praticados por seus concorrentes diretos, vão lhe dar um norte de como você deve agir no processo de definição de preços em sua empresa. É por meio desta comparação, que você terá, a princípio, as informações e os dados necessários para começar a precificar seus produtos.
 

Analisando os custos

 
Enquanto empresários e empreendedores, eu e você sabemos que os custos são essenciais na hora de definir os valores a serem praticados por nossas empresas. Se você ainda não tinha esse conhecimento, peço que preste bastante atenção no que vou lhe dizer a seguir.
 
Para saber como calcular o preço de venda, é preciso saber quais são os custos envolvidos diretamente em seus produtos e serviços. Ou seja, é importante analisar despesas como comissão de vendedores, que estão dentro dos gastos variáveis, bem como os gastos fixos relacionados à sua mercadoria, como água, energia, aluguel, salários, e assim por diante.
 
Munido de todas estas informações financeiras, você consegue saber quanto vai precisar para cobrir estas despesas e quanto terá de lucro, para em seguida, ter uma noção do preço de venda que irá aplicar em seus produtos ou serviços.
 

Pensando no lucro

 
Neste processo, é preciso pensar também no retorno que você deseja obter sobre o investimento feito em cima de tudo o que envolve seus produtos e serviços. Assim, o seu lucro deve estar inserido no preço de venda do que você comercializa em sua empresa, para que, dessa maneira, você possa fazer reinvestir em novos negócios, para fazer a sua organização crescer ainda mais, não só financeiramente, mas também no mercado em que atua, diante de clientes e concorrentes.
 

Um cuidado!

 
Durante o processo de definição de valores de vendas de produtos e serviços de sua organização, principalmente na hora da análise mercadológica, em que você vai comparar-se com seus concorrentes, pode ser você acabe caindo na tentação de colocar os seus preços bem abaixo dos praticados no mercado, visando conquistar mais clientes.
 
Cuidado ao utilizar esta estratégia, pois você pode estar se enganando e se prejudicando também. Acontece que nem sempre preço baixo é sinônimo de clientes sempre batendo à sua porta, para consumir seus produtos. Diante disso, é melhor que você opte por oferecer outros tipos de atributos, que atraiam ainda mais consumidores, como qualidade, comodidade, uma boa experiência, entre muitos outros.
 
Apesar de ser algo que gera bastante dúvidas na cabeça de empresários e empreendedores, a formação de preços não é algo tão complicado de se executar. É necessários apenas que haja bastante dedicação, comprometimento, pesquisa e estudos, para que se chegue a um denominador comum, que lhe traga lucros e também clientes para os seus negócios.
 
Gostou deste conteúdo? Ele esclareceu suas dúvidas? Então continue acompanhando minhas sacadas empreendedoras, por aqui, em minhas redes sociais e também em meu canal no YouTube.