Gestão da Qualidade - Dicas

Gestão da Qualidade - Dicas

O conceito de Gestão da Qualidade Total (GQT) nasceu num momento em que a competitividade acirrada entre as organizações fez com que elas voltassem à busca pela qualidade para horizontes mais amplos do que a linha de produção. As empresas perceberam que deviam otimizar seus processos e garantir a real satisfação do cliente. Destacar-se num cenário que impõe tantos desafios implica realizar cada mínimo processo com excelência.

O que é a Gestão da Qualidade Total?

O conceito de Gestão da Qualidade Total se baseia em gerir os processos da companhia objetivando satisfazer o cliente a longo prazo. Consiste num programa de melhorias que abrange todos os processos e todos os públicos envolvidos incluindo os colaboradores, fornecedores, parceiros e claro os clientes.

A busca pela excelência é o norte de um programa de qualidade total, estratégias são desenvolvidas antes que se dê início à produção para que cada engrenagem do sistema funcione corretamente. Ressalto que esse tipo de programa também funciona como uma institucionalização de valores éticos e morais da organização.

Origem do conceito de Gestão da Qualidade Total

Apesar do termo ter sido mais difundido nas últimas décadas não é tão jovem assim, data do período pós-guerra e foi criado no Japão. O país passou por inúmeras e significativas perdas após as duas grandes guerras do século passado e para reverter esse quadro passou a utilizar o conceito de Gestão da Qualidade Total.

Uma das principais mudanças foi o desenvolvimento e adoção do chamado Toyotismo em contraposição ao Fordismo. O último se preocupava apenas com a produção em massa enquanto que o primeiro visava pensar estrategicamente para eliminar os desperdícios e com isso utilizar melhor os recursos corporativos.

A partir do momento em que a atividade industrial cresceu em ampla escala os consumidores passaram a ter acesso a mais variedade e assim se tornaram mais exigentes. A Toyota se tornou a líder do mercado que antes era dominado pela Ford demonstrando que assertividade do uso de recursos e foco na qualidade realmente fazia diferença.

Principais características do programa de Gestão da Qualidade Total

Obviamente que ao longo das décadas o conceito de Gestão da Qualidade Total evoluiu bastante tornando-se então um programa com maior complexidade e que possui padrões e métodos de controle bastante rígidos. Abaixo apresento as principais características desse programa.

– Cliente: o foco deve estar em atender as suas qualidades.

– Equipe: a companhia deve desenvolver a ideia de trabalho em equipe em todas as suas esferas.

– Dados: para que uma decisão seja tomada deve estar baseada em dados concretos e fatos.

– Compartilhamento de informações: os setores da organização precisam conversar e trocar informações entre si com o máximo de transparência.

– Liderança participativa: é essencial para o sucesso dos processos que haja lideranças participativas vindas de todos os níveis hierárquicos.

– Redução de erros: os problemas devem ser analisados para que se possa chegar a soluções pertinentes eliminando os erros.

– Valor humano: o capital humano da companhia é o seu principal bem e deve ser visto dessa forma para que seja possível fazer mais e melhor.

As seis dimensões básicas da Gestão da Qualidade Total

A seguir vou explicar quais são as seis dimensões básicas em que um programa de qualidade total pode ser dividido.

1 – Custo

Promove a comparação entre o custo para produzir e o custo final para que se tenha o melhor valor agregado possível mantendo um preço justo.

2 – Atendimento

Observa fatores como local, prazo e quantidade necessários para que uma demanda possa ser positivamente atendida.

3 – Moral

Tem relação com a motivação e a forma como os colaboradores são preparados para realizar o seu trabalho. Se os funcionários não são corretamente direcionados para produzir com efetivamente não realizarão suas tarefas com assertividade.

4 – Ética

Observa quais são os valores que dizem respeito ao processo de produção e como a companhia está inserida no mercado.

5 – Segurança

Preocupa-se tanto com a segurança dos colaboradores na produção quanto com a segurança dos clientes que irão utilizar os produtos.

6 – Qualidade intrínseca

Refere-se à capacidade que um produto tem de cumprir seu objetivo básico.

Como se implementa a Gestão da Qualidade Total?

Antes de dar início a implementação de um programa focado no aumento da tecnologia na companhia saiba que é crucial estar com os processos devidamente orientados para que o resultado final seja o melhor possível em termos de redução de desperdício e atendimento das demandas dos clientes.

Para conseguir estabelecer a Gestão da Qualidade Total dentro da sua empresa é importante ter uma equipe multidisciplinar para realizar a supervisão de cada uma das etapas bem como comprometer os gestores para atuar com foco na melhoria contínua de todos os processos. Devem ser estabelecidos objetivos e metas para que se chegue a um padrão de qualidade predeterminado. Os resultados da busca pelos indicadores estabelecidos devem ser monitorados constantemente.

Sua empresa tem trabalhado para estabelecer a gestão da qualidade total? Deixe seus comentários abaixo! 

Copyright:758269021 – https://www.shutterstock.com/pt/g/Mjilapong