Entenda o que é Lucro Operacional

Entenda o que é Lucro Operacional

O objetivo de toda empresa é ter lucros tangíveis e satisfatórios, mas não basta somente vislumbrar o valor arrecadado a cada venda e sim, a quantia que corresponde ao real lucro, sabia disso, empreendedor? Vou te apresentar aqui de uma forma bastante completa como entender qual o real ganho que o seu negócio vem tendo e como pode aumentar ainda mais o que você ganha a cada venda efetivada.
 

O que é o lucro operacional?

 
O lucro operacional refere-se ao valor ganho diretamente em todo o tipo de venda executado pela empresa. Não é o custo que o produto tem e nem a quantia que se ganha no processo, mas sim o que de fato sua empresa ganhou durante essa venda. Um número que é limpo, que significa o que o empreendedor tem de “extra”.
 

Como saber qual é esse valor?

 
Quando sua empresa tem uma linha de produção com fornecedores, estrutura e colaboradores, ela investe dinheiro para que tudo isso funcione, esse valor é o que o negócio gasta para manter o seu funcionamento, logo essa é a despesa da organização. No momento em que um de seus itens é vendido por um custo x, essa é a quantia significativa da receita operacional. Ou seja, é o preço que se ganha no todo.
 
Já o lucro bruto do produto é a diferença entre o valor que ele custou para ser produzido e o preço que ele foi vendido. Afinal, para produzir, estocar, transportar e vender existe um custo a ser pago para que o produto chegue às mãos do consumidor. Portanto, quando se fala em lucro bruto, na verdade, se representa o quanto ele traz ao empreendedor. Então se, por exemplo, a produção de uma vela custa R$2 e a venda dela foi de R$3,50, o lucro bruto desse item é de R$1,50. É a quantia que corresponde literalmente ao ganho de cada um dos produtos.
 
Agora, para entender o que é o lucro operacional, essa simples equação deve ser feita: o lucro bruto do produto – as despesas da operação toda + as receitas ganhas no fim do mês. Esse é o rendimento que sua empresa está ganhando, essa é a quantia que representa a rentabilidade do seu negócio, exatamente o valor que corresponde à operação de todo o empreendimento.
 
Quando se tem todos os valores que representam a sua empresa, desde os gastos até os investimentos, um relatório contábil é feito anualmente para analisar o desempenho financeiro da organização. Os indicadores que fazem parte dessa análise ajudam a mostrar por tudo que a empresa passou naquele período, tanto de investimentos como também de lucros brutos para que então, se entenda quais os próximos passos que podem ser dados dentro do negócio.
 
O DRE, o relatório de Demonstração de Resultados do Exercício, corresponde a uma das ferramentas mais importantes de toda empresa já que ali estão dados relevantes para serem tidos como base das próximas ações ou então mostrados em reuniões de apresentação de resultados para os acionistas, por exemplo. A partir dessas informações valiosas, os investidores podem entender em que patamar a sua empresa está e como ela pode evoluir ainda mais com a tão desejada ajuda deles.
 

O papel do lucro operacional no dia a dia da empresa

 
Quando se pensa em lucro, a imagem que vem à mente de qualquer empreendedor é do valor ganho no final da operação. Porém, quando se entende a diferença entre esses termos que representam situações diferentes: operacional e bruto; é possível compreender melhor que cada um representa uma parte importante dos valores de fato ganhos pela organização. Pensar somente no lucro bruto dá a falsa ilusão de que a empresa recebe valores muito acima dos que realmente fazem parte do cálculo e da sua realidade, isso porque ele faz jus ao produto em si, mas não à operação completa.
 
No momento em que se entende uma organização como um todo, incluindo suas despesas fixas com funcionários e estrutura de produção, por exemplo, o valor geral deve ser mensurado sempre pensando nas contas a pagar e no lucro que se quer adquirir. Não se lembrar desse importante detalhe pode causar prejuízos importantes, desentendimentos com colaboradores e também entre os sócios da empresa, afinal, todos querem ter a sua parte no final do mês.
 
Portanto, uma empresa que tem o orçamento saudável é aquela que apresenta valores positivos e que correspondem ao trabalho realizado naquele período. Quando não se tem como pagar as despesas, então aí está um problema muito grave de má administração ou de falta de planejamento financeiro. Não caia nesta armadilha e mantenha profissionais competentes ao seu lado para que toda e qualquer situação que mereça um alerta seja avisada com antecedência a fim de que se resolvam os problemas da melhor forma possível e de que sua empresa possa conquistar a lucratividade necessária para crescer, ir além e conquistar, a cada dia, novos e mais altos níveis.