É uma boa ideia investir em negócios em casa?

É uma boa ideia investir em negócios em casa?

Os negócios em casa cresceram consideravelmente durante o período mais crítico da crise econômica brasileira, pois representam uma oportunidade para que mais pessoas se dediquem a boas ideias mesmo sem ter uma grande estrutura física para o empreendimento. Engana-se, no entanto, quem pensa que trabalhar em casa é mais fácil, no decorrer dos dias o empreendedor pode acabar confundindo as suas demandas pessoais com as empresariais e se perder nas contas.

Quando é uma Boa Ideia Investir em Negócios em Casa?

Abrir a sua empresa em casa exige segurança em relação ao setor em que se pretende investir assim como disciplina para que o trabalho não acabe sendo atropelado pela rotina pessoal. Se numa situação em que a companhia tem um endereço próprio já tem muitos empresários se enrolando com a separação das contas pessoas e corporativas, imagine dentro de casa. A seguir vou apresentar pontos relevantes que devem ser ponderados para determinar quando é ou não um bom negócio investir num negócio em casa.

– Disciplina e rotina de trabalho

O perfil do empreendedor contribui significativamente para o sucesso de uma organização que funciona dentro de casa. Pessoas que não têm disciplina para realizar uma jornada mínima de horas por dia dificilmente conseguem se manter num mercado competitivo e com prazos tão apertados. Se você pretende ter um negócio home office para poder trabalhar de pijama deitado no sofá é melhor repensar a decisão.

Quem não tem um perfil muito disciplinado não precisa desanimar, afinal com algum esforço é possível desenvolver uma rotina corporativa. Para começar se deve determinar um horário de início e final da jornada, se por acaso houver atraso para o começo estenda o horário. É possível ter flexibilidade desde que isso não comprometa os resultados e nem o cumprimento dos prazos.

– Atenção ao horário comercial

Não é porque você decidiu trabalhar na sua companhia de madrugada que seus fornecedores e prestadores de serviço poderão atender nesses horários. Faça um planejamento para que os pedidos e contatos importantes para a sua organização sejam realizados dentro do horário de atendimento das outras empresas. Se achar que essa é uma tarefa complicada há duas opções, a primeira é contratar uma secretária remota que cuida dessa agenda sem precisar ir pessoalmente até a sede do seu negócio (sua casa) ou então abrir mão do trabalho home office.

– Tenha uma conversa com as pessoas que moram com você

Ao decidir abrir uma empresa em casa é essencial estabelecer limites para as pessoas que moram com você. Saiba que muita gente entende que quem trabalha em casa está o tempo todo disponível para realizar as mais variadas tarefas que tiram o foco do trabalho. Para que sua rotina de trabalho funcione converse deixando claro que enquanto estiver realizando atividades profissionais não irá parar por nenhum motivo.

– Estabeleça objetivos

Quem pensa que ao abrir seu próprio empreendimento não terá mais cobranças de ninguém está muito enganado, pois ainda terá que atender a clientes, sejam eles finais ou não. Para não se perder no meio de tantas obrigações a dica é aprender a estabelecer objetivos para si mesmo com períodos limite para a entrega de um ou outro projeto. Os empresários que escolher o home office como modelo de negócio precisam encontrar mecanismos para se tornarem mais produtivos, tenha certeza que nada é mais eficaz do que a sensação de bater metas.

– Controle financeiro

Um tópico decisivo para saber se abrir um negócio em casa é ou não para você, quem tem dificuldades para realizar controle financeiro deve buscar aperfeiçoamento nessa área ou então contar com a ajuda de um profissional ou até um familiar. Em primeiro lugar é essencial fazer a divisão entre contas pessoais e contas da empresa. Quando se está iniciando um empreendimento é importante começar com uma quantia de capital de giro.

O que se chama de capital de giro é o valor necessário para que a organização se mantenha operante. O ideal é ter a quantia de pelo menos seis meses de operacionalidade para entrar no mercado. Assim você evita colocar dinheiro pessoal para manter o negócio. O contrário também é muito importante, isto é, não utilizar dinheiro da companhia para pagar contas pessoais.

Avalie

Tendo lido o artigo até aqui certamente você identificou quais são os seus pontos fortes e os seus pontos fracos como empreendedor home office. A partir dessa avaliação você já sabe se conseguirá superar as dificuldades para ter uma empresa rentável e sustentável. Saiba que provavelmente muitas pessoas têm questões que precisam revisar antes de entrar no mercado, mas isso não quer dizer que com esforço para mudar suas características desfavoráveis não poderão ter sucesso. Então não desanime e trace seus objetivos para ser bem-sucedido no segmento em que decidiu atuar.

Para você os negócios em casa funcionam? Deixe seus comentários abaixo!

Conheça as melhores estratégias para seu negócio. Inscreva-se no meu canal. Inscreva-se agora!