Saiba mais sobre aplicações dos negócios sociais

Saiba mais sobre aplicações dos negócios sociais

Você é o tipo de empreendedor que deseja impactar positivamente o mundo? Então precisa conhecer o modelo dos negócios sociais que permitem tanto realizar uma atividade empresarial quanto resolver alguma questão social pertinente. É interessante compreender que há uma diferença significativa entre uma empresa que apoia uma causa social e um empreendimento cuja razão central de existir é resolver uma demanda que afeta a sociedade como um todo.

Entendendo o Que São Negócios Sociais


Antes de definir o que é um negócio social é necessário dizer o que ele não é, não se trata de um negócio convencional assim como não é uma ONG (Organização Não Governamental) sem fins lucrativos. Uma forma simples de definir é dizer que fica no meio-termo entre um e outro, a missão de uma companhia desse tipo é resolver uma demanda social.

As instituições beneficentes, por exemplo, sobrevivem a partir de doações, parcerias com o setor privado e/ou público entre outras ações de captação externa de recursos. Os negócios sociais, por sua vez, se valem de mecanismos e estratégias mercadológicas para fazer com que seus produtos obtenham sucesso tornando dessa forma a organização autossustentável e com alguma margem de lucro, definitivamente o meio termo entre uma atuação sem finalidade de lucro e uma organização tradicional.

Lucro de Negócios Sociais – Entendendo a Sua Aplicação


Até aqui expliquei o que é conceitualmente um negócio social, contudo, trata-se de uma nova modalidade de
gestão empresarial de maneira que ainda não estão plenamente definidas as suas delimitações e condições. Há de maneira geral duas possibilidades para esse modelo de negócio e a diferenciação entre eles vem do uso do lucro. O destino do lucro determina qual linha de pensamento o gestor segue.

Vertente Social Business


Um negócio social se caracteriza por ter como funções causar um impacto social positivo e gerar lucro ao mesmo tempo. A corrente de pensamento conhecida em inglês como Social Business tem como inspiração o ganhador do Nobel da Paz de 2006, o economista e banqueiro bengali Muhammad Yunus e se caracteriza por acreditar que todo o lucro deve ser reinvestido na companhia para que seu alcance possa ser ampliado. Nessa modalidade os acionistas da companhia têm a possibilidade de recuperar o que investiram, mas não recebem dividendos.

Vertente Social Enterprise


No Brasil essa vertente é conhecida como negócio de impacto social, ela é mais ampla que a anterior e tem como principal característica acreditar ser válido redistribuir os lucros entre os investidores. Mantendo o foco também na lucratividade essa corrente de pensamento dos negócios sociais permite atrair a atenção de mais indivíduos que podem colaborar para o crescimento da ideia e até mesmo para a geração de novos negócios.

Esse grupo tem recebido algumas críticas bastante ferrenhas em relação ao fato de que estariam usando o marketing das ações positivas com o simples objetivo de alavancar os seus lucros. Existe a discussão de até que ponto negócios sociais dentro dessa configuração conseguiriam realmente oferecer a parcela de desenvolvimento que a sociedade espera e demanda.

Quais São os Princípios Fundamentais de Negócios Sociais?


Independente de a que grupo a empresa em questão pertença os princípios básicos são os mesmos para que um empreendimento seja considerado social.

– Problema social


O objetivo central de um negócio dentro dessa definição é ter como objetivo resolver um problema social pertinente para a comunidade seja no setor de saúde, educação, tecnologia, mobilidade entre outros.

– Melhora da qualidade de vida


Uma empresa que nasce com o objetivo de remediar uma demanda social deve oferecer algum impacto de melhora de qualidade de vida para os indivíduos afetados pela questão que se deseja combater.

– Autossustentável financeiramente


Uma companhia com foco social deve ser autossustentável financeiramente, isso significa que ela não deve receber aportes externos e nem investimentos de terceiros.

– Lógica mercadológica


Algo muito interessante a respeito dos negócios sociais diz respeito a maneira como utilizam a lógica do mercado para resolver questões pertinentes da sociedade que os governos não estão remediando como deveriam.

– Impacto social pesa tanto quanto viabilidade econômica


Quando está elaborando o planejamento de um negócio como esse, o empreendedor social, leva em consideração com o mesmo peso o quanto o empreendimento é viável economicamente e o impacto positivo que ele oferecerá para a comunidade em que está inserido.

Esteja Preparado Para Investir em um Negócio Social


Para quem gostou da possibilidade de unir a gestão comercial de um negócio com o impacto positivo na resolução de demandas sociais deve estar preparado para enfrentar as dificuldades usuais do empreendedorismo e algumas específicas que são geradas pelo viés social.

No momento em que estiver fazendo o planejamento da sua empresa, foque não somente nas questões sociais, mas também nas potencialidades que esses cenários abrem. Lembre-se também que a alcunha de negócio social não pode ser o único motivo para que as pessoas adquiram os produtos da sua marca, é necessário que eles prezem pela qualidade e diferenciais.

Gostou de entender a lógica dos negócios sociais? Deixe seus comentários abaixo!

 

As melhores estratégias para seu negócio você encontra no meu canal. Inscreva-se agora!