Conheça o significado da palavra benchmarking e sua aplicação na empresa.

Conheça o significado da palavra benchmarking e sua aplicação na empresa.

No universo empresarial existem várias expressões, geralmente em inglês, e que muitos não sabem seu significado. Neste artigo vamos desvendar o que é benchmarking e te mostrar o quanto colocá-lo em prática pode trazer bons resultados para a sua empresa.
 

O Benchmarking

 
Benchmarking é uma avaliação comparativa de desempenho que uma empresa realiza analisando outra corporação. Durante o processo são avaliados as estratégias, práticas, produtos e serviços, a fim de entender o que pode ser melhorado, adaptado e renovado.
 
É importante ressaltar que o benchmarking não deve ser visto como copiar outra empresa, mas sim aprender com ela e adaptar as práticas positivas encontradas para a sua realidade. Sempre tendo em mente que não existe uma empresa que seja melhor em tudo.
 

Tipos de Benchmarking

 

Benchmarking Interno

 
No benchmarking interno são observadas as práticas dentro da própria empresa, seja em filiais ou em outros departamentos. Nesse caso a facilidade de informação torna o processo muito mais simples.
 
É importante tomar cuidado para não cair em armadilhas, como adotar práticas negativas e ultrapassadas que são utilizadas dentro da empresa. É preciso ter pensamento crítico para diferenciar o que vale a pena ser utilizado daquilo que precisa ser abolido da corporação.
 

Benchmarking Competitivo

 
Este é, talvez, um dos modelos mais enriquecedores de benchmarking, mas também um dos mais difíceis de serem realizados, pois envolve analisar, de forma minuciosa, a concorrência.
 
A dificuldade está no fato de que dificilmente uma empresa irá passar informações para ajudar o seu concorrente, mas também não é algo impossível. Para conseguir o que deseja, conte com a ajuda dos seus contatos e também de instituições especializadas em benchmarking.
 
Essas instituições atuam como mediadores de informações de empresas de um mesmo setor. Porém, essas informações são compartilhadas sem revelar sua origem. Funciona como uma troca de ideias.
 
Ao colocar o benchmarking competitivo em prática a organização deve buscar respostas para as seguintes questões:
 
• Até que ponto somos bons no que fazemos?
 
• Somos tão bons quanto os nossos concorrentes?
 
• Como podemos fazer melhor o nosso trabalho?
 

Benchmarking Funcional

 
Aqui, a análise pode ser realizada com uma empresa de qualquer segmento, pois o que é observado são os processos de trabalho. Dessa forma, fica muito mais fácil encontrar uma organização que aceite ser analisada, já que ela não precisa fazer parte da concorrência.
 
É importante deixar claro que uma simples visita a outra empresa não pode ser chamado de bechmarking. Para que realmente valha a pena é necessário fazer uma análise detalhada de vários aspectos para, então, saber quais práticas serão positivas para adotar na sua empresa.
 

Benchmarking com Cooperação

 
Neste modelo de benchmarking há uma troca de informações entre empresas e isso é algo extremamente válido e enriquecedor. É estabelecida uma parceria entre duas empresas, sejam elas do mesmo setor ou não, e uma tem a oportunidade de conhecer as práticas adotadas pela outra.
 
O benchmarking com coperação é bastante comum entre empresas do mesmo segmento quando cada uma tem pontos diferentes de excelência. Dessa forma, ambas poderão se beneficiar igualmente da experiência.
 

Não Copie, Adapte

 
Devemos sempre nos lembrar de que uma empresa é diferente da outra, cada uma tem sua visão, missão e valores. Portanto, não adianta simplesmente copiar ao pé da letra as práticas adotadas por outra empresa, por mais sucesso que ela tenha. Fazer isso seria o mesmo do que uma pessoa tentar copiar a personalidade de outra.
 
Para que o benchmarking seja realmente algo positivo e dê bons resultados é fundamental que as ideias e práticas analisadas sejam aprimoradas e adaptadas para a realidade da empresa.
 

Exemplo de Benchmarking

 
Um dos exemplos mais conhecidos de benchmarking foi o realizado pela empresa XEROX, conhecida até hoje pelas suas copiadoras. Nos anos 80, o presidente da empresa viu em um anúncio no jornal que havia um concorrente que estava comercializando máquinas com o mesmo desempenho que as suas por um valor menor do que o seu custo de fabricação. A concorrente em questão era a japonesa Cannon.
 
Então, ele enviou uma equipe para o Japão para analisar minuciosamente as máquinas, incluindo o processo de fabricação e o material utilizado. Ele pediu que encontrassem um referencial para que pudesse realizar uma comparação a fim de entender qual rumo a XEROX deveria seguir a partir daquele momento.
 
O resultado do benchmarking compatitivo foram metas de desempenho específicas observadas na Cannon e não palpites sobre o que deveria ser feito para recuperar o mercado. Com isso, a quantidade de falhas no processo de produção caiu drasticamente e houve uma redução de mais de 60% no tempo de fabricação dos equipamentos.
 

O Propósito do Benchmarking

 
O verdadeiro propósito de se realizar o benchmarking é buscar uma vantagem competitiva e que seja, ao mesmo tempo, sustentável a longo prazo. Para isso, é fundamental que a empresa se conheça, conheça os seus concorrentes e também as empresa líderes do mercado. Para conseguir isso, estude-os e aprenda com eles, adotando as melhores práticas adaptadas à realizade da sua organização.