Entenda mais sobre a Sazonalidade e descubra como a mesma pode interferir os seus resultados.

Entenda mais sobre a Sazonalidade e descubra como a mesma pode interferir os seus resultados.

Entender o que é sazonalidade e de que maneira ela pode interferir no desempenho da sua empresa é essencial para fazer uma gestão focada em metas reais nos diferentes momentos do ano. O aspecto da sazonalidade, quando reconhecido como um trunfo, pode ajudar a alavancar uma companhia, no entanto, quando não é bem trabalhada, pode ser responsável pela sua falência.

Saiba mais sobre gestão para pequenas e médias empresas! Inscreva-se no meu canal. Inscreva-se agora!

O Que é Sazonalidade?

No âmbito mercadológico, sazonalidade se refere a produtos ou serviços que apresentam aumento ou queda de demanda em diferentes períodos. Geralmente, se considera como período geral um ano em que em algumas épocas se atinge o pico de vendas e outras de estagnação.

As flutuações de vendas podem ter variadas origens como, por exemplo, mudanças climáticas, ocorrência de eventos específicos (como a Copa do Mundo ou Olimpíadas), datas comemorativas (como Dia dos Namorados, Dia das Mães e dos Pais), crises, entre outras.

Pensando a respeito da sazonalidade – compreendendo que ela não se refere apenas ao clima – percebemos que ela pode afetar quase todos os segmentos em determinadas condições próprias para tal. As flutuações de venda têm reflexo direto nos resultados financeiros da organização, positiva ou negativamente. Quando chega o momento da queda de vendas, é essencial estar preparado.

Como a Sazonalidade Pode Interferir nos Resultados da Sua Empresa

O primeiro passo que um empresário deve seguir a esse respeito é identificar a sazonalidade, entendendo amplamente quais são as suas causas. A partir do desenho desse panorama, é possível elaborar um planejamento em que se tenha uma estratégia para passar com tranquilidade pela fase de queda de vendas. Por exemplo, o seu negócio pode trabalhar com preços promocionais no momento mais frágil do ano ou mesmo desenvolver e lançar uma versão dos seus produtos mais adequada para aquele período.

Outro ponto relevante no planejamento de um negócio com produtos sazonais, é estar realmente preparado para a época de alta de vendas. Pode ser que empreendedores de primeira viagem sejam pegos de surpresa pela demanda elevada no período de auge, perdendo a possibilidade de faturar mais. Sendo assim, faça um estudo detalhado do mercado no período de alta, tendo mercadorias suficientes para vender o máximo que puder.

Planejamento é Resultado da Análise de Cada Momento

Para que fique mais claro qual é a dinâmica que rege as companhias sazonais, vou dar um exemplo. Imagine que a empresa X comercializa ventiladores e tem seu ponto alto de vendas durante o verão, em que o calor é intenso. Nos meses de inverno e outono, a demanda é reduzida, pois as pessoas não se lembram desse utensílio devido ao frio.

No entanto, os jornais estão anunciando que um fenômeno natural vai trazer os dias quentes mais cedo neste ano, indicando temperaturas elevadas muito antes do verão. O empresário dessa companhia de ventiladores pode aproveitar para intensificar a produção do item para estar preparado para o início mais cedo das vendas. Ao assumir esse posicionamento, ele está se adiantando em relação a alguns concorrentes, podendo aproveitar mais os resultados gerados. O aspecto da sazonalidade deve ser acompanhado de perto para que suas variações possam ser compreendidas.

Cronogramas São Essenciais

Planejar é essencial para aproveitar ao máximo o aumento das vendas e suportar a queda sem comprometer seu caixa. A base desse planejamento deve ser um cronograma elaborado com detalhamento de datas que identifiquem o início e o fim do auge das vendas, bem como em que momento a produção deve ser reduzida. No caso de quem optou por uma estratégia de campanhas promocionais com descontos para o período de baixa, também é relevante ter datas de início e término bem delimitadas.

Fique atento, ainda, à questão do equilíbrio financeiro da sua organização, isto é, dedique algum tempo a estudar a estratégia de resposta a sazonalidade para ter certeza de que ela será lucrativa e que não representará uma medida com mais despesas do que receita. Em alguns casos, pode ser mais interessante trabalhar com foco total na época de maior venda, permanecendo com resultados menos expressivos nos demais períodos.

Cuidado Com a Armadilha das Pequenas Sazonalidades

Ao longo desse artigo, me dediquei a falar a respeito de sazonalidades mais acentuadas e com duração mais longa, como a de variação climática, por exemplo. No entanto, existe, ainda, as chamadas pequenas sazonalidades, que são períodos curtíssimos em que se tem flutuação de vendas. A sexta-feira santa reduz significativamente a venda de carnes e o movimento em restaurantes com foco nessa proteína.

Observando essa situação, fica a pergunta de quanto é válido um restaurante focado em pratos com carne vermelha investir em alternativas com peixe para essa data. Se pensarmos que essa flutuação dura apenas um dia, talvez não seja interessante embarcar nela, pois pode acontecer de simplesmente entregar um resultado inferior pela falta de vocação para o trabalho com peixe. O resultado de um dia não é o bastante para tanto esforço.

A sazonalidade pode ter grande impacto para as empresas que não têm um planejamento adequado para atender a demanda do período de auge e se manter no período de queda.

Sazonalidade e assuntos relacionados você confere acessando o meu canal. Inscreva-se agora!