Conheça a Tabela CFOP

Conheça a Tabela CFOP

A tabela CFOP tem grande importância no dia a dia da fiscalização tributária de mercadorias ou de serviços de transporte. Os empreendedores devem conhecer mais a respeito desse código numérico de fiscalização e como utilizar a tabela com assertividade. Manter seu negócio alinhado com as questões tributárias é fundamental para evitar problemas no futuro.

O que a tabela CFOP?

O significado de CFOP é Código Fiscal de Operações e Prestações das entradas e saídas de mercadorias (válido para o âmbito intermunicipal e interestadual). Basicamente se trata de um código numérico cuja função é identificar a natureza da circulação de prestação de serviços de transportes e de mercadorias. Para facilitar essa verificação o governo utiliza uma tabela que contêm esses códigos.

Através dessa tabela é possível identificar se existe ou não a necessidade de que a operação em questão seja tributada. O código deverá constar em toda a documentação fiscal da sua companhia em casos de entradas e saídas de mercadorias, bens ou serviços. Sendo assim o código deverá estar em notas fiscais, livros fiscais entre outros documentos relacionados com a entrada ou saída de mercadorias.

Como utilizar a tabela CFOP

O código chamado de CFOP é formado por 4 dígitos e o primeiro deles se refere ao tipo de operação realizada. A seguir vou explicar quais são os tipos de códigos da tabela:

Códigos CFOP para entradas

Refere-se a entradas ou aquisições de serviços do Estado.

  • 2.000 – Esse código é usado para entradas ou aquisições de serviços de outros Estados.
  • 3.000 – Por fim esse código de entradas é usado para entradas ou aquisições de serviços do Exterior.

Códigos CFOP para saídas

  • 5.000 – Diz respeito a entradas e aquisições de serviços do Estado.
  • 6.000 – Código para entradas e aquisições de serviços de outros Estados.
  • 7.000 – Refere-se a entradas e aquisições de serviços do Exterior.

Há mais de 500 códigos na tabela CFOP, sempre seguindo a lógica do primeiro número se referir a entrada ou saída ser do próprio Estado, entre Estados ou Exterior.

Qual a importância da tabela CFOP?

O objetivo principal dessa tabela é permitir maior transparência para a realização de transações de compra e venda de companhias ao Fisco. Com a identificação assertiva dessas atividades é possível realizar a cobrança mais correta em relação à atividade que está sendo exercida. O uso deste código também possui um impacto significativo no que diz respeito à gestão empresarial uma vez que o grupo a que o código pertence permite controlar a quantidade de pedidos e formação de estoque.

Ao invés de encarar como mais uma etapa burocrática é interessante pensar que se trata de um processo que pode ser usado a favor da organização e melhor andamento da sua companhia. Já que a nota fiscal terá que ser preenchida mesmo com esse código aproveite para manter o controle rigoroso do que sua organização está fazendo circular. Com essa gestão é possível evitar problemas como escassez ou estoque em demasia.

Dicas para indicar o CFOP corretamente

Empreendedores que trabalham com a compra e venda de mercadorias podem ter dificuldade indicar corretamente o CFOP, por isso vou dar algumas dicas que facilitam o processo. Uma das situações mais comuns é receber uma nota fiscal de um fornecedor do qual se tenha realizado a compra de uma mercadoria e que tenha o CFOP começando com 5 ou 6. Na hora em que for cadastrar a nota fiscal no seu sistema ela pode não ser aceita.

O motivo principal para esse erro é o fato de que 5 ou 6 são números que indicam saída e não entrada. A forma de fazer com que essa nota fiscal possa ser cadastrada no sistema corretamente é transformar o código de saída num código de entrada. Vamos supor que essa nota fiscal tenha o número 5.414, para que possa ser cadastrada como uma entrada será necessário trocar o 5 pelo 1 gerando então 1.414.

Para quem ficou se perguntando por que trocar o 5 pelo 1 é bastante simples a resposta, o 1 é o número inicial referente a entradas de bens e aquisições de serviços do seu próprio Estado e o 5 diz respeito a saídas de bens e aquisições de serviços do seu Estado. Logo a entrada 1 corresponde a saída 5 seguindo essa lógica temos que a entrada 2 corresponde a saída 6 e por fim que a entrada 3 corresponde à saída 7.

Tabela CFOP em mãos

A gestão das notas fiscais da sua companhia deve ser feita por profissionais que tenham conhecimento de contabilidade e que mantenham a tabela CFOP com mais seus mais de 500 códigos em mãos para evitar que sejam cometidos erros. Lembre-se que o uso desses códigos pode facilitar a agilidade da sua organização.

Gostou de saber mais sobre a tabela CFOP? Compartilhe com seus amigos em suas redes sociais!

 

Copyright: 258726044 – https://www.shutterstock.com/pt/g/gaudilab