Como anda o orçamento de sua empresa?

Como anda o orçamento de sua empresa?

Para que uma empresa viva existe um custoter por trás das suas operações. E para que esses valores investidos no desempenho do seu negócio estejam de acordo com o seu faturamento, é muito importante que o orçamento empresarial seja respeitado. A intenção com isso é que todo o dinheiro que entra, sai, é investido ou gasto, seja bem administrado e não se perca em decorrência da falta de gestão do empreendedor.
 

Por onde começar?

 
Para conquistar uma gestão de sucesso dentro da sua empresa, deve-se pensar no que uma organização precisa para ter que suas finanças estejam sempre no verde.
 

Lucratividade

 
Lucro é todo o valor que se ganha sobre o que se vendeu. No caso, lucratividade é o cálculo feito para entender se aquela operação vale o dinheiro investido, ou seja, analisar se a quantidade de vendas é suficiente para cobrir os custos e despesas do negócio. Geralmente são observados os lucros por períodos e, por isso, é importante fazer este acompanhamento constantemente para saber como anda o caixa e evitar perder investimento e não ter tempo para recuperar-se.
 

Rentabilidade

 
É o valor correspondente ao retorno financeiro da empresa, ou seja, quanto que ela gerou de lucro nos últimos tempos. Para entender se sua empresa tem percentual positivo de rentabilidade basta dividir o lucro pelo investimento e multiplicar por 100.
 

Liquidez

 
É entender se o seu produto tem facilidade de ser vendido no mercado e quanto tempo demora a que essa venda fazer parte do faturamento.
 

Risco

 
Quando sua demanda cai ou aumenta, sua empresa precisa estar preparada para o risco de não ter faturamento ou de não dar conta de atender a quantidade de produtos requeridos. Uma situação comum é quando uma loja faz uma promoção está esperando muita gente para comprar seus produtos e tem que se planejar sobre quanto produzir ou estocar de produtos para aquele dia ou semana de vendas. Sem essa organização e planejamento, o risco é tanto de sobrar ou de faltar.
 
Depois de entender que existem etapas a serem seguidas no momento de se planejar um orçamento da sua empresa, é importante visualizar que cada setor precisa do seu próprio cálculo e de uma estratégia pensada exclusivamente para cada produto ou equipe de vendas.
 

Tipos de orçamento empresarial

 
Na hora de se prever um orçamento, é muito importante, também, que sejam previstos os mais variados tipos de custo. Sejam eles relacionados à matéria-prima, mão-de-obra, vendas, estocagem ou produção. Afinal, tudo no mundo dos negócios tem o seu valor e um custo que impacta diretamente no bolso do empresário.
 
Para um tipo de ação que não muda e nem sofre alterações ao longo da sua execução, o melhor a ser usado é um Orçamento Estático. Se a sua ideia é entender quanto que custa cada uma das atividades de um setor e quais as variáveis que impactam em suas produções, aposte no Orçamento Flexível.
 
Quando itens vão mudando o planejamento de uma ação e, é importante ter uma ideia de saída para aquele projeto, o Orçamento Ajustado consegue ajudar nisso. Se agora você precisa analisar o custo-benefício das suas atividades desde o momento que elas começaram, o melhor a fazer é implementar um Orçamento Base Zero.
 
Já se você prefere estar preparado para o mercado com um controle bem rígido das despesas de sua empresa usando uma matriz, use o Orçamento Matricial. Para fazer uma retrospectiva do que deu errado e do que deu certo numa ação anterior, é importante analisar o que se quer fazer no futuro. Para isso, o mais recomendado é usar um Orçamento Contínuo.
 
Em outro caso, se a sua empresa é autogerenciável, trabalha com uma cultura organizacional saudável e quer mais visão e de negócio para o futuro, sua melhor pedida é o Orçamento Beyond Budgeting.
 
Como eu já falei em outros posts aqui em meu blog, quando se fala em dinheiro, o objetivo coletivo é sempre lucrar o máximo que se consiga. Por isso, uma gestão financeira alinhada com os demais setores, um líder motivado a crescer cada vez mais e colaboradores que entendam as suas funções são etapas muito importantes para o sucesso da organização.
 
A consequência direta disso são análises e planejamentos estratégicos que foquem num faturamento positivo, em decisões assertivas sobre investimentos e num orçamento empresarial de acordo com o que a empresa planeja e tem em mente. Quanto mais procedimentos em conjunto forem realizados, mais otimizados são os processos e, com certeza, mais fáceis de aplicar serão as ideias de crescimento e de lucratividade do seu negócio.
 
Lembre-se sempre dos cálculos básicos que transformarão o seu orçamento e evitarão possíveis riscos ao planejamento. É possível sim evitar “escapes” financeiros quando toda a organização trabalha junto para um crescimento saudável da empresa, visando sempre definições claras de papéis, de investimentos, receitas, aplicações e de tudo que envolve o orçamento empresarial.