Poka Yoke - Eliminando erros de sua empresa

Poka Yoke - Eliminando erros de sua empresa

Erros ou prejuízos não deveriam ser frequentes dentro das empresas, já que isso pode ser um sinal de que a sua administração de tarefas não está de acordo com as ideias básicas de uma gestão sustentável. Pensando nisso, muitos métodos foram criados a fim de diminuir ou até eliminar esse tipo de situação nas organizações. Um desses é o sistema Poka Yoke e eu vou te ensinar agora o que ele representa e também como colocá-lo em prática para melhorar a gestão do seu negócio.
 

O que é Poka Yoke?

 
Traduzido do japonês, os termos Poka significa “à prova de” e Yoke, “erros”. Então, trazendo essa ideia para o ambiente empresarial, essas são técnicas que podem ajudar sua empresa a atingir seu mais alto nível de eficiência em produção com o menor patamar possível de falhas. A ideia é reduzir custos causados por desperdícios e imperfeições produzidos tanto por seres humanos quanto por máquinas, trazendo mais qualidade à produção e eliminando o tempo dedicado a corrigir erros frequentes.
 

História do método Poka Yoke

 
Desenvolvida nos anos 60, essa inspeção de qualidade surgiu dentro da fábrica da Toyota, por meio da observação do engenheiro Shigeo Shingo, que notou que passava muito tempo do seu dia se deparando com falhas executadas pelos trabalhadores e que isso causava sérios prejuízos ao processo de produção. Para eliminar o problema, ele desenvolveu e começou a implementar técnicas que lembrassem os funcionários dos procedimentos corretos que eles deveriam seguir na hora de produzir as peças da fábrica, evitando assim, uma série de erros até então muito comuns durante a produção. Assim, estas falhas deixaram de serem defeitos corriqueiros já que diminuíram muito, pois ao serem mais bem orientados, os colaboradores conseguiram manter muito um padrão de qualidade bem maior.
 

Como identificar a necessidade do Poka Yoke no meu negócio?

 
Antes de assumir que a sua empresa precisa muito dessa reorganização, é muito importante que você empreendedor passe a observar os processos atuais da organização e entender os motivos de tantos erros. Esse defeito no produto é uma falha humana ou nas máquinas? O defeito pode ter vindo de uma das matérias-primas ou ele foi causado por algo/alguém? Para ajudar a responder essas perguntas, o empreendedor deve analisar e observar todos os passos da produção para entender melhor os pontos de atenção que o negócio pode estar apresentando.
 
Existem algumas formas de causar um defeito num produto, que pode ocorrer tanto por falhas humanas como técnicas/mecânicas:
 
● Falha na programação da máquina;
 
● Processamento de elemento errado;
 
● Falta de atenção do funcionário;
 
● Falta de preparo e capacitação técnica;
 
● Erro na execução e esquecimentos;
 
● Posicionamento de elementos incorreto;
 
● Erro no ajuste do maquinário;
 
● Demora na tomada de decisão;
 
● Falta de equipamento adequado;
 
● Ausência de padrão nos procedimento;
 
● Despreparo para situações inesperadas;
 
● Análise superficial de riscos e dos desperdícios;
 
● Imprudência e distração;
 
● Má fé ou falta de responsabilidade pelo trabalho.
 
Para que a técnica de Poka Yoke se torne realmente efetiva e eficiente, não se fala aqui somente em diminuição de erros e prejuízos, mas também na economia que sua empresa faz ao não precisar adquirir outros sistemas de controle de qualidade.
 

Formas de implantar o Poka Yoke na empresa

 
Todo o tipo de controle que começa a ser feito no momento de produção dos seus itens de venda ajuda a transformar o processo de forma rápida e menos custosa. Por isso, a partir de duas formas de sinalização: a de controle e a de advertência; o controle da linha de produção pode ser conferido de tempos em tempos: ou com a esteira de produtos parando e só voltando a correr quando o problema se resolver; ou quando um alarme apitar sempre que algo incorreto estiver acontecendo.
 
● Método de comparação: Isso funciona com máquinas que tem pressão de ar e com produtos que precisam de um valor mínimo de pressão para o seu funcionamento. Portanto, toda vez que esses níveis estiverem diferentes do que devem ser; um sinal sonoro dispara e todo o processo sofre uma pausa até que se resolva o problema;
 
● Método de Posicionamento: perfeito para acabar com a distração dos funcionários na linha de montagem. Um pino de interferência é instalado e codificado para sempre apitar quando uma peça não estiver na posição certa na esteira de produção.
 
● Método de contato: um sensor funciona para avisar sempre que alguma peça estiver pronta para ser soldada, mas não está na posição correta. Isso evita que funcionários façam sua atividade no automático confiando no excesso de conhecimento de execução de maquinário.
 

Construindo uma empresa “sem erros”

 
É possível sim que sua empresa seja o exemplo, entre tantos, que consegue evitar que falhas virem defeitos. Quando se atinge esse nível de qualidade, todo o negócio consegue crescer de forma mais positiva, com funcionários mais bem qualificados e com maquinários que não causam problemas na produção. Fique atento a isso e considere usar o método Poka Yoke em sua empresa também.