O Salário Emocional fortalece o bom andamento corporativo

O Salário Emocional fortalece o bom andamento corporativo

O conceito de salário emocional está cada vez mais em alta no universo corporativo haja vista o quanto tem se tornado relevante encontrar mecanismos que permitam a retenção de talentos nos quadros de recursos humanos das empresas. Remunerações elevadas não estão sendo o bastante para convencer os melhores profissionais a permanecer em suas funções. As pessoas estão em busca de melhores condições de qualidade de vida no âmbito pessoal e organizacional.

O Que é Salário Emocional?

Obviamente os profissionais avaliam o quanto a remuneração financeira que uma companhia oferece é o suficiente para cobrir as suas despesas cotidianas antes de aceitar ou rejeitar um posto de trabalho, no entanto, nos últimos anos os indivíduos também vêm buscando oportunidades que lhes propiciem qualidade de vida no sentido de ter tempo para dedicar as suas famílias, a possibilidade de continuar estudando, lazer entre outras.

Entende-se como salário emocional os benefícios não-econômicos que as organizações oferecem para os seus colaboradores permitindo que eles estabeleçam um ritmo de vida adequado as suas demandas pessoais. As novas gerações, especialmente os millenials, atribuem grande valor as recompensas que saem do escopo financeiro e focam na oferta de maior qualidade de vida. Num momento em que o tempo é o bem mais precioso que um indivíduo possui as organizações que querem reter talentos devem apostar nele como principal recompensa.

Salário Emocional Fortalece o Bom Andamento Corporativo

Os empresários devem ter em mente que oferecer benefícios não-econômicos para seus funcionários contribuirá para que eles tenham uma vida mais equilibrada e assim mantenham o foco na realização das suas atividades com o maior nível de assertividade possível. Profissionais de quaisquer áreas precisam ter questões pessoais, familiares e organizacionais sob controle para que possam desempenhar as suas tarefas com todo o seu potencial.

Exemplos de Salário Emocional

A seguir listei alguns dos principais exemplos de salário emocional que podem ser aplicados no contexto de uma empresa lembrando que em todos os casos o objetivo deve ser oferecer equilíbrio das três esferas fundamentais (pessoal, familiar e organizacional) para que os profissionais tenham maior tranquilidade para exercer as suas funções.

– Benefícios

Os benefícios constituem um ponto diferencial para muitos indivíduos escolherem entre essa ou aquela companhia quando estão em busca de trabalho. Tem casos de pessoas que optam por receber um salário um pouco menor devido ao conjunto de benefícios a que terão acesso.

Nesse grupo de benefícios podem estar inclusos bolsas de estudo, programas de viagens, facilidades para fazer empréstimos e financiamentos para a compra de uma casa ou veículo, seguro de vida e/ou de acidentes pessoais entre outros. Vale dizer que alguns desses benefícios podem ser descontados do salário ou então serem concedidos como adicionais (mais atraente nesse caso).

– Programa de promoções

Ter um programa de promoções bem estabelecido dentro da organização é uma forma de incentivar a produtividade dos seus colaboradores, pois eles sentem que através da meritocracia poderão alcançar cargos estratégicos e de liderança. Esses indivíduos tendem a se tornar mais organizados e buscar melhores resultados visando chegar a uma posição de destaque futuramente. Trata-se também de uma boa estratégia para ter sempre profissionais formados dentro da sua própria empresa.

– Home Office

A internet permitiu o nascimento do modelo de trabalho remoto que tem sido uma boa solução para quem deseja fugir de horas no trânsito caótico dos grandes centros urbanos assim como passar mais tempo com seus familiares. Para conceder esse benefício é essencial que a companhia conte com funcionários focados e disciplinados que dediquem a quantidade de horas ideal para a realização de suas tarefas. Com organização e boa metodologia é possível conceder como prêmio para os funcionários trabalhar de suas casas. Esse método reduz também os custos operacionais da organização com estrutura.

– Incentivo educacional e de formação

Muitas pessoas desejam continuar estudando e se qualificando mesmo depois de terem conquistado um bom emprego no mercado. As organizações que oferecem programas voltados para essa questão acabam se tornando a principal escolha dos melhores profissionais.

Além da possibilidade de fazer pós-graduação a sua companhia pode oferecer para o colaborador a oportunidade de fazer cursos de idiomas, por exemplo. Estabelecendo parcerias com instituições de ensino essa pode ser uma excelente estratégia de oferta de salário emocional. Ao investir na qualificação dos colaboradores a sua companhia está fortalecendo um dos seus bens mais preciosos, o capital humano.  

– Qualidade de vida

Um dos grupos de benefícios que tem se mostrado mais atraente para os profissionais de diferentes áreas é o focado em qualidade de vida. Destacam-se nesse grupo opções como convênios com academias, plano de saúde podendo até mesmo incluir dependentes e opções de lazer e entretenimento como o vale-cultura em que os profissionais recebem mensalmente um valor para utilizar na compra de ingressos de cinema, teatro entre outros.

Gostou de conhecer o conceito de salário emocional? Deixe seus comentários abaixo!

Saiba mais sobre salário e assuntos relacionados para pequenas e médias empresas! Inscreva-se no meu canal. Inscreva-se agora!