Modelos de inovação existentes no mercado?

Modelos de inovação existentes no mercado?

Você conhece os principais tipos de inovação que existem e sabe como aplicá-los a sua empresa? Muito se fala a respeito de inovação no âmbito empresarial, contudo, nem todos têm uma ideia bem delineada a respeito desse conceito. O conhecimento a respeito dos modelos existentes torna mais fácil o desenvolvimento de estratégias de crescimento e posicionamento sólido no segmento de atuação.
 

Quais São os Tipos de Inovação?

 
Quando o assunto é inovação organizacional, podemos destacar dois modelos: inovações incrementais e inovações radicais. Essas classificações se atêm ao impacto causado pelas inovações das estruturas das empresas como, por exemplo, nos seus processos produtivos e nos seus produtos finais. O empreendedor que está em busca de inovação deve atentar para as diferenças entre os modelos existentes para que possa escolher aquele mais assertivo para o perfil da sua organização.
 

Conhecendo em Detalhes os Principais Modelos de Inovação

 
A seguir, vou apresentar mais detalhes a respeito dos dois principais modelos de inovação existentes. De maneira geral, o que se busca é potencializar os resultados, aumentando a produtividade e melhorando as características dos produtos.
 

Inovação Incremental

 
Podendo ser chamada, também, de inovação de sustentação, trata-se de um modelo que se baseia em pequenas alterações que não têm o poder de mudar o mercado, mas contribuem para o fortalecimento da companhia. São realizadas melhorias em pequena escala, que tendem a criar vantagens competitivas em comparação com os concorrentes. Uma inovação incremental não é capaz de garantir a liderança do mercado a longo prazo, é necessário que haja uma série de inovações compondo um fluxo.
 
Para que fique mais claro, vou exemplificar através da qualidade da câmera de um smartphone. De um ano para outro, é possível observar substancial diferença em termos de qualidade, no entanto, a função principal ainda se mantém, a de tirar fotos. Se o fabricante de smartphones deixar de realizar melhorias na câmera de seus aparelhos, eles vão se tornar obsoletos e perder mercado para os seus concorrentes que mantiverem os dispositivos atualizados.
 

Como Aplicar a Inovação Incremental na Sua Empresa

 
Só existe uma maneira de saber o que os seus clientes precisam e esperam dos seus produtos, perguntar a eles mesmos. Muitas companhias viram a liderança do segmento lhes escapar por entre os dedos por investir pesado em melhorias que não tinham importância para o consumidor, deixando em aberto o que poderia fazer a diferença.
 
A sua organização deve manter um setor de pós-venda ativo que busque fazer contato com os clientes para saber como está indo a experiência com o produto. A partir do feedback dado pelos seus consumidores é mais fácil estabelecer quais as alterações que valem a pena o investimento e quais devem ser deixadas de lado.
 

Inovação Radical

 
Conhecida, também, como inovação disruptiva, trata-se de um modelo em que as mudanças acarretam num redesenho do mercado. Esse tipo de inovação organizacional se destaca por realizar uma grande mudança em termos tecnológicos, estruturais ou operacionais, que acarreta na obsolescência dos produtos que estão sendo substituídos.
 
Várias companhias são afetadas ao mesmo tempo e se veem numa situação em que, ou se adequam a nova realidade ou se retiram do mercado definitivamente. Há alguns especialistas em administração que consideram a inovação radical como sendo nociva, uma vez que pode trazer efeitos negativos, como o fim de alguns postos de trabalho, fechamento de empresas e criação de novas necessidades de consumo.
 
Novamente, retomo o exemplo das câmeras em smartphones, esse recurso pode ser entendido como uma inovação radical se pensarmos que o mercado de câmeras digitais foi bastante reduzido. A criação de um novo produto – smartphone com câmera de boa resolução – acabou com outro já existente, transformando a percepção do consumidor e a lógica desse segmento.
 
Ressalto, ainda, o papel das inovações incrementais nesse exemplo, pois, no início, a qualidade das fotos dos smartphones era bem ruim, não substituindo efetivamente as câmeras digitais. Contudo, melhorias realizadas ao longo dos anos permitiu uma concorrência mais acirrada que acabou por dar a vitória aos novos celulares.
 

Como Desenvolver uma Inovação Radical

 
As companhias que desejam realizar uma inovação organizacional capaz de reorganizar a lógica do mercado devem estar preparadas para investir massivamente em pesquisa e desenvolvimento. Contudo, não basta apenas detectar uma necessidade iminente dos potenciais consumidores, em muitos casos as pessoas ainda não sabem que têm determinada demanda.
 
Nesse caso, se mostra necessário investir, também, em marketing para educar o público-alvo a respeito da diferença que tal produto pode significar em suas vidas. Basicamente, se trata de identificar a necessidade e, então, demonstrar aos consumidores o quanto eles precisam desse item para viver bem. Não posso deixar de citar o quanto as inovações radicais podem ser onerosas e arriscadas.
 
O que você achou dos principais tipos de inovação? Se gostou do artigo compartilhe com os seus amigos!