Conheça o conceito do essencialismo

Conheça o conceito do essencialismo

Você já parou para pensar o quanto de energia e tempo gasta com o que não faz a diferença para sua empresa? Muitos empreendedores acreditam que ser multitarefa os levará ao sucesso. Por experiência própria, no entanto, garanto que conquistar resultados extraordinários requer concentração principalmente naquilo que é essencial: o desenvolvimento do seu negócio. É sobre isso que trata o essencialismo.
 
Quando iniciamos nosso próprio negócio, exercemos não somente o papel de donos, mas também de funcionários. Se essa situação, que deveria ser temporária, começa a se estender, impedirá a dedicação a assuntos mais importantes, que garantirão efetivamente a competitividade da empresa no mercado. Por isso, quando os empreendedores se preocupam demais com situações cotidianas que poderiam ser delegadas a outras pessoas, correm o risco de não enxergar novas oportunidades.
 

O que é essencialismo?

 
O essencialismo não pode ser entendido apenas como uma gestão estratégica do tempo ou técnica de produtividade. Para Greg Mckeown, autor do livro “Essencialismo: A disciplinada busca por menos”, o essencialista não é quem faz mais coisas em menos tempo, mas sim aquele que escolhe as coisas certas para fazer. Nesse sentido, trata-se de um método que identifica o que é vital e simplesmente elimina todo o resto, canalizando a nossa energia ao que realmente importa, ao que é prioridade.
O termo prioridade vem do latim, “prior”, que significa antes. Portanto, o seu plural (prioridades) não existe na teoria. Segundo o dicionário do Google, o vocábulo trata-se de um substantivo feminino, que designa:
 
1. Condição do que é o primeiro em tempo, ordem, dignidade.
 
2. Possibilidade legal de passar à frente dos outros; preferência, primazia.
 
3. Condição do que está em primeiro lugar em importância, urgência, necessidade, premência etc.
 
Os avanços tecnológicos nos permitem realizar diversas tarefas ao mesmo tempo e isso tem nos tornado incapazes de definir o que é prioridade. Nesse contexto, nossa atenção e energia se dispersam. Você pode até continuar com diversas prioridades, desde que elas não sejam conflitantes entre si em interesses, resultados e tempo. Do contrário, certamente enfrentará um problema enorme quando tiver que escolher entre uma delas.
 
Mas como definir o que é prioridade, ou melhor, o que é essencial? Mckeown propõe uma revisão de toda a sua vida, desde o início. Pense numa perspectiva longa, tanto no passado, quanto no futuro. Procure identificar quando a vida foi boa ou ruim desde que você nasceu até hoje. Quais são seus objetivos em longo prazo? Como você quer ser lembrado pelos seus netos?
 
Há outra forma mais simples de responder a essa questão. Pense ao que você diz SIM sem hesitar, e você terá definido a sua prioridade. Todo o restante deve ser descartado, porque se dedicar a isso será trivial. Descobrir sua verdadeira prioridade é agregar mais valor ao seu trabalho e aprender a diferença entre o que é dispensável e o que é essencial.
 

Por que seguir o essencialismo?

 
Um dos argumentos utilizados por Greg em seu livro para justificar o essencialismo é a Lei de Pareto, segundo a qual 80% dos nossos resultados vêm de 20% dos nossos esforços, e 20% dos nossos resultados vêm de 80% dos nossos esforços. Seguindo esse princípio, a melhor forma de aumentar nossos resultados é se focar. Algo que justifica bem isso é o dilema que nos assombra quando estamos sobrecarregados: desistir de realizar as tarefas ou entregá-las sem conseguir os resultados desejados?
 
Onde está o seu foco, está a sua energia e ela é a mola propulsora para fazer qualquer mudança. Com ela, você será capaz de levar seu negócio o próximo nível, porque se dedica que realmente é essencial. Isso tem muito a ver em colocar o coração em tudo o que faz.
 

Pratique essencialismo

 
Proponho que você reflita sobre o impacto das suas obrigações diárias em seu negócio. Será que elas estão voltadas para as estratégias, conhecimento de mercado e inovação que toda empresa precisa para crescer? Ou você tem preenchido sua agenda somente para servir aos interesses dos outros?
 
Ficar super atarefado dá a impressão de que estamos trabalhando o tempo todo e, por isso, ele passa tão rápido. Mas o fato é que não estamos sabendo fazer escolhas. O essencialismo nos ajuda a reencontrar a essência do nosso negócio, a não perder tempo e energia com aquilo que nos afasta de nosso objetivo. Não é fácil praticar essa filosofia, principalmente aos empreendedores que sempre agiram dessa forma. Separei algumas dicas que deram certo comigo e certamente poderão ajudá-lo nesse sentido.
 

Elimine distrações

 
Não pense que abdicar de apenas algumas tarefas do seu dia a dia o tornará um essencialista. Para praticar essa filosofia efetivamente, você deve eliminar completamente o que não é essencial. Como? Verificando se, aquilo a que dedica tempo e energia, está diretamente relacionado aos seus objetivos.
 

Mantenha o foco nos seus objetivos

 
Aprenda a reduzir e simplificar para manter o foco nos seus objetivos. Assuma compromissos somente se eles efetivamente fizerem a diferença, se aproveitarem seu talento maior. Não deixe que outras pessoas assumam a sua agenda somente para agradá-las. Com isso, você assegurará o seu direito de escolha e tomará as suas próprias decisões.
 

Pare de dizer sim a tudo

 
Como dono da empresa, diversas demandas vão cair em suas mãos, mas você não deve aceitar todas. Se disser sim sempre, ficará com fama de “resolve tudo” e não terá tempo para se dedicar ao mais importante.
 

Faça um planejamento diário

 
Para obter melhores resultados, faça um planejamento diário. Reserve algum período para sentir tédio. Isso é importante para estimular a criatividade, porque enquanto você está parado, pensa na solução dos problemas e deixa tudo fluir.
 

Escolha o que vai fazer

 
Para praticar o essencialismo, você deve vencer três pressupostos: tenho que fazer, é importantíssimo e consigo fazer os dois. Substitua por eu escolho fazer, só poucas coisas realmente importam e eu posso fazer tudo, mas não tudo. Com isso, você terá mais liberdade para buscar o que realmente faz sentido e viver no nível máximo de contribuição.
 

Cerque-se de gente boa

 
Eu também fazia praticamente tudo quando abri a minha empresa. Mas comecei a perceber que se delegasse atividades a outras pessoas e investisse meu tempo no que era essencial, conseguiria obter um ótimo desenho do meu negócio e mais resultados. Hoje, eu conto com pessoas-chave que cuidam de 80% a 90% daquilo que eu cuidava há algum tempo e, isso me permitiu procurar inovações, investir em viagens que me proporcionasse enxergar novas possibilidades.
 
Tente fazer isso você também e certamente levará seu negócio ao sucesso. Cerque-se de gente boa, que se destacam, são proativas, trazem problemas com soluções e estão acima da média. Esses profissionais fazem diferença para qualquer empresa e devem ser bem cuidadas para que se desenvolvam ainda mais. Acredite e cuide deles, aplique feedbacks, engaje-os, recompense-os para que se tornem seus verdadeiros parceiros.
 
Essas ações são fundamentais para você sair do operacional e se focar em desenhar estratégias, perceber o mercado. Quando pratica o essencialismo, excelentes profissionais fazem sua empresa funcionar e você faz a sua empresa acontecer.
 
No empreendedorismo, belos discursos não convencem mais. A energia é o que diferencia o seu negócio dos demais. É por meio dela que você faz o mundo acreditar no que você faz. Por esse motivo, você deve investi-la no que realmente é importante para divulgar e desenvolver sua ideia, seu ganha pão. Fazê-lo foco do seu nível máximo de contribuição deve ser a coisa mais importante de sua vida. Caso contrário, certamente será a de seu concorrente.
 
Espero que este conteúdo tenha sido útil para você. Continue por aqui e aprenda outras sacadas gratuitas para levar o seu negócio para patamares cada vez maiores.