Quais modelos de liderança são importantes para o seu negócio?

Quais modelos de liderança são importantes para o seu negócio?

A função de um líder dentro de uma empresa vai muito além de delegar tarefas, ele é o responsável por decidir por todos, representar o que setores inteiros pensam e ainda ser o porta-voz do seu negócio. Pesquisas apontam que uma boa liderança garante mais rendimento em vendas e melhora o clima organizacional da empresa. A influência que esses líderes têm na vida de tanta gente ultrapassa o que se vê em reuniões e encontros executivos, vai até dentro da casa de cada um dos colaboradores que dependem dessa boa gestão para garantir o sucesso geral do negócio.
 
Por isso, existem diferentes modelos de liderança que combinam melhor com cada tipo de empreendimento e que demandam mais ou menos responsabilidades dentro da empresa. Vamos conhecê-las!
 

Formas de liderança

 
Antes de entrar em detalhes sobre cada tipo de liderança que sua empresa pode ter, temos que lembrar que um líder precisa, antes de tudo, saber com integrar áreas, como também conseguir compreender o papel importante que cada uma delas tem dentro do todo e, como otimizar o trabalho que cada uma oferece à empresa. Tendo isso em mente, a liderança já consegue vislumbrar melhor suas próprias metas e assim, tomar decisões mais assertivas.
 

Líder Autocrático

 
Modelo de liderança que centraliza o poder e onde apenas o gestor toma as decisões. Também conhecido como estilo autocrático, nesta forma de liderar os colaboradores são coadjuvantes, uma vez que é o chefe quem comanda tudo. É uma tática válida de ser usada em momentos que exigem agilidade e rapidez nas ações, mas não é o melhor modo de liderar no dia a dia.
 

Líder Democrático

 
Esse modelo de liderança já tem como premissa envolver a equipe, pois no momento de tomar decisões, os colaboradores são consultados, opinam livremente e, assim, conseguem ajudar a construir os resultados de forma mais direta. Porém, num momento de emergência, esse não é o melhor modelo a ser usado por envolver muita discussão e demorar um pouco mais para ser organizado.
 

Liderança Afetiva

 
Ao liderar de forma afetiva, o gestor pensa em seus colaboradores em primeiro lugar. O foco aqui é ter os funcionários com confiança máxima e desenvolver um clima organizacional propício à realização das tarefas. No entanto, esse é um modelo que não funciona muito bem sozinho, ele precisa do apoio de outros tipos de liderança para atingir melhores resultados.
 

Modelo de liderança treinador

 
Essa forma de liderar vai além da tomada de decisões, aqui o líder foca muito no treinamento dos seus colaboradores. Ele desenvolve táticas que enaltecem os pontos fortes de cada um dos funcionários para que eles tenham mais confiança no momento de executar tarefas. Lembrando que isso só funciona se esses profissionais estiverem dispostos a serem treinados.
 

Líder Dirigente

 
Para praticar essa forma de liderança, o empreendedor precisa ter uma visão macro das tarefas de longo prazo para então, liderar seus colaboradores para que executem suas atividades dentro dos prazos de entrega. É um modelo que funciona muito bem se os funcionários tiverem um perfil mais autônomo, ou seja, a capacidade e maturidade para executar suas demandas sozinhos. Por isso, essa forma já não funciona com funcionários novos em seus cargos por precisarem de mais instruções e treinamento.
 

Modelo Coercitivo

 
Com foco total em obediência, esse tipo de líder manda e controla tudo que acontece na empresa. Ele exige que seja respeitado, consultado e incluído em tudo que acontece no setor que ele manda. Funciona muito bem em momentos de crise já que é necessário um tipo de controle extra, mas não é uma prática válida em todos os momentos da empresa por ser bastante opressor aos funcionários.
 

Líder liberal

 
Nesse modelo, o líder se envolve muito pouco na tomada de decisão, ele fica ali somente como ponto de apoio. Por deixar os colaboradores totalmente livres para decidir o que é melhor para eles, este gestor acaba não controlando nada. Esse é um tipo de liderança que funciona se os funcionários tiverem total responsabilidade sobre seus atos e forem de muita confiança da chefia geral. Do contrário, o caos pode se instaurar muito rapidamente.
 
Basicamente não existe um tipo de líder perfeito para cada negócio e sim, uma adaptação ao que mais funciona para o seu ramo de empresa. Ter diferentes formas de liderar equipes facilita muito no momento de entender o universo de cada um dos times, o modo como trabalham e como lidam com prazos e cobranças. O mais importante é você, empreendedor, ter a habilidade de entender o que é melhor para sua empresa, observar como ela funciona com diferentes formas de gestão, como seus colaboradores se portam e estabelecer uma forma de liderança que realmente favoreça o crescimento e sucesso do seu negócio.