Os desafios da liderança

Os desafios da liderança

Liderar nunca foi uma tarefa simples, no entanto, atualmente, existem novos desafios que tornam ser um líder ainda mais complexo, ter essa compreensão é o que permite levar a equipe rumo ao sucesso. As novas tecnologias e o estilo de vida conectado fez com que a figura da liderança precisasse adquirir mais jogo de cintura e uma onipresença que antes não era imprescindível. Conquistar resultados depende do conjunto de acertos no ponto de vista individual e em grupo.

Quais São os Principais Desafios de Ser um Líder Atualmente?

A seguir listei e expliquei com detalhes quais são os desafios mais complexos de ser um líder de equipe nos dias de hoje.

– Engajamento da equipe

O conceito de engajamento nunca esteve tão em evidência como nos dias de hoje e se mostra um desafio potencial para os líderes que precisam competir com a conectividade e a ‘invasão’ do mundo externo em seu cotidiano de trabalho. Os indivíduos desejam cada vez mais sentir que seu trabalho individual vem sendo valorizado assim como que fazem parte dos resultados globais da equipe.

Uma das formas de conquistar o engajamento dos colaboradores é ter programas e ações específicas que visem o investimento em capacitação e crescimento dos mesmos dentro da equipe. O líder precisa ficar atento às características das pessoas com quem trabalha detectando dessa maneira como investir em cada membro.

Também é crucial que o líder se mantenha próximo às pessoas com quem trabalha para que possa dar orientação quando isso se mostrar necessário. Amparar as fragilidades dos colaboradores da equipe é essencial para que sua equipe se mantenha constantemente engajada.

– Planeje em conjunto com a sua equipe

O planejamento é a base de um trabalho executado com assertividade e com possibilidades reais de sucesso. Porém, se esse planejamento for feito somente pelo líder sem a participação dos membros da equipe dificilmente se chegará aonde se deseja. É a velha máxima de que quem não sabe para onde ir se contenta em chegar a qualquer lugar.

Não adianta desenvolver um cronograma cheio de cores e setas para apresentar a aqueles que serão os responsáveis por realizá-lo. Se não há participação no desenho dessas metas dificilmente os colaboradores irão se sentir motivados a buscá-las. Ser um líder exige o envolvimento e participação dos seus liderados.

– Gestão do tempo sem perseguição

Hoje em dia os líderes se veem diante de duas situações complicadas sendo a primeira delas o combate a procrastinação e a segunda lutar contra esse desperdício de tempo sem criar uma perseguição interna. Antes de serem profissionais, os membros da sua equipe, são pessoas que têm sensibilidade e que podem se sentir desmotivadas a trabalhar se acreditarem que estão sendo vistas como pouco produtivas.

Conseguir que sua equipe mantenha o foco é um grande desafio, mas que quando cumprido traz uma série de resultados positivos. Criar um ambiente em que os membros da equipe se sintam corresponsáveis pelo sucesso dos projetos é o que ajudará a fazer uma gestão mais assertiva do tempo e sem que se crie uma sensação de que há vigilância.

– Equipe participativa

Estamos num momento em que a competitividade tem se tornado cada vez mais feroz e alguns líderes têm dificuldade de delegar tarefas pela apreensão de poderem eventualmente ser substituídos por subordinados. Um dos desafios mais prementes dos líderes, atualmente, é entender que é necessário e saudável ter uma equipe participativa e contar com subordinados que possam realizar as suas tarefas na sua ausência.

Não é o fato de só você estar apto nesse momento para realizar determinada tarefa que impedirá uma eventual demissão. Além disso, quanto mais você se mantém preso às suas tarefas atuais, menos tempo tem para dedicar a desenvolver novos talentos que podem acarretar numa promoção no futuro. Não tenha medo de qualificar e ensinar os membros da sua equipe a atender as mais variadas demandas que podem surgir.

– Tenha empatia

Certamente uma das qualidades que mais fazem falta nos dias de hoje para os líderes é a empatia, isto é, a capacidade de se colocar no lugar do outro. Trata-se de uma forma de enxergar do ponto de vista de outra pessoa para entender as suas motivações e as suas dificuldades. Somente com esse viés é possível desenvolver uma liderança mais justa e que atenda às necessidades dos membros da sua equipe.

Se para você essa ainda é uma questão complicada indico que comece a refletir em diferentes situações a respeito de como as pessoas que trabalham com você se sentem. Converse com seus subordinados e demonstre que há um canal aberto para que elas possam falar sobre as questões que as incomodam e que podem eventualmente se mostrar complicadas.

Você tem enfrentado esses desafios enquanto líder de uma equipe? Reflita a respeito das dicas e deixe seus comentários!

Créditos da Imagem:  Por Ilyafs – ID do vetor stock livre de direitos: 500593225