Break even: ponto de equilíbrio financeiro

Break even: ponto de equilíbrio financeiro

A saúde financeira de uma empresa depende de se conseguir atingir o Break-even, que, em português, é chamado de ponto de equilíbrio. Trata-se do ponto em que o negócio começará a ter lucros. Quando uma companhia tem receita suficiente para cobrir todos os seus custos, se diz que ela chegou ao Break-even. A partir desse momento, a receita gerada passa a se caracteriza como lucro.
 

Entendendo o Que é Break-even

 
O ponto de equilíbrio financeiro, ou Break-even, é aquele em que se tem a cobertura total dos custos fixos e variáveis da companhia pela receita gerada. É de suma importância que o gestor tenha em mente o valor de ponto de equilíbrio para saber quanto precisa gerar de receita com seus produtos ou serviços para cobrir os custos e, assim, possa oferecê-los aos consumidores.
 
Outra questão que é pertinente levantar é que, sabendo qual é o valor do ponto de equilíbrio, o empreendedor sabe até que momento as suas vendas estão representando lucratividade nula. Se as vendas superarem o valor fixado, então, a empresa passará a ser lucrativa, já que toda a receita gerada além desse valor é considerado lucro. Funciona como um excelente indicador da saúde financeira da empresa.
 

Como Calcular o Break-even?

 
Para quem tem dificuldades em fazer o cálculo do ponto de equilíbrio financeiro, listei as variáveis que devem ser levadas em conta. Lembre-se que deixar de fora alguma variável relevante pode fazer com que seu cálculo apresente resultado discrepante com a realidade.
 

Variáveis Relevantes

 
Custos fixos: A produção de uma organização tem alguns custos que não apresentam variação, mesmo que haja ondulação na demanda. Podemos exemplificar como o custo do aluguel e pagamento dos funcionários, independente de quanto se produza esses custos se manterão estáveis.
 
Custos variáveis: Já nessa categoria entram os custos que apresentam variação de acordo com o aumento ou redução da demanda, como, por exemplo, a energia elétrica e a compra de insumos para a produção.
 
Quantidade de vendas: Essa variável é uma das que não passa despercebida pelos empresários, porém, não deve ser a única a ser vista como relevante.
 
Margem de contribuição: O nome pode parecer complicado, mas o seu conceito é bastante simples, trata-se do custo que a companhia tem para produzir cada unidade ou oferecer um serviço. Para chegar a esse resultado, basta diminuir da quantidade de vendas o valor custos variáveis.
 
Índice de margem de contribuição: Tem o mesmo conceito, porém, seu cálculo é feito a partir da divisão da margem de contribuição pela receita bruta da companhia.
 

O Cálculo do Break-even

 
Tendo todas essas variáveis em números, basta que o gestor divida o valor do seu custo fixo pelo índice de margem de contribuição para ter o valor do ponto de equilíbrio financeiro. A equação ficará assim:
 
Ponto de Equilíbrio (PE) = Custo Fixo (CF) / Índice de Margem de Contribuição (IMC)
 
Chegando ao valor de receita indicado como ponto de equilíbrio, a empresa passa a apresentar lucro porque já tem capital para cobrir os custos de produção.
 

Por Que o Cálculo do Break-even é Importante Para a Empresa?

 
O cálculo do ponto de equilíbrio deve ser feito na fase de estudos de viabilidade da companhia, pois somente assim o empresário saberá se realmente tem um negócio com potencial para sucesso em mãos. Ter um sonho de empreendimento é bom, mas é melhor quando esse sonho está pautado na realidade.
 
Saiba que existem casos de empresários que oferecem produtos ou serviços com ótimo potencial, mas que não conseguem ultrapassar a margem do ponto de equilíbrio, isto é, transformar seu negócio em algo lucrativo. Ter o conhecimento prévio de que o ponto em que as contas se estabilizam é alto, pode contribuir para um melhor planejamento financeiro.
 
O gestor, ao se ver diante de um ponto de equilíbrio alto, pode desenvolver estratégias para reduzir os custos variáveis ou, mesmo, encontrar novos mercados que ajudem a impactar nas vendas. O “susto” causado pelo resultado do cálculo de Break-even pode funcionar como um alerta de que os custos com funcionários, maquinários, entre outros, pode estar além das suas possibilidades.
 

O Passo Seguinte Após Atingir o Break-even

 
Tendo passado pelas etapas anteriores com sucesso, o empresário pode acreditar que chegou o momento de relaxar, mas não é bem assim. Tão difícil quanto chegar ao ponto de equilíbrio é manter a lucratividade. Além de manter a qualidade e a expertise da sua empresa após se tornar lucrativa, é interessante observar possíveis cortes de custos a partir da revisão de processos produtivos, bem como adequar os gastos da companhia.
 
Essas variáveis devem estar sempre em pauta porque, mesmo que hoje estejam em ordem, pode ser que amanhã se tornem onerosas. A atualização dos processos é uma forma fundamental de conquistar estabilidade no setor financeiro da sua empresa.
 
Lembre-se da importância de conhecer o Break-even, o ponto em que a sua empresa passa a ter lucros!