Pra que serve o arquivo XML?

Pra que serve o arquivo XML?

Montar uma empresa não diz respeito apenas a oferecer determinado produto ou serviço no mercado empresarial. Para que ela tenha sucesso em suas empreitadas, existem muito mais questões envolvidas, e que necessitam da devida atenção, caso o contrário o caminho a ser percorrido será muito mais trabalhoso e cansativo.
 
Assim, o empresário e empreendedor, bem como a sua equipe de colaboradores deve desenvolver diversas habilidades e conhecimentos, que serão essenciais para que a empresa cresça e se mantenha atuando com regularidade e oferecendo cada vez mais qualidade no mercado. Neste contexto, um dos conhecimentos a serem desenvolvidos, tem a ver com a emissão de nota fiscal, que é um documento obrigatório a todas as empresas, independentemente de seu porte ou segmento.
 
Diante disso, hoje vou falar sobre o arquivo XML, para que você aprofunde seus conhecimentos sobre o assunto, ou relembre, caso já tenha familiaridade com o tema. Confira:
 

Nota Fiscal Eletrônica – NFe

 
Para contextualizar melhor o assunto que vou abordar, vou, antes de qualquer coisa, falar sobre a nota fiscal eletrônica, como ela surgiu e quais seus objetivos, para que assim, você possa entender ainda mais sobre o arquivo XML.
 
A NFe, como também é chamada, veio para substituir a nota fiscal emitida em papel, implementando um novo modelo nacional de documentação fiscal, que permite que esta fique armazenada eletronicamente, diminuindo assim a necessidade de impressão da mesma. Entre os benefícios desta nova modalidade de documento, está a redução de custos com itens de papelaria por parte da empresa, a simplificação do processo de emissão da nota em si, e também o acompanhamento em tempo real dos órgãos fiscalizadores.
 
A nota fiscal eletrônica pode ser impressa, entretanto, não existe esta necessidade, uma vez que ela oferece, tanto às empresas, quanto ao Fisco, a possibilidade e a facilidade de ser emitida e armazenada apenas no ambiente digital, sem perder, com isso, a sua validade jurídica. Assim, da mesma forma que a nota fiscal emitida em papel, a NFe serve para comprovar as transações comerciais existentes entre organizações, fornecedores e consumidores finai, bem como para fins de recolhimento de tributos.
 

Arquivo XML, do que se trata?

 
Basicamente, trata-se da Nota Fiscal em si, em formato eletrônico, por isso ela também é chamada de NFe. Este arquivo serve para salvar todas as informações referente às transações comerciais existentes, tanto entre empresa/fornecedor, quanto entre empresa/consumidor final, como valor dos produtos ou serviços, valor dos impostos cobrados sobre cada item contido na nota, razão social das organizações, CNPJ, e assim por diante.
 
Por isso o arquivo XML é tão importante e deve ser armazenado por um período mínimo de cinco anos, pois, além de substituir a Nota Fiscal em seu formato impresso, ele pode ser, a qualquer momento, solicitado pela Receita Federal, para a realização de consultas, e também por fornecedores, compradores e consumidores finais, para a realização de troca do produto ou dos produtos adquiridos.
 

E o DANFe, você sabe o que é?

 
Quando se fala de nota fiscal eletrônica e arquivo XML, não tem como não falar do DANFe. Mas você sabe do que se trata? Já ouviu falar nele? O Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica é aquele que será entregue ao seu cliente, quando ele receber o produto ou serviço que a sua empresa oferece, e é o que o seu fornecedor vai emitir, quando você adquirir algo dele.
 
Em termos gerais, trata-se do documento impresso, que contém as informações detalhadas da transação comercial realizada entre empresa e fornecer e empresa e cliente, e que deve ser entregue ao comprador, no ato da entrega do produto ou da prestação do serviço.
 
É importante deixar claro, para que sejam evitadas maiores confusões posteriormente, que o DANFe, não é a NFe, e não a substitui. Ele é apenas um demonstrativo da compra, sendo considerado realmente como Nota Fiscal Eletrônica, o arquivo XML, que, de fato, tem validade fiscal perante a Receita Federal.
 
Acredito que muitas dúvidas foram esclarecidas com este artigo, pois, de alguns anos para cá, muitas mudanças foram implementadas em nossa país, no que diz respeito à emissão de Nota Fiscal. Por isso, é importante sempre estar atento e manter a documentação de sua empresa em dias, para, no momento em que ela for solicitada pela Receita, você e sua equipe financeira e contábil terem tudo em mãos.
 
Gostou deste novo conteúdo? Então, continue me acompanhando por aqui, em minhas redes sociais e em meu canal no YouTube e lembre-se de compartilhar este artigo com seus amigos.