Ransomware: uma nova ameaça para os dados de sua empresa

Ransomware: uma nova ameaça para os dados de sua empresa

Os vírus podem gerar uma grande dor de cabeça para usuários de celulares e computadores. No caso de empresas, o caso pode ser ainda mais grave, já que a invasão torna vulnerável dados importantes, além de acessos a contas bancárias e softwares de gestão. Se você quer saber mais a respeito de segurança digital para evitar invasões nos computadores da sua empresa, continue acompanhando.
 

O Que é Ransomware?

 
Ouvimos falar a respeito de vírus que afetam computadores há algum tempo, porém, recentemente, surgiu um novo tipo, que é ainda mais grave do que os antigos. Trata-se do ransomware, um tipo de software malicioso que foi projetado com o objetivo de bloquear o acesso a determinado sistema de computador até que seu dono pague um valor em dinheiro. É uma nova versão do sequestro, só que ao invés de pessoas, são sequestrados dados de empresas e pessoas físicas.
 
Os rackers enviam e-mails com um anexo e escrevem uma mensagem como se fosse um boleto, um convite, uma oferta de emprego, etc. Com isso, o usuário que acredita no que leu, abre o arquivo e tem o software instalado em sua máquina. A partir desse momento, os dados são sequestrados e a pessoa é impedida de acessá-los até que pague o valor pedido.
 
O computador, após ser infectado, exibe um pop up informando o que aconteceu e o que você deverá fazer para recuperar os seus dados, o que geralmente envolve o pagamento em dinheiro. O valor do resgate costuma ser exigido em bitcoins, uma moeda virtual utilizada em todo o mundo. Aparece, também, um relógio com contagem regressiva com prazo de 3 dias para o pagamento ser efetuado e um novo valor, acrescido de juros, caso a vítima demore para pagar. São exibidos sempre dois prazos antes de os dados serem perdidos definitivamente.
 

Dicas de Segurança Digital Para Evitar o Ransonware

 
A prevenção é o melhor caminho para evitar ser vítima desse e de outros crimes digitais, portanto fique atento às dicas a seguir:
 
Principais Alvos: Os principais alvos dos hackers são os computadores com o sistema operacional Windows, já que é o mais usado em todo o mundo. Porém, já foram relatados casos com Linux e Android.
 
Forma de Infecção: Os vírus podem vir em forma de arquivo em um e-mail ou links, que podem ser enviados também por chats e redes sociais. Por isso, é não clique em links desconhecidos e pense bem antes de baixar um arquivo em um e-mail.
 
Atualização do Sistema: Empresas que desenvolvem sistemas operacionais estão sempre em busca de formas para evitar que os computadores sejam infectados por vírus. Por isso, atualize suas máquinas com frequência, para que possa desfrutar das melhorias implementadas.
 
Importância do Antivírus: Utilizar um bom antivírus é fundamental para proteger o seu computador e os dados armazenados nele. Instale e mantenha o software sempre atualizado pelo mesmo motivo que citei no tópico anterior.
 
Backup de Dados: Mesmo tomando todos os cuidados, é necessário realizar um backup dos dados da empresa para que, em casos de invasões, eles estejam seguros em outro local.
 

Meu Computador Foi Invadido: Como Devo Agir?

 
Se aconteceu o pior e o seu computador já foi invadido, sinto dizer, mas as chances de recuperar os dados são praticamente nulas. Grande parte dos hackers utiliza uma criptografia considerada indecifrável por especialistas em segurança digital. Então, se para um profissional experiente já é difícil reverter o caso, para um usuário comum é ainda mais complicado.
 
O que o usuário tem a fazer assim que percebe que seu computador foi infectado é desligar a máquina a fim de interromper a ação do vírus. Então, ligue-o novamente e faça uma verificação completa com um antivírus, que irá identificar e excluir o arquivo malicioso. Porém, os arquivos sequestrados serão perdidos definitivamente.
 
Uma possibilidade mínima de recuperar os dados roubados existe no caso de o hacker ter deixado passar algum erro no código ao criar o vírus. Mas para identificar isso é necessário contar com um profissional experiente, o que, infelizmente, nem toda a empresa tem. Por isso, a melhor maneira é investir em medidas preventivas, como é o caso do backup e dos antivírus.
 

Como Educar os Funcionários em Relação aos Vírus

 
Em uma empresa, grande parte dos funcionários utiliza computadores para trabalhar, por isso todos estão sujeitos a abrir algum arquivo ou link malicioso que contenha um vírus. Para evitar isso, é importante que a organização tenha uma política de uso dos computadores e da rede para prevenir eventuais invasões.
 
Limitar o uso apenas a sites e e-mail relacionados à empresa é uma forma de evitar que os colaboradores acessem páginas desconhecidas e que ofereçam riscos. O mesmo deve valer para o uso de acessórios como pendrives e celulares pessoais, que não devem ser conectados às máquinas.
 
As medidas devem ser tomadas como uma forma clara de prevenção contra ataques de hackers e nunca como uma proibição sem motivos. Por isso, faça uma reunião ou distribua um informativo explicando tudo e dando dicas para que eles não sejam enganados por e-mails e links com vírus.