Sociedade empresarial - Aprenda a desfazer

Sociedade empresarial - Aprenda a desfazer

Se sua empresa vive um momento difícil devido à falta de compatibilidade entre os sócios, seja em termos pessoais ou profissionais, pode ser necessário desfazer a sociedade. Contudo, antes de partir para as questões práticas e terminar com a sociedade empresarial, é fundamental cercar de cuidados a parte dessa história que não pode ser afetada: a empresa. Fim de sociedade empresarial não precisa se refletir em problemas pessoais, saber resolver a situação com tranquilidade é essencial.
 

Dicas Para Desfazer a Sociedade Empresarial

 
Abaixo listei dicas de como desfazer uma sociedade sem maiores problemas pessoais e evitando que surjam contratempos na vida dos ex-sócios devido a pendências resolvidas apenas no âmbito verbal.
 

Entenda e Resolva a Burocracia

 
O ponto mais importante é definir quem irá sair da sociedade empresarial, e, para isso, os sócios devem ter uma conversa franca e de cabeça fria. Com essa decisão tomada, aquele que está saindo do empreendimento deve procurar um advogado e um contador que irão lhe auxiliar nas questões legais e na verificação de que parte do patrimônio da empresa é seu por direito.
 
O sócio interessado em desfazer a sociedade deve providenciar o documento chamado de Distrato Social, em que está ratificado que o seu nome está sendo retirado da sociedade. Os documentos devem ser feitos sempre em três vias, sendo que uma fica na Junta Comercial e as demais são usadas para prosseguir no processo. Esse cuidado é importante porque pendências trabalhistas de uma empresa podem ser transferidas para a pessoa física do sócio que, mesmo não fazendo parte do empreendimento, tem seu nome oficialmente atrelado a ela.
 

Fique Atento a Outras Condições

 
Os sócios que estão tratando do afastamento devem observar se no contrato social da empresa existem outras condições que devem ser cumpridas para esse desligamento.
 

Informe aos Demais Sócios

 
Se a sua empresa tem mais sócios, mesmo que sejam minoritários, é fundamental avisá-los a respeito do ocorrido. Com, pelo menos, 60 dias de antecedência é necessário enviar um comunicado aos demais sócios, lembrando que os mesmos não têm poder e nem precisam homologar. Trata-se apenas de um aviso.
 

Deixe os Sentimentos Fora da Questão

 
Uma das regras de como desfazer uma sociedade empresarial sem maiores transtornos é, com certeza, deixar os sentimentos de fora nesse momento. Pode ser bastante frustrante ver que aquele sócio que ajudou a sonhar o empreendimento está simplesmente deixando-o, contudo, não deixe que essa sensação de perda comande esse momento. A forma de pensar e agir nessa situação deve ser a mais profissional quanto possível para que a empresa não sofra os impactos.
 

Conheça Casos de Exclusão

 
Se o motivo que está levando ao desligamento de um dos sócios da empresa é um comportamento antiético ou que, de alguma forma, fira as disposições do contrato legal, os outros sócios podem excluir esse indivíduo da sociedade empresarial. Para que essa posição seja tomada é necessário contar com o apoio de mais de 50% dos componentes da sociedade. Situações assim costumam acabar em processos judiciais, sempre que for possível evitar esse tipo de complicação é recomendável.
 

Evite Impactos no Capital Social da Empresa

 
Lembra quando eu disse que é importante ter cuidado para que a empresa não sofra nenhum impacto devido a saída de um dos sócios da sociedade empresarial? A principal dificuldade que pode surgir diz respeito à lacuna financeira que pode surgir com o desligamento de um dos sócios.
 
Uma possível solução é que um dos sócios remanescentes preencha essa lacuna, complementando o capital. Geralmente, essa atribuição fica por conta do sócio majoritário da empresa. Há também a possibilidade de a empresa abrir o seu capital, muitas empresas seguem essa estratégia. Se a complementação não for realizada a empresa deve ter a sua redução registrada.
 

Atenção à Diretoria

 
O desligamento de um dos sócios da empresa pode representar um impacto ainda mais significativo quando este também é um dos membros da diretoria. Nesse caso, os cuidados devem se estender para o núcleo da instituição, o seu corpo diretivo. As funções deixadas pelo sócio que está saindo devem ser assumidas por outro profissional – sócio ou não – que tenha a competência necessária não só para desempenhar o papel profissional quanto o papel de união dos funcionários.
 
O quadro de colaboradores também se abala com uma mudança como essa. Marque uma reunião com a diretoria da empresa para comunicar como será a nova dinâmica, o conteúdo dessa conversa deve ser explicativo e não em busca de soluções. Realize uma reunião com os demais funcionários para que eles também sejam esclarecidos.
 

Acredite no Seu Trabalho

 
O sócio que permanece a frente da empresa após o baque do fim da sociedade empresarial deve ter muita confiança em seu próprio trabalho para que possa levar a empresa ao sucesso e aos bons resultados. É natural se sentir abalado e, até mesmo, se questionar a respeito da capacidade de conduzira a empresa sem aquele sócio que está saindo, mas não deixe que esses sentimentos se tornem uma ancora que impedirá o empreendimento de prosseguir.
 
Gostou das dicas sobre como desfazer uma sociedade empresarial e manter a sua empresa funcionando bem? Já passou por esse tipo de situação? Conte-me nos comentários abaixo!