Empresas tradicionais precisam se renovar?

Empresas tradicionais precisam se renovar?

O status de empresa tradicional, num passado nem tão remoto, era fortemente ligado à ideia de sucesso, contudo, atualmente, pode representar um freio para o crescimento de companhias de setores consolidados, como o bancário e o industrial. Com a difusão do modelo empresarial de startups, organizações de médio e grande porte perceberam que precisam se renovar para se manter no mercado.
 

Empresa Tradicional e a Busca Pela Renovação

 
A indústria tradicional, assim como outros setores empresariais tem buscado se adaptar à nova lógica do mercado, que se tornou muito mais dinâmica. A competição com startups que se estabeleceram como líderes de seus segmentos em poucos anos, tornou obrigatório renovar o modelo de gestão. A palavra-chave desses novos tempos certamente é flexibilidade.
 
Enquadrar-se no novo ritmo estabelecido por um mercado aquecido pelas novidades foi o primeiro impulso pela busca de inovação, mas não o único. A onipresença da internet e das redes sociais tornou os consumidores preparados para fazer as suas escolhas com mais assertividade, uma vez que estão munidos de informação. Nesse contexto, uma empresa tradicional precisa de mais do que somente o seu nome e seus anos de vida para ser a escolhida pelo consumidor.
 

Metodologia de OKRs (Objectives Key Results) – Um Caminho Para a Renovação

 
Essa metodologia está bastante ligada à gestão de startups, que apresenta maior urgência para a tomada de decisões estratégicas, contudo, pode ser aplicada com sucesso numa empresa ou indústria tradicional, sem deixar de lado o planejamento a longo prazo, é claro. Trata-se de um caminho para as organizações que precisam quebrar o seu engessamento e passar a agir com mais dinamicidade.
 
Trabalhando com metas de prazo mais curto, a empresa consegue se manter no mesmo ritmo das suas concorrentes. Pelo fato de o mercado estar acelerado, é interessante usar um método que tenha ciclos menores de resultados, permitindo, assim, se manter alinhado com cada momento. As companhias de maior porte podem ter mais dificuldade em se manter conectadas com a realidade, no entanto, com essa metodologia isso é facilmente resolvido.
 

Mudança de Estrutura

 
Certamente, uma das grandes dificuldades que as empresas de maior porte enfrentam está na configuração de sua estrutura verticalizada. É compreensível que, ao longo das últimas décadas, a hierarquização tenha sido tão supervalorizada, uma vez que ela ajudou a posicionar essas organizações como líderes de seus setores. Porém, vivemos em outra época agora e o tempo hábil para que um comando do topo da pirâmide chegue à base pode representar perda de competitividade.
 
Para uma gestão renovada, as companhias devem contar com setores que sejam autônomos e consigam tomar decisões acertadas. O estabelecimento de metas e objetivos para cada setor contribui para torná-los mais independentes, não há tempo para se ter um poder centralizador na cadeira diretora. Mas, a renovação deve ir além e permitir que os próprios colaboradores reestabeleçam as metas do seu departamento de acordo com as mudanças de maré do mercado.
 

Confiança nos Colaboradores

 
Reflita rapidamente comigo, quem melhor do que os colaboradores para identificar oportunidades e ameaças em seus setores de atuação? O gestor da companhia tem uma função bastante importante, no entanto, não pode e nem deve viver o dia a dia de cada departamento. É essencial que se trabalhe com o estabelecimento de confiança mútua entre os funcionários e os líderes de setor.
 

O Papel do Gestor

 
A figura do gestor da companhia ainda é muito importante, contudo, as suas funções passaram por algumas mudanças ao longo do tempo. O principal papel que esse profissional precisa desempenhar é o de alinhar as equipes que compõem a organização. Seu foco deve estar na otimização de processos, de maneira a extrair dos seus funcionários sempre o melhor que cada um pode oferecer.
 
O gestor de uma empresa tradicional renovada, abdica de ser a figura centralizadora atrás de uma mesa que bate o martelo para todas as decisões para se tornar o guia para que as equipes aprendam a caminhar sozinhas. O gerenciamento de pessoas é imprescindível para que o negócio tenha sucesso. Obviamente, ainda cabe ao gestor a verificação dos resultados e assertividade do trabalho desempenhado pelos colaboradores.
 

Cultura Organizacional Forte

 
Nunca foi tão relevante que uma corporação tenha uma cultura organizacional forte como atualmente. Estando na era da informação, é necessário que os colaboradores saibam o que faz parte do escopo de decisões da companhia e o que não está no seu quadro de possibilidades. Pautar todas as ações nos valores da organização, faz com que os colaboradores se mostrem mais assertivos.
 

A Renovação é a Chave Para o Futuro

 
Grande parte das empresas busca por renovação visando objetivos econômicos, mas, perceba que existem muitos outros ganhos que não estão necessariamente atrelados com as finanças. A renovação permite que a companhia se reposicione, tornando-se mais forte no mercado e retenha os seus principais talentos por mais tempo. O processo de renovação deve ser natural e inerente às corporações para que elas se mantenham vivas e operantes.

Qual sua opinião a respeito da necessidade de renovação de empresas tradicionais?